Cabo Frio avança na implantação da sinalização turística digital


A Prefeitura de Cabo Frio acaba de dar mais um passo para a modernização da sinalização turística do município: esta semana, uma equipe das Secretarias de Turismo e Desenvolvimento da Cidade estiveram na sede do escritório da Caixa Econômica Federal, no Centro de Niterói, para uma reunião técnica com representantes do banco. O objetivo foi alinhar a execução da sinalização turística para pedestres, que será totalmente digital.

Os recursos para implantação do projeto são provenientes de uma emenda parlamentar do deputado federal Walney Rocha, através do trabalho conjunto realizado pela Secretaria de Turismo e Coordenadoria de Convênios da Secretaria de Governo que, em janeiro deste ano, participaram, no gabinete do prefeito de Cabo Frio, Dr Adriano Moreno, da assinatura do convênio com a Caixa. Do total de R$ 284.016,19, mais de R$ 270 mil serão destinados pelo Ministério do Turismo e o restante, cerca de R$ 13 mil, será dado como contrapartida pelo município.

A verba será utilizada para trocar as atuais placas de sinalização turística por outras, digitais, com a tecnologia QR Code, um código de barras bidimensional que pode ser facilmente escaneado pela maioria dos telefones celulares através da câmera fotográfica. Esse código pode ser convertido em texto, em endereço de site, número de telefone, localização georreferenciada ou e-mail, por exemplo.

“No caso de Cabo Frio, essa sinalização turística será feita através de totens que serão instalados em pontos estratégicos da cidade, atendendo tanto aos moradores quanto aos visitantes, incentivando a prática do turismo sustentável, ou seja, a pé, exatamente como já fazem outras cidades do país como Curitiba (PR), Olinda (PE) e Ouro Preto (MG), entre outras”, explicou o secretário de Turismo, Radamés Muniz.

A ideia é que em cada totem tenha um mapa mostrando onde o turista está, e os pontos turísticos mais próximos, com orientações sobre a melhor forma de acesso ao destino, de forma que o trajeto seja a pé, curtindo o visual da cidade. Cada totem terá um QR Code que levará o usuário a uma página virtual com acesso a agenda de eventos, mapa da cidade, dicas de lazer e história local entre outros atrativos, tornando o passeio mais fácil e interativo.

Como o recurso para a modernização da sinalização turística virá através de convênio com a Caixa Econômica Federal, é preciso que a Prefeitura cumpra algumas regras, atendendo todas as exigências do Ministério do Turismo. Por isso, participaram da reunião, em Niterói, o secretário de Turismo, Radamés Muniz, a superintendente Operacional de Turismo, Luane Ferreira, a superintendente da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade e do Meio Ambiente, Anne Kellen Apicelo, o coordenador de Convênios, Eduardo Kauê Vattimo, e o representante técnico da CEF, Igor Santos.

A reunião serviu para apresentação de toda a ideia sobre a modernização das sinalizações turísticas em Cabo Frio, incluindo projeto básico, estimativa de custos e locais para possível implantação dos totens. A Caixa também apresentou todas as questões que precisam ser cumpridas pelo governo municipal de forma que o recurso seja aplicado com eficiência, dentro do que determina a lei.

“A reunião foi muito produtiva uma vez que saímos com todo o conhecimento necessário para a execução do projeto que, por sinal, já está bem encaminhado. Os próximos passos são detalhar os pedidos dos analistas, fazer o cronograma de metas conforme os novos padrões, e enviar para a Caixa Econômica para obtenção da autorização para licitação. Não podemos afirmar em quanto tempo tudo estará pronto porque nem todas as ações dependem apenas da Prefeitura. Por isso decidimos estreitar a relação com a CEF, para que eles nos ajudem a concluir todos objetivos o quanto antes”, explicou Radamés.

Organização do carnaval 2020

Também esta semana representantes das Secretarias de Turismo e Desenvolvimento da Cidade de Cabo Frio estiveram na sede da RioTur, no Rio de Janeiro, participando de reunião com o Diretor de Atendimento e Relacionamento com Trade Turístico da entidade, Maurício Werner. O objetivo foi conhecer como eles trabalham a organização do carnaval de rua do Rio de Janeiro, principalmente com relação aos blocos.

“Fomos conhecer as dificuldades, os desafios, os prós e os contras de cada etapa do planejamento. Tivemos um feedback muito interessante que vamos levar para discussão junto com a Associação dos Blocos e entidades ligadas ao turismo para buscar uma organização ainda maior para o nosso carnaval na parte que nos compete enquanto Secretaria de Turismo”, contou Radamés Muniz, informando que o carnaval 2020, na capital, começa a ser pensado no próximo mês de maio com participação de vários setores como limpeza urbana, mobilidade, guarda municipal e segurança entre outros.

DestaqueNotíciasTurismo

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE