Cabo Frio estreita laços com o Governo Federal em busca de recursos


O prefeito Dr. Adriano Moreno finalizou na quinta-feira (31) a agenda oficial em Brasília. O chefe do executivo se reuniu com representantes nacionais para estreitar laços e pleitear verbas para o município nas áreas de mobilidade urbana, esportes e lazer, turismo, segurança e ordem pública.  Na comitiva, além do prefeito, estiveram presentes o secretário de Mobilidade Urbana Urbana,Everaldo Loback, o secretário de Desenvolvimento da Cidade, Felipe Araújo, e o superintendente de Mobilidade Urbana, Isabella Martins.

Na quarta-feira (31), o encontro foi com o secretário Nacional de Esportes, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis), Washington Coração Valente. Durante a reunião, o prefeito solicitou mais investimento para a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer e a possibilidade trazer para o município projetos esportivos nacionais.

Ainda na quarta, a agenda foi no gabinete do senador Flávio Bolsonaro. A conversa com assessores do parlamentar teve como objetivo viabilizar recursos para a segurança pública e mobilidade urbana, em especial para a frota que se encontra sucateada. Também foram deixados ofícios nos gabinetes dos senadores Romário e Arolde de Oliveira com a apresentação do Plano de Mobilidade e dos projetos desenvolvidos para o município que impactam no desenvolvimento urbano, turismo e na qualidade de vida dos moradores.

Na quarta-feira (30) o encontro foi com o chefe de gabinete do ministro do Turismo, Hercy Ayres, para tratar da segunda fase da certificação do Programa Bandeira Azul. O secretário municipal de Desenvolvimento da Cidade, Felipe Araújo, que estava na comitiva, apresentou o projeto e orçamento, que será avaliado pelo órgão.

O grupo também foi recebido pela secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça. Na ocasião, foi cogitada a possibilidade de tornar as duas cidades como territórios coirmãos. O próximo passo será identificar as potencialidades e características dos locais para posteriormente assinar o acordo.

 

DestaqueGovernoNotícias

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE