Conselho Municipal do Procon conclui que há indícios de formação de cartel nos postos de gasolina de Cabo Frio


O Conselho Municipal de Defesa do Consumidor se reuniu na tarde desta sexta-feira (7), para discutir os argumentos dos postos de gasolina sobre os preços dos combustíveis praticados em Cabo Frio. Por unanimidade,  os membros do Conselho concluíram que há presença suficiente de indícios de infração da ordem econômica, pela presença de preços abusivos dos combustíveis.

No mês de novembro,  dezenove postos da cidade receberam a visita do órgão fiscalizador,   que solicitou esclarecimentos sobre o motivo do alto preço praticado em suas bombas, e do indício de um possível cartel.

Após a leitura das respostas enviadas pelos donos dos postos, os membros  do Conselho Municipal de Defesa do Consumidor votaram pelo encaminhamento integral do processo ao Ministério Público e ao Conselho administrativo de Defesa Econômica.

Participaram da reunião representantes do Ministério Público do RJ, Ordem dos Advogados do Brasil, ASAERLA, ACIA, Associação de Moradores e Secretaria Municipal de Turismo.

 

DestaqueNotíciasPROCON

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: