Creas promove debate sobre exploração sexual e abuso infantil

Para intensificar as ações no mês de enfrentamento à exploração e ao abuso sexual infantil, a equipe técnica do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) promove um debate sobre o tema nesta quarta-feira, dia 30, às 14h. O encontro acontece na Sala Vip da Secretaria de Municipal de Assistência Social, localizada no Braga. O debate é aberto aos profissionais da rede e tem por objetivo discutir sobre os desafios teóricos e práticos que a violação de direito impõe aos profissionais.


SAIBA MAIS

Praça do Jacaré recebe mutirão do Cras 

Cras Monte Carlo está com inscrições abertas para oficina de material reciclável

Assistência Social reforma brinquedoteca dos Cras

 

Os temas serão apresentados por quatro profissionais da Semas, com formações em psicologia, serviço social e direito, e que estão à frente de alguns dos equipamentos da secretaria. Para o evento, a questão da exploração e do abuso sexual infantil foi dividida em quatro linhas de discussão, que são o porquê da data 18 de maio ter sido escolhida como marco de combate a este crime; considerações acerca da sexualidade e de gênero; as diferenças entre os termos exploração, abuso e estupro sexual; quais as competências dos Creas e apresentação de dados estatísticos.

 

“A exploração e o abuso sexual infantil são violações de direitos que os profissionais da rede se deparam constantemente, seja na escola, no hospital, nos órgãos do terceiro setor etc. Neste sentido, dois aspectos são importantes: os cuidados que os técnicos precisam ter com a vítima para que, por exemplo, não a faça reviver o episódio de abuso e, sobretudo, o conhecimento sobre a rede para que encaminhe a família ao órgão adequado, como o Creas e o Conselho Tutelar. Por isso, discutir a temática com os profissionais que lidam com essa questão é de suma importância, e é isso que este evento se propõe”, explicou o psicólogo Nathan Barbosa, coordenador do Creas de Cabo Frio.

 

 

Programação – Linhas de discussão

 

Ø  Por que o 18 de maio?

Ministrada pela assistente social Luciana Macedo, formada pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e responsável técnica pelo Serviço Especializado em Abordagem Social do Creas Cabo Frio.

 

Ø  Reflexões sobre a sexualidade infantil e questões de gênero.

Ministrada pela psicóloga Cláudia Regina Rodrigues, graduada pela Universidade Gama Filho (UGF), mestre em psicologia clínica pela Universidade Federal de Brasília (UFB) e técnica do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos do Creas Cabo Frio.

 

Ø  Diferenças e semelhanças entre exploração, abuso e estupro sexual.

Ministrada pela advogada Mariana Rangel, formada pela Universidade Veiga de Almeida (UVA), técnica do Programa Família Acolhedora de Cabo Frio.

  

Ø  As atribuições do Creas e exposição de dados estatísticos.

 Ministrado pelo psicólogo Nathan Barbosa, graduado pela Universidade Veiga de Almeida (UVA), pós-graduando em teoria psicanalítica e prática clínico-institucional pela mesma instituição e coordenador do Creas Cabo Frio.


SERVIÇO

Secretaria Municipal de Assistência Social

Rua Florisbela Rosa da Penha, 292 – Braga

(ao lado do Fórum)

Destaque

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: