Educação conta com sistema informatizado de registro de ocorrências

A Assessoria Especial de Tecnologia da Informação da Secretaria Municipal de Educação de Cabo Frio apresentou aos diretores da rede de ensino, nesta sexta-feira, 15, o sistema informatizado de Registro de Ocorrência Escolar (ROE). Desenvolvida pela equipe técnica da pasta, a ferramenta moderniza os tradicionais “livros de ocorrências” de registro manual utilizados pelas escolas, possibilitando o lançamento diretamente no banco de dados da secretaria.

SAIBA MAIS:

Fórum reúne orientadores educacionais de dez municípios da região

Aprovados no concurso de 2009 devem providenciar exames médicos admissionais

Secretaria de Educação realiza levantamento entre moradores do Minha Casa Minha Vida

O secretário de Educação, Alessandro Teixeira, ressaltou a importância dessa nova ferramenta de gestão para a rede municipal, uma vez que possibilita a visão ampla das ocorrências e o planejamento para solução de problemas recorrentes. “A partir de agora, teremos as informações das escolas para a rede, o que não era possível com o registro dos livros, possibilitando à Secretaria agir de maneira segura e estratégica ao mesmo tempo em que a escola continua atuando de forma individualizada, de acordo com as situações ocorridas”, explicou o secretário.

O presidente do Conselho Tutelar do Primeiro Distrito, João Paulo Quintes, parabenizou a iniciativa, que possibilitará ações conjuntas da Seme com a entidade. “As estatísticas possibilitarão que busquemos políticas públicas específicas para cada região, de acordo com as demandas identificadas”, enfatizou o conselheiro. O orientador educacional e gestor escolar Fábio Ismério analisou a ferramenta quando estava sendo elaborada e destaca o ganho de tempo para tomada de decisões, bem como a conexão com entidades e profissionais que possam contribuir na solução dos problemas. “É uma revolução que merece ser copiada, pela praticidade e amplitude que confere ao trabalho dos gestores”, salientou.

A diretora da Escola Municipal Professora Márcia Francesconi Pereira, Fátima Mota, acha importante a inovação, mas ressalta a necessidade de formalização das situações junto aos responsáveis, mantendo estreita a relação entre família e escola na solução de problemas. Roberta Neves, diretora adjunta da Escola Municipal Palmira Bessa de Figueiredo, acredita que o sistema possibilitará uma visão gráfica das ocorrências, mas que ao fazer o registro na máquina, a escuta deve permanecer atenta, sem perder o foco da importância da humanização das relações.

Como funciona o ROE

Márcia Almeida, responsável pelo projeto, explica que a partir da alimentação do sistema, realizada pela direção escolar e orientadores educacionais, a pasta terá uma visão geral das ocorrências, possibilitando a geração de estatísticas e diagnósticos. Como a nova ferramenta será integrada ao Sistema de Gestão de Tecnologia Educacional (Sigete), onde o banco de dados dos alunos da rede e dos servidores está armazenado, a inclusão das ocorrências será simplificada e rápida.

As ocorrências, preservando o sigilo das pessoas envolvidas, poderão ser consultadas por entidades parceiras entre elas conselhos tutelares, Ministério Público Estadual, Tribunal de Justiça, Ronda Escolar da Guarda Municipal e Coordenadoria-Geral da Criança e do Adolescente. “Precisamos considerar a proteção do aluno, especialmente aqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade”, afirmou Márcia, ao explicar que foram implantados mecanismos de proteção às informações individuais. Os parceiros poderão visualizar gráficos e planilhas gerais ou por recortes como região geográfica, faixa etária, gênero e tipos de conflitos.

Na ocasião de lançamento do ROE, a assessoria de TI também explicou sobre a plataforma do mapa de merenda que está sendo desenvolvida. Um piloto será implantado na Escola Municipal Deodoro Azevedo, possibilitando o ajuste do sistema à realidade do cotidiano escolar. O mapa de merenda traz informações como o cardápio do dia, consumo per capita por estudantes de acordo com a faixa escolar, aquisições feitas pela escola para a merenda e um controle de estoque mais preciso, que será automaticamente calculado, de acordo com o aporte de dados de entrada de alimentos e saída de refeições. Atualmente, os gestores fazem manualmente o controle da merenda escolar.


Destaque

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: