Em um mês, novo sistema de marcação de consultas realiza mais de oito mil agendamentos


Uso da ferramenta em todos os postos de saúde foi iniciado em dezembro

Em um mês de funcionamento, a informatização na marcação de consultas em Cabo Frio realizou 8.517 agendamentos. Os dados são referentes ao período de 03 de dezembro de 2018, quando todas as unidades passaram a operar a ferramenta, até 03 de janeiro deste ano. Com a mudança para o novo sistema, os postos de saúde passaram a marcar as consultas, tanto para clínico quanto para especialista.

“Minha felicidade é imensa em ver que o projeto está funcionando plenamente oferecendo dignidade e mais humanização no atendimento às pessoas. Empenhamos um esforço pessoal para que essa proposta virasse realidade e melhorasse o serviço para a população. Ainda estamos no início, somente um mês, mas a mudança positiva já é sentida. Alguns ajustes foram realizados e vão continuar sendo feitos sempre que necessário. Estamos muito felizes em poder oferecer esse serviço aos nossos munícipes”, comemorou o prefeito Dr. Adriano.

As especialidades com maior procura neste período foram clínica médica geral (1.275), cardiologia (964), ortopedia e traumatologia (724), pediatria (560), oftalmologia (395), urologia (386), ginecologia (374), neurologia (371), dermatologia (366) e ginecologia/obstetrícia (355).

“Com um mês de funcionamento é perceptível a melhora em toda a operacionalização de marcação de consultas no município. É um sistema novo que vem sendo ajustado à nossa realidade desde o início, conforme as necessidades foram se apresentando, mas esse é um trabalho contínuo, que não para. Temos apenas 30 dias em funcionamento e a tendência é aprimorar cada vez mais, já que os principais beneficiários somos todos nós”, avaliou o secretário de Saúde, Dr. Márcio Mureb.

Como funciona

Quando o morador for ao posto para marcar consulta deverá apresentar documentos pessoais (identidade e CPF), cartão do SUS e comprovante de residência. Em relação a este último, são considerados documentos válidos (apresentação de um destes): conta de água, luz, gás, telefone fixo ou móvel; contrato de aluguel em vigor; declaração anual do imposto de renda; boleto de cobrança do plano de saúde, condomínio, financiamento imobiliário ou mensalidade escolar; escritura de imóvel; declaração de próprio punho de acordo com a lei federal 7.115/1986.

Em relação ao Jardim Esperança, é necessário reforçar que a Central do bairro continua funcionando normalmente e os atendimentos continuam sendo realizados no Ambulatório do hospital local. Aquelas pessoas que não são atendidas por ESF’s continuam fazendo as marcações no galpão do Jardim.

As pessoas que já são cadastradas e atendidas pelas ESF’s de seus bairros (Jardim Peró, Boca do Mato, Monte Alegre, Porto do Carro, Tangará, Caminho de Búzios) continuarão sendo atendidas por estas unidades.

DestaqueNotíciasSaúde

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: