Fiscalização ambiental e fundiária realizam operações no fim de semana

As coordenadorias de Meio Ambiente e Assuntos Fundiários estão realizando rondas diárias visando a coibir crimes ambientais e ocupação irregular de áreas públicas, além de outros tipos de infrações. Neste fim de semana várias operações foram realizadas nos mais variados bairros do primeiro e segundo distrito, onde denúncias de irregularidades foram averiguadas pelos servidores municipais.

No Jardim Olinda, na Rua Crato,  os fiscais notificaram uma serralheria que, segundo denúncias anônimas, estaria funcionando em horário irregular.  No local foi constatada a ausência de alvará de funcionamento. O proprietário foi notificado e orientado sobre o horário de funcionamento e a providenciar o alvará.

Na estrada do Guriri foi flagrado o início de um loteamento irregular, do qual constavam placas oferecendo lotes a “preços populares”. As placas foram retiradas e o responsável identificado.

No Segundo Distrito, o proprietário de um quiosque, localizado na Avenida Beira Mar, no bairro Santo Antônio, foi notificado por estar desmatando e ateando fogo à vegetação próxima ao estabelecimento.

No Caminho de Búzios, na Rua Praia de Geribá, uma igreja evangélica foi notificada por estar com o som acima do volume permitido (decibéis).  O responsável foi orientado e, em caso de reincidência, será multado. Os agentes municipais também verificaram outras denúncias em diversos locais da cidade.

O coordenador de Assuntos Fundiários, Ricardo Sampaio reiterou que as operações serão diárias, mas que o mais importante é a população estar atenta.

“Questões ambientais e Fundiárias caminham lado a lado.  Ao mesmo tempo em que alguém desmata e faz uma queimada, ele pode estar preparando o terreno para ser parcelado irregularmente para venda.  Por isso nossas coordenadorias atuam juntas. Os cidadãos devem ficar atentos quanto à esse tipo de infração e devem denunciar, para que possamos cuidar do bem público e do meio ambiente”, concluiu.

A população pode – e deve – denunciar crimes ambientais, pelo e-mail cogemacabofrio@gmail.com  e pelo telefone 99242-3041.  Para crimes de ocupação de áreas de proteção ambiental ou pública, o e-mail é  cogeafcabofrio@gmail.com. O anonimato da denúncia é garantido.

 

DestaqueNotícias

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: