Alunos da rede municipal se formam no Proerd

Por em 25/11/2017

Alunos do 5º ano de cinco escolas da rede municipal de ensino se formaram no Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd). Ao todo, 254 alunos da rede municipal concluíram o curso e receberam homenagens, além de premiações como reconhecimento à atividade. Neste semestre as escolas participantes foram Prof. Oswaldo Santa Rosa, Prof.ª Elicéa da Silveira, Domingos Gouvêa, Antônio da Cunha Azevedo e João Rocha. A solenidade foi realizada na Escola Municipal Edilson Duarte, na sexta-feira, 24.


SAIBA MAIS 

PROERD forma 254 alunos da Rede Municipal

Encerrada segunda fase da convocação dos professores concursados


Na cerimônia, foi lida a redação da estudante Isabella Soares Gama, da Escola Municipal Antônio da Cunha Azevedo, escolhida como melhor texto dentre todos produzidos durante as aulas ministradas pela policial Evelyn Bastos. O secretário de Educação, Alessandro Teixeira, destacou a importância do programa para a sociedade. 


"A formatura deixa em evidência a importância do Proerd para a sociedade, neste contexto representado por alunos da rede pública municipal de ensino. O grande legado desse trabalho é ver em cada criança e adolescente um cidadão preparado para dizer não às drogas e sim à vida. A nossa expectativa, após reunião com a coordenação do Programa, é ampliar a parceria e alcançar alunos do segundo segmento do ensino fundamental, o que será possível com a assinatura de um novo convênio”, contou. 

Também participaram da cerimônia o Major Monteiro, representando o comandante do 25º Batalhão de Polícia Militar, André Henrique de Oliveira; a diretora da escola anfitriã, Palmira Domingues; o coordenador da Criança e do Adolescente de Cabo Frio, José Antônio, e a guarda municipal Selma Silva, representando o coordenador de Ordem Pública, Ricardo Mello.

O Proerd foi desenvolvido pela Polícia Militar com o objetivo de evitar que crianças e adolescentes em fase escolar iniciem o uso de drogas, despertando a consciência para o problema que pode ser evitado e, também, para a questão da violência.