Portal da Prefeitura de Cabo Frio

Bandeira Azul tem nova coordenadoria

Por em 12/09/2017
Uma reunião nesta terça-feira (12) definiu novas metas a serem seguidas no projeto Bandeira Azul para a Praia do Peró, em Cabo Frio. No encontro foram apresentados os novos coordenadores do projeto, Carlos Magno da Silva Marques e Paloma Arias. Estavam presentes representantes de todos os setores envolvidos, como donos de hotéis e pousadas, donos de quiosques, Asaerla, Acipa e sociedade civil organizada.

O coordenador de Meio Ambiente da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Eduardo Pimenta, comandou a reunião. O projeto Bandeira Azul, que tom como objetivo capacitar a Praia do Peró a receber o selo do projeto, auferido pela Fundação para a Educação Ambiental (FEE). Para receber o selo é necessário que se cumpra um conjunto de requisitos de qualidade ambiental, segurança, bem-estar, infra-estruturas de apoio, informação aos banhistas e sensibilização ambiental, sendo considerado um símbolo de garantia de qualidade da uma praia, que passa a ser destacada internacionalmente como destino turístico de excelência.

O principal assunto tratado na reunião foi a definição do tempo de hasteamento da bandeira, que define o período em que a praia deve cumprir rigorosamente todos s critérios do Bandeira Azul. Ficou definido o período de quatro meses, entre dezembro a março, como um primeiro passo para que seja estendido para o ano todo.  Essa adequação foi necessária por causa da necessidade de avaliação constante da qualidade da água, uma vez que não havia sido definido qual laboratório ficaria responsável pelo trabalho.  A partir de dezembro deste ano serão feitas avaliações semanais, buscando a adequação para que o selo tenha validade pelo ano todo.

MOBILIDADE E ESTACIONAMENTO

Presente à reunião, o secretário de Mobilidade Urbana, Mauro Branco, anunciou que um dos principais gargalos relacionados à mobilidade no entorno da Praia do Peró já foi resolvido, com a definição do local que abrigará o “bolsão” de estacionamento. Falta apenas definir como será feito o transporte dos banhistas até a praia, além do planejamento das vias do bairro que terão estacionamento proibido para não prejudicar os moradores.

Em relação à segurança dos banhistas, o comandante da Guarda Marítima e Ambiental, Paulo Fernando, esclareceu até onde vai o papel da GMA e quais as providências estão sendo tomadas, como a realização de avaliações que definirão o que precisa ser adequado ou melhorado para que tudo esteja dentro dos critérios da Bandeira Azul.

OUTRAS PRAIAS

Na reunião ficou definido também que, havendo êxito na adequação da Praia do Peró aos critérios do Bandeira Azul, o objetivo é que outras praias da cidade recebam as adequações para se candidatar a receber o selo, começando pela Praia do Forte.

“A intenção é colocar a Praia do Peró como exemplo e, só a partir disso, passarmos a trabalhar na adequação de outras praias, começando pela Praia do Forte, que é o nosso grande cartão postal, elevando toda Cabo Frio a um patamar de excelência. Isso agrega uma nova concepção para a qualidade do turismo em nossa cidade”, afirmou o coordenador de Meio Ambiente, Eduardo Pimenta.

Os critérios de atribuição da bandeira azul incluem diversos parâmetros em categorias como: qualidade da água, informação e educação ambiental, conservação do meio ambiente local, segurança, serviços e infra-estruturas de apoio. A cada ano, os critérios mudam, tornando-se cada vez mais exigentes.

Em primeira instância um júri nacional aprova uma lista de praias e portos que obedeçam aos critérios e que se candidatem. Depois as candidaturas são enviadas e submetidas a um júri internacional, composto por elementos da FEE (Fundação para a Educação Ambiental). 

Inscreva-se em nossa Newsletter: