Cabo Frio reserva roteiros de trilhas, ilhas e praias exuberantes

Por em 07/06/2017
Cabo Frio é uma cidade rica em biodiversidade e é nacionalmente conhecida pelos seus cenários paradisíacos. E na Semana do Meio Ambiente, a Prefeitura preparou um guia com lugares que têm como característica principal a natureza em abundância.

A Praia do Forte, a mais frequentada da cidade, chama a atenção pelas águas cristalinas e pelo Forte São Mateus. Ela também foi consagrada como uma das 25 melhores praias do Brasil segundo o prêmio ‘Travellers Choice’. Mas as belezas naturais da cidade vão além: Cabo Frio reserva roteiros incríveis de ilhas, trilhas e dunas para amantes de esportes e belas paisagens.

"Cabo Frio tem locais de belezas únicas e que encantam a todos. Essas belezas atraem milhares de visitantes todos os anos, aquecendo nossa economia e nos colocando em um dos principais destinos nacionais. Nosso objetivo não é apenas fomentar o turismo, é também fazer o uso consciente e sustentável dessas áreas, visando sempre a preservação ambiental", disse a secretária de Turismo, Fabíola Bleicker.

Ilhas

As ilhas da cidade são um espetáculo à parte. Há opção para pesca, mergulho, lazer e boas selfies. A Ilha do Japonês é a mais frequentada por visitantes e turistas, e encanta pelas águas claras e calmas. O lugar é ótimo para a prática do Kayak e Stand Up Paddle, além de piquenique com família e amigos. Um local para curtir e relaxar. Mas atenção! A Ilha tem medidas de ordenamento onde são proibidos o uso de churrasqueira, isopor ou cooler a partir de 40 litros, produtos inflamáveis, barracas de acampamento e animais.

O acesso pode ser feito de carro pelo bairro da Ogiva, na Avenida dos Espadartes, ou por barco com embarque no Terminal dos Transatlânticos, que fica no final da Avenida Assunção. Para quem gosta de desafio, a travessia também pode ser feita a pé ou a nado, quando a maré está baixa.

A assistente jurídica Monique Lacerda, moradora de Niterói, visitou Cabo Frio no último Réveillon e descreve a ilha como fantástica. "Já fui em vários lugares do Brasil, mas nenhum como a Ilha do Japonês. No dia conseguimos fazer a travessia porque o mar estava baixo, estávamos com crianças e foi uma aventura para todos. Passeamos ao redor da ilha e pudemos mergulhar em cada canto sem perigo nenhum. Foi uma experiência incrível", disse.

A Ilha dos Papagaios está próxima à Praia Brava e é o ponto final do passeio de barco, onde há uma parada para mergulho numa enseada protegida. O local é frequentado por praticantes de canoa havaiana e tem grande potencial para mergulho de cilindro. A Ilha é rica em biodiversidade marinha, o que garante contato com tartarugas, arraias, corais e centenas de espécies de peixes. O acesso ao local é feito somente por via marítima.

A Ilha dos Pargos é um exemplar de local deserto e natureza nativa, sendo a mais distante da costa.  As rochas são cobertas por corais e gorgônias, com um fundo bastante agradável para mergulhadores iniciantes. Existe também o naufrágio de um pequeno barco pesqueiro, onde ainda são encontradas algumas partes, como o motor e guinchos. O acesso é feito também apenas pela via marítima.

A Ilha Comprida, a maior em extensão da cidade, tem grande potencial para mergulho e pesca subaquática. O lugar reserva uma linda paisagem e contato com animais aquáticos como tartarugas, lagostas, arraias e peixes de toca. Do lado direito da ilha, uma enseada com composição rochosa peculiar em forma de mesa cobre uma área aproximada de 40 metros quadrados.

Trilhas

A Trilha do Farol é a mais frequentada dentre as existentes em Cabo Frio. De fácil acesso e caminhos sem muitos obstáculos, o local segue até o antigo farol da cidade. Do alto do morro pode-se contemplar o Parque Municipal da Boca da Barra, a Praia do Forte, a Praia Brava e também o conjunto de Ilhas de Cabo Frio.

A Trilha da Praia Brava é muito utilizada para se chegar à praia que é usada para a prática do nudismo e (ou) surf. Em seu caminho podem ser encontradas espécies características de fauna e flora da região. Do alto, pode-se avistar o conjunto de ilhas que a cidade possui, localizadas em uma área onde acontece o fenômeno da ressurgência. Cabo Frio é um dos poucos lugares onde ocorre esse encontro de águas quente e fria, diversificando ainda mais as espécies marinhas.

Já a trilha da Praia Fofa, também conhecida como Praia da Pedra Polida ou Paria Secreta, é uma das praias mais exóticas e belas de Cabo Frio. Situada no Parque Estadual da Costa do Sol, seu acesso se deve a uma trilha de cerca de uma hora, a contar pela entrada do parque. A praia recebe esse nome devido a erosão causada por centenas de anos do Oceano Atlântico nas pedras, criando um formato esférico e liso. Quem ainda não conhece, vale a pena ver com os próprios olhos essa praia virgem e dar um bom mergulho, o que depende das condições do mar.

A Trilha Caverna dos Escravos é uma relíquia da cidade. A caverna, com pouco mais de 50 metros de comprimento e três metros de altura, é cercada de lendas. Uma das mais conhecidas, mas sem comprovação histórica, é de que ela foi aberta no tempo do Império para ser usada como depósito de munição. Depois virou local de esconderijo de escravos. Outra lenda dá conta de que a caverna foi aberta para prospecção mineral.

A caverna fica entre a Praia das Conchas e a Ilha do Japonês. Depois da visitação no local, é possível seguir para o Mirante do Papagaio, a Praia Fofa e a Praia Brava.

"Além da beleza das praias e das paisagens, as trilhas de Cabo Frio são rodeadas por cultura e história. A Trilha da Caverna é mais peculiar de todas. Os mirantes e faróis também fazem um mergulho na história muito interessante. Uma experiência inesquecível", afirmou Igor Soares, integrante do grupo Trilhas a Pé. 

Dunas

Criado em 1988, o Parque das Dunas é uma área de preservação ambiental de Cabo Frio e está localizada entre a Praia do Forte e a do Foguete. Esses morros de areias brancas e finas têm o brilho revelado pelo sol e o formato moldado pelos ventos. São de origem marinha e algumas, próximas à Praia do Forte, são cobertas de restinga.

Dentre estes, destaca-se a Duna Mãe, com mais de 30 metros de altura, de onde os visitantes podem apreciar o pôr do sol, enquanto as crianças podem escorregar pelo tobogã natural.

O Parque das Dunas também é um dos destinos preferidos dos praticantes de sandboard (surfe na areia) e kitesurf, pela presença dos ventos fortes. O local também já foi palco da preparação da equipe brasileira para o Rali Dakar. 

O praticante kitesurf Márcio Cravo, destaca o potencial das dunas para a prática do esporte e pelo poder de relaxamento proporcionado pela natureza. 

"A Praia das Dunas e a Praia do Foguete são os melhores trechos para pratica do Kitesurf. Sua raia de mar aberto é considerada pelos velejadores uma das mais rápidas do mundo. A água de beleza ímpar, tendo um azul turquesa predominante, com vegetações naturais e com dunas brancas, proporcionam um enorme benefício tanto para saúde do corpo como a saúde mental. Depois de uma sessão de velejo, volto pra casa com a mente renovada, o que me faz sentir feliz e saudável", comentou.