Portal da Prefeitura de Cabo Frio

Ciência e Tecnologia avalia implantação do projeto “Cidade Digital”

Por em 27/04/2017
A Coordenadoria de Ciência, Tecnologia e Inovação analisa proposta de implantação do projeto “Cidade Digital”, que pretende dinamizar a interatividade entre o poder público e a população. Um dos objetivos é fazer com que o cidadão tenha acesso às plataformas online da Prefeitura como as da Secretaria da Fazenda e, futuramente, da Saúde e da Educação. Jacaré, Grande Jardim Esperança e Tamoios deverão ser os primeiros a receber a iniciativa.

Além de modernizar a estrutura pública de serviços digitais, o projeto prevê a redução de custos com material informativo e mão de obra, além da oferta de novos serviços como acompanhamento de vida escolar de estudantes; oferta de atividades culturais, esportivas, entre outras; cadastro de empregos e serviços e auxílio para estruturação de novos empreendimentos.

“Consideramos de fundamental relevância oferecer condições para que o cidadão tenha acesso à internet e que seja exigida, pela Prefeitura, as necessárias contrapartidas, especialmente as sociais e educacionais”, avaliou a diretora de Educação Tecnológica da Coordenadoria-Geral de Ciência e Tecnologia, Adriana Freire, acrescentando que a proposta está em fase de finalização, mas que medidas estão sendo adotadas para acelerar a implantação do projeto.

De acordo com coordenador-geral Alessandro Teixeira, além de a pasta estudar a proposta no que se refere à estrutura física para a implantação do projeto, é necessário analisar os aspectos legais, que devem ainda contemplar contrapartidas para a sociedade.

“Foi-nos apresentado um dos caminhos possíveis para que consigamos transformar Cabo Frio em uma Cidade Digital, que é um conceito que vai muito além da oferta de internet gratuita para os cidadãos. O projeto é abrangente e pode estar diretamente associado a programas que visem ao desenvolvimento socioeconômico do município. Desta forma, temos buscado estabelecer parcerias para instalação dos polos digitais.” afirmou Alessandro Teixeira.

Bairros foram escolhidos após análise das necessidades

De acordo com a Coordenadoria-Geral, uma análise apontou quais bairros precisam de atuação mais determinante do poder público. Assim, a implantação do polo digital no Jacaré, Grande Jardim Esperança e Tamoios ofertará cursos de qualificação na modalidade a distância; possibilidade de criação de um polo de inovação; investimento no cooperativismo social com o desenvolvimento de arranjos produtivos locais (ALPs), além de implantação de espaço para reforço escolar.

Segundo o coordenador, as contrapartidas do projeto abrangem aspectos sociais, educacionais e ambientais. As primeiras estão no âmbito da participação da comunidade local nas ações propostas, as educacionais se referem ao acompanhamento da frequência e do rendimento escolar por parte dos familiares dos alunos, enquanto as contrapartidas ambientais estão relacionadas aos cuidados com a limpeza e organização do bairro que perpassa a questão educacional.

Objetivos da “Cidade Digital”

*Disponibilizar aos moradores dos bairros um conjunto de serviços inteligentes que melhorem o nível de desenvolvimento humano, econômico e cultural da comunidade tanto de forma individual quanto coletiva;

*Promover a aproximação destes locais, de forma a ampliar oportunidades e acesso à cultura, esporte, lazer e qualificações profissionais ofertadas no centro da cidade;

*Auxiliar o acompanhamento da vida escolar dos estudantes menores de idade, observando a frequência e o rendimento escolar dos mesmos, como uma das condições à inserção, participação e permanência no projeto;

*Estabelecer parceria com a Secretaria de Fazenda a fim de acompanhar o processo de quitação de IPTU dos imóveis existentes nos bairros atendidos, como condição à inserção, participação e permanência no projeto.

Inscreva-se em nossa Newsletter: