Portal da Prefeitura de Cabo Frio

Comsercaf dá início à limpeza nas bocas de lobo de Cabo Frio

Por em 06/07/2017
A Comsercaf iniciou esta semana o serviço de limpeza das bocas de lobo de Cabo Frio. Os bairros Jardim Excelsior, Palmeiras, Jacaré, Recanto do Peró e Jardim Caiçara são os primeiros a receberem a ação. A desobstrução de detritos acumulados no interior das caixas coletoras é necessária porque o acúmulo de lixo causa alagamento e impede o fluxo das águas da chuva.

Na segunda-feira (04) a operação foi realizada nos bairros Jardim Excelsior e Palmeiras, enquanto na terça-feira (05), foi a vez das bocas de lobo do bairro Jacaré começaram a ser limpas. O serviço inclui também pintura do meio-fio, capina e varrição em todas as ruas do bairro.

Já no bairro Recanto do Peró a praia da Calunga foi totalmente limpa no início da semana, que além da retirada e coleta de lixo da orla, as equipes da Comsercaf atuam na limpeza da restinga. O local estava sendo usado como depósito de lixo e foram encontrados plásticos, papelões, alumínios, vidros, além de restos de entulho como material de construção. No total foram retiradas seis carretinhas de lixo.

No Jardim Caiçara a praça principal está mais bonita: além da limpeza está sendo feito reparos diversos na iluminação a fim de tornar mais agradável o espaço de lazer dos moradores do bairro. Em Unamar, no distrito de Tamoios, a retirada de entulhos na beira da RJ 106 está mudando o visual da pista. Os canteiros recebem capina, pintura do meio-fio, retirada do lixo acumulado e poda de árvores.

De acordo com a Comsercaf, a operação envolve cerca de 220 colaboradores e, atualmente, mais quatro equipes estão em treinamento para acelerar o faxinaço a partir dos próximos dias.

"Vamos atuar de bairro a bairro até promover toda a limpeza do município. Não há segredo, nem mistério, apenas uma questão de responsabilidade com o serviço público", afirmou o presidente da Comsercaf, Cláudio Moreira, acrescentando que apesar da eficiência do serviço que presta a Comsercaf conseguiu reduzir os custos em cerca de R$4 milhões ao ano em relação ao ano passado.