Conselho Tutelar de Cabo Frio verifica situação de vulnerabilidade de crianças e adolescentes

Por em 17/07/2017
Na madrugada de domingo (15) o Conselho Tutelar de Cabo Frio foi convidado pela Guarda Civil Municipal para averiguar a aglomeração de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade na Rua Meira Júnior, no Centro, e também no seu entorno. A ação faz parte do ordenamento na localidade que começou na madrugada de sábado (14) com o objetivo de coibir o uso de drogas, inclusive por adolescentes, e som alto irregular.

“O local é visado por ser alvo de muitas denúncias de uso de drogas e som alto. Recebemos muitas denúncias de moradores que relatam o consumo de bebidas e entorpecentes por adolescentes”, disse o comandante da Guarda Civil Municipal, Armando César.

O conselheiro Tutelar, João Paulo Quintes, também acompanhou a ação. “Fizemos uma análise da situação e levaremos o assunto para ser discutido com o colegiado. Iremos apurar se os direitos dos adolescentes estão sendo violados”.

Para o conselheiro Tutelar, João Felizardo, a denúncia é a melhor forma de garantir o direito da criança e do adolescente. “O Conselho Tutelar do Primeiro Distrito conta com cinco conselheiros que trabalham em plantões de 24h. Estamos nos esforçando para atender a população quando há denúncias”. O Conselho Tutelar recebe denúncias por meio dos telefones (22) 9.9213-5625/2646-5436 ou disk 100.     

Operação para coibir som alto
A ação da Guarda Civil Municipal começou efetivamente na madrugada de sábado (14) num trabalho em conjunto da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade e Polícia Militar para coibir som alto na Rua Meira Junior, esquina com a Rua 13 de Novembro, no Centro. Na ação, dois carros com emissão sonora acima do permitido por lei foram apreendidos. A operação começou à 1h e terminou às 4h. Guarda Civil Municipal irá intensificar o patrulhamento no local nos fins de semana.