"Dia de Limpeza" na Ilha do Japonês recolhe 250 kg de lixo

Por em 02/05/2017
Cerca de 250 kg de lixo foram retirados da Ilha do Japonês na ação de conscientização ambiental realizada no última segunda (01), como parte das celebrações pelo feriado do Dia do Trabalhador. A iniciativa contou com a participação dos praticantes de esportes aquáticos e de agentes das Secretarias de Turismo e Desenvolvimento da Cidade.

A equipe da Coordenadoria de Meio Ambiente foi responsável pela limpeza do manguezal das Peroanas, importante para o ecossistema da Lagoa de Araruama por ser o primeiro a ser encontrado por águas oceânicas. No manguezal das Peroanas foram recolhidos desde pneus e tampos de vasos sanitários até chuveiros, tênis, sandálias de borracha e cadeiras plásticas, entre outros itens. De acordo com a Coordenadoria, a principal origem do lixo flutuante são as embarcações pesqueiras e de turismo.

A Prefeitura planeja ações de conscientização junto a essas frotas, no sentido de diminuir, ou até mesmo, interromper a prática do descarte de lixo diretamente no mar. O “Dia de Limpeza” faz parte de um conjunto de ações que estão sendo tomadas para manter o ordenamento da Ilha do Japonês. A ação contou ainda com apoio da Comsercaf, da Guarda Marítima e Ambiental, além Condutores Ambientais do Parque Estadual da Costa do Sol.  

“Esse é um governo agregador, que vem conseguindo a participação de praticamente todos os seus órgãos nas ações que estão recuperando a autoestima dos cidadãos de Cabo Frio ao verem sua cidade voltar a ser um local bonito, agradável e bem cuidado”, opinou o secretário de Desenvolvimento da Cidade, Cláudio Bastos.

Dona Matilda, de 72, que recolhe lixo diariamente na Praia do Forte, foi homenageada durante o evento. Ela recebeu das mãos da secretária Fabíola Bleicker um troféu em formato de cavalo marinho. Muito emocionada, dona Matilda afirmou que “cuidar do meio ambiente é dever de todos”.

Os participantes tiveram acesso a mesa de frutas, além de sorteio de brindes e entrega de prêmio para os primeiros colocados de cada categoria. O instrutor da canoa Molokai, Bruno Dias, destacou que a ação fortalece a conscientização na população.

“Tem efeito maior na população, que participa mais efetivamente, além de ser muito importante desenvolver em todos os moradores e nos visitantes a necessidade de protegermos o meio ambiente”, afirmou.

Guarda Marítima recolheu micro lixo

Já nas areias da Ilha do Japonês o recolhimento do micro lixo foi feito pelos agentes da Guarda Marítima Ambiental, que além de participar do mutirão, apoiou o deslocamento das embarcações e a competição de Canoas Havaianas.

A competição marcou a importância de atrelar o esporte à conscientização ambiental e conservação dos pontos turísticos ao estipular premiações para as equipes que recolhessem a maior quantidade de lixo durante o percurso. A iniciativa transformou todas as equipes participantes em campeãs da conscientização. Para o coordenador do Meio Ambiente, Eduardo Pimenta, ações como estas são fundamentais para a proteção ambiental.

“Cabo Frio sempre teve sua economia ligada ao aproveitamento de suas belezas naturais, que são suas atrações turísticas. Preservar e conscientizar, unindo forças, como foi nesse fim de semana, é o primeiro passo para uma recuperação plena. A Prefeitura e todos os órgãos envolvidos estão de parabéns”, opinou o coordenador.