Em homenagem a São Pedro, ‘Dia do Pescador’ é comemorado com procissão

Por em 26/06/2017

No dia 29 de junho comemora-se o Dia do Pescador e a pesca em Cabo Frio é uma das principais atividades econômicas. A cidade é o quarto maior porto de desembarque pesqueiro do Estado do Rio e para comemorar a data, no próximo domingo, dia 2, a Colônia de Pescadores Z-4 realiza a tradicional procissão no mar com a imagem do Santo Padroeiro à frente da comunidade pesqueira. A romaria começa no Boulevard Canal, a partir das 11h, em direção à Praia do Forte. Além dos barcos de pesca, procissão terá duas escunas, cada uma com capacidade para 100 pessoas com embarque gratuito.

Na semana do pescador, a Superintendência de Pesca anunciou uma parceria firmada na última terça-feira (20) com a Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj) para a criação de estatística pesqueira na cidade, com um agente em Tamoios e dois em Cabo Frio. O objetivo é estimar a produção desembarcada bem como as oscilações sazonais, além de caracterizar a frota quanto aos tipos de materiais e embarcações utilizadas.

"Esse monitoramento na cidade é um trabalho de muita importância para podermos mostrar a todos a força da pesca em Cabo Frio", frisou o superintendente, Alexandre Marques.

Atualmente cerca de 2 mil famílias vivem da pesca na cidade. Um dos fatores que contribui para o fortalecimento da atividade é a ressurgência costeira, fenômeno que acontece em poucos lugares do mundo e caracterizado pelo afloramento de águas profundas, frias e ricas em nutrientes.

Segundo ele, os peixes mais comuns na costa de Cabo Frio são pargo, peroá, anchova, cherne, garoupa, badejo, namorado, cação, bonito, dourado, olho de cão, tainha, sardinha, pescadinha, xerelete, cavalinha, robalo, peixes de bico (marlim-azul, marlim-branco, marlim-polegar), espada, barracuda, bonito, corvina, carapeba, bagre, carapicu e outras espécies, como a lula na Praia do Forte e o camarão rosa na lagoa da Praia do Siqueira.

"Cabo Frio tem uma natureza que propicia ter uma maior quantidade e variedade de peixe na região. Nós temos 2.200 pescadores afiliados na Colônia Z-4 e ainda existem os que não se afiliaram. Recentemente foi feita uma pesquisa com 600 famílias e todas tinham pelo menos um pescador. Para muitas dessas famílias a pesca gera lucro e isso melhora a nossa economia. Atualmente a atividade é uma das maiores geradoras de receita na cidade de Cabo Frio", destacou o superintendente Alexandre Marques.

A pesca em Cabo Frio é tão antiga quanto a história da cidade. Começou com os índios, passou pelos colonizadores e por volta de 1630 se tornou de caráter econômico.
 

São Pedro – O padroeiro

O Dia do Pescador é comemorado com uma procissão para São Pedro, pois os pescadores confiam que eles são protegidos pelo santo todos os dias quando vão entrar no mar para pescar. São Pedro era um dos discípulos de Jesus e foi escolhido para ser o “pescador de homens”. Além disso, a pesca também era sua profissão. Por ser o pescador dos Santos, ele se tornou o Santo (padroeiro) dos pescadores.

 

 

*Créditos Fotos

Foto 1 - Arquivo Colônia de Pescadores

Fotos 2, 3 e 4 - Evangelos Pagalidis