Governo faz proposta aos profissionais da educação para pagamento de salários atrasados

Por Redação em 06/01/2017
Representantes do governo municipal e do Sindicato dos Profissionais da Educação se reuniram nesta sexta-feira (6) para negociar uma proposta para pagamento de salários atrasados e a finalização do ano letivo do ano passado. A reunião foi realizada na sede do SEPE e durou cerca de três horas, 

Estiveram presentes, representando o governo, a secretária municipal de Educação, Laura Barreto, a subsecretária da pasta, Joana D'Arc, o secretário de Fazenda, Clésio Guimarães, o coordenador de Ciência e Tecnologia, Alessandro Teixeira, e o assessor jurídico da SEME, Ian Eduardo de Carvalho.

"O encerramento da greve e conclusão do ano letivo de 2016 são fundamentais para começarmos a organizar a educação e darmos continuidade ao planejamento pedagógico e administrativo para 2017, no qual nossa equipe está trabalhando há meses, mesmo antes de assumirmos a Secretaria", declarou a secretária Laura Barreto.

A proposta do governo para os profissionais da educação, que será apresentada à categoria em assembleia, ficou da seguinte forma: pagamento do resíduo de outubro e os meses de novembro do ano passado e janeiro deste ano entre os dias 18 e 30 de janeiro; pagamento dos meses de fevereiro deste ano e dezembro de 2016 até o fim de fevereiro; pagamento do mês de março e 50% do 13º de 2016 durante o mês de março; em abril, pagamento do mês corrente e mais 50% do 13º de 2016.

Uma nova reunião ficou agendada para dia 8 de março para negociar o restante da dívida deixada pelo governo anterior. A assembleia dos profissionais da educação será realizada na noite desta sexta no auditório da Escola Municipal Professor Edilson Duarte.