Praia do Peró está na reta final para certificação do Programa Bandeira Azul

01/05/2018

Cabo Frio está na reta final para conquistar a certificação internacional do programa Bandeira Azul para a Praia do Peró. Em maio os coordenadores do Comitê Gestor do programa e a Coordenadoria de Meio Ambiente enviarão ao júri nacional toda a documentação com as ações desenvolvidas durante a fase piloto. Após avaliação, o júri nacional enviará os documentos ao júri internacional.  A resposta do aceite ou não da homologação será divulgada entre o fim de julho e início de agosto deste ano.


SAIBA MAIS

Prefeitura participa de evento de Acessibilidade e Meio Ambiente

Prefeitura retira quase 500 toneladas de pneus das ruas da cidade

Horto Municipal está aberto para visitação de alunos

Com a certificação, a Praia do Peró entra para a lista dos balneários ambientalmente corretos do mundo, e garante aos turistas a qualidade do destino que serve como referencial para a definição de roteiros. Após a aprovação dos documentos o passo seguinte é hastear a bandeira, com previsão para dezembro de 2018, início da alta temporada, com a presença de representantes do programa do Brasil e do exterior.


Para o prefeito Marquinho Mendes, a certificação vai impulsionar o turismo internacional. “Essa certificação será uma conquista muito importante para Cabo Frio. Ela significa que em pouco mais de um ano de governo conseguimos fazer da Praia do Peró um lugar totalmente sustentável, que segue todos critérios de educação e gestão ambiental para manter a boa qualidade da água. Isso nos coloca num patamar de excelência que diferencia Cabo Frio das demais cidades litorâneas do interior do Estado, e essa conquista é muito valorizada por turistas estrangeiros de alto poder aquisitivo. E não pretendemos parar por aqui: a ideia é levar para outras praias da cidade essas mesmas ações que fizeram do Peró a única praia da região a concorrer ao selo de Bandeira Azul”, comentou.


Segundo o coordenador de Meio Ambiente de Cabo Frio, Eduardo Pimenta, todos os ritos exigidos foram cumpridos. “Estamos bem adiantados. Todos os procedimentos foram feitos e validados. Estamos confiantes nessa homologação e ansiosos para hastear essa bandeira que colocará Cabo Frio como referência entre os melhores destinos turísticos mundiais”.

A inscrição da Praia do Peró na busca pelo selo ecológico internacional aconteceu em 2016, mas foi somente em fevereiro de 2017, durante o atual governo, que as primeiras ações foram realizadas para cumprir os requisitos exigidos pelo programa, que são agrupados em torno de quatro pilares: qualidade das águas, informação e educação ambiental, gestão ambiental e serviços de segurança.


O coordenador do Programa Bandeira Azul em Cabo Frio, Carlos Magno Maiques, destaca algumas das ações que foram fundamentais para o andamento de todo o processo. “Começamos a realizar as ações de conscientização ambiental junto aos alunos da rede municipal do Peró. Também realizamos o projeto Escola do Mar, que levou várias atividades a moradores, comerciantes e frequentadores da orla, como cercamento das áreas cobertas por Ipomeias, que é uma vegetação nativa que contribui para a fixação das dunas e para a manutenção da fauna natural. Foram feitas reuniões com os donos de quiosques para ordenamento da orla, e agora estamos acompanhando a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana, entre outras ações”.

O selo de Bandeira Azul é conferido pela Fundação para a Educação Ambiental (FEE, na sigla em inglês) às melhores praias urbanas e marinas do mundo, e conta hoje com apoio de diversas instituições internacionais. No Brasil é operado pelo Instituto Ambientes em Rede, com sede em Florianópolis/SC.