Portal da Prefeitura de Cabo Frio

Prefeitura apresenta propostas para transporte de universitários de Tamoios

Por em 20/01/2017
A Prefeitura de Cabo Frio está elaborando três propostas para solucionar o problema do transporte dos universitários que moram em Tamoios e estudam em faculdades do Primeiro Distrito. As sugestões foram definidas em uma reunião na quinta-feira (19) entre o coordenador de Ciência, Tecnologia e Inovação, Alessandro Teixeira, com estudantes do Segundo Distrito. 

Os alunos deixaram de receber o serviço, que era gratuito, em agosto do ano passado, durante a antiga gestão, e desde então arcam com o custo diário da passagem. Foram apresentadas três propostas aos 120 estudantes que utilizam o serviço. 

Uma delas depende de acordo com a empresa que realiza o transporte público na cidade. A segunda seria com um ônibus da própria Prefeitura. No entanto, este veículo precisa passar por manutenção e regularização dos documentos. Já a terceira seria em acordo com empresas que possuem débitos fiscais com o município. 

"Já nos reunimos com os alunos, com o secretário de Fazenda e com os representantes da Salineira. A parte logística já foi definida. Falta apenas analisar os gastos que essas propostas trazem para todas as partes. O importante é que os alunos tenham condições de chegar às salas de aula. Muitos estudantes tiveram que trancar a faculdade devido a essa situação. Uma perda intelectual irreparável para a nossa cidade e o futuro desses jovens", afirma o coordenador de Ciência e Tecnologia, Alessandro Teixeira.

Veja as propostas: 

a) A primeira se refere a criação de uma linha expressa, através da empresa Salineira, com pagamento de tarifa de linhas municipais (R$ 4,10). Os ônibus circulariam em três horários específicos para o transporte exclusivo de estudantes cadastrados e que possuam o cartão de identificação;  

b) A segunda proposta é de que um ônibus da Secretaria de Educação seja colocado à disposição dos alunos. A Prefeitura arcaria com o custo do motorista e os estudantes com o gasto do combustível. No entanto, o veículo necessita de reparos e regularização nos documentos. 

c) A terceira, que seria sem custos para os estudantes, é de que empresas com débitos com a Prefeitura façam uma parceria para transportar os alunos em troca de quitação das dívidas fiscais com a Secretaria de Fazenda. Apesar de não ter custos para os alunos, esta proposta demandaria mais tempo para negociação com as empresas.

Para que a solução mais adequada seja adotada, os alunos e a equipe da coordenadoria aguardam uma posição da empresa Salineira, marcada para a próxima quarta-feira (25). 

Inscreva-se em nossa Newsletter: