Prefeitura flagra poluição sonora durante fiscalização no Caminho Verde

10/04/2018

Agentes da Coordenadoria de Meio Ambiente da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade de Cabo Frio realizaram operação para confirmar se casas residenciais da Avenida dos Pescadores, no bairro Caminho Verde, estariam funcionando como locais de realização de eventos. A denúncia partiu do Ministério Público Estadual (MPE). Segundo o órgão, as casas ficariam do outro lado de um braço da Lagoa de Araruama e, aos fins de semana seriam utilizadas como locais de festas e eventos causando grande incômodo aos moradores daquela região devido ao som alto.


SAIBA MAIS

Sede da Unidade de Policiamento Ambiental completa um ano em Cabo Frio


A fiscalização foi realizada em duas etapas: a primeira com medição de decibéis no último sábado (7), durante a realização de um evento, e a segunda na madrugada da última segunda-feira (9). A diferença entre as duas medições foi de quase 100%, atingindo, na primeira fiscalização, níveis que configuram poluição sonora. Esses dados devem ser incorporados ao inquérito aberto pelo MPE para apurar as denúncias dos moradores.


Segundo o secretário de Desenvolvimento da Cidade, Cláudio Bastos, a fiscalização vai atuar com maior rigidez. “As casas que estão causando essa poluição sonora estão situadas em uma região estritamente residencial e, logicamente, não têm autorização legal para atuar como casas de festas ou eventos. Como já há um inquérito instaurado no Ministério Público Estadual, em caso de reincidência estaremos aplicando as multas cabíveis e agindo com toda a rigidez possível para coibir essa atividade que está influenciando na qualidade de vida dos moradores do local”, enfatizou.