Procissão Marítima em homenagem a São Pedro reúne mais de três mil fieis

Por em 03/07/2017
O vento e o tempo frio e nublado não impediram o sucesso da barqueata no domingo (02) em comemoração a São Pedro, santo padroeiro dos pescadores. Ao todo, 46 embarcações, entre elas duas escunas, enfeitadas com bandeirinhas coloridas transportaram os mais 3.200 fiéis na procissão marítima. As embarcações saíram do terminal de passeios marítimos do Boulevard Canal em direção à Praia do Forte. 

O passeio marítimo foi organizado pela Colônia de Pesca Z-4 e pela Superintendência de Pesca e Aquicultura, da Secretaria de Agricultura, com o apoio da Secretaria de Turismo, Coordenadoria de Eventos e Guarda Marítima e Ambiental. O superintendente de Pesca, Alexandre Marques, agradeceu o apoio das instituições que contribuíram para a realização do evento. "Quero agradecer o apoio da Capitania dos Portos, Guarda Marítima e Ambiental, das Secretarias de Turismo e de Agricultura, e a todos os pescadores. O vento forte não impediu a lotação máxima das  embarcações e depois ainda tivemos um almoço de confraternização".

A procissão marítima em homenagem a São Pedro é uma das mais antigas tradições cabo-frienses. Chegou a ser interrompida por 23 anos, entre os anos de 1984 e 2007, e já chegou a reunir aproximadamente 85 embarcações. A imagem do Ssanto padroeiro dos pescadores, pertencente à Colônia de Pesca, vai foi à frente da procissão no barco S.S. Souza, do pescador e morador do bairro Gamboa, tradicional reduto de pescadores de Cabo Frio, Márcio de Souza, o Bito, que enfeitou a embarcação com bandeirinhas coloridas para conduzir a imagem do padroeiro pela primeira vez. A Colônia de pesca cabo-friense reúne 2,2 mil pescadores mas, de acordo com Alexandre, Cabo Frio tem cerca de 6 mil pescadores atuando entre o mar e a laguna.
--