Procon de Cabo Frio inicia autenticação de livros de reclamações

18/01/2018

O Procon de Cabo Frio deu início, esta semana, à autenticação dos livros de reclamações nos comércios da cidade. O uso documento é obrigatório pela Lei nº 6613/13, que “dispõe sobre a criação do livro de reclamações em todos os estabelecimentos de fornecimento de bens ou prestação de serviços no Estado do Rio de Janeiro”.


SAIBA MAIS:

Procon alerta para gastos excessivos nas férias

Procon de Cabo Frio realiza mais de 4 mil atendimentos em defesa do consumidor


Segundo Thiago Vasconcelos, coordenador municipal de Defesa do Consumidor em Cabo Frio (Procon), os livros devem ficar em locais visíveis dentro do estabelecimento com um letreiro informativo com a frase “Este estabelecimento dispõe do Livro de Reclamações”.


De acordo com a Lei, além do livro de reclamações, que deve ser oferecido ao cliente sempre que solicitado, e devidamente arquivado por um período de cinco anos, os fornecedores de bens e os prestadores de serviços também devem disponibilizar na internet instrumentos que permitam aos consumidores reclamarem. Ela também determina que o fornecedor não pode condicionar a apresentação do livro à necessidade de identificação do consumidor.


Ele esclarece ainda que tanto o modelo do livro quanto do letreiro estão disponíveis no site do Procon Estadual http://www.procon.rj.gov.br/, sendo possível achar também em papelarias e gráficas. Em caso de descumprimento da lei, o estabelecimento pode sofrer sanções que vão do encerramento temporários das instalações à interdição do exercício da atividade, além de multa.


O Procon Cabo Frio funciona de segunda à sexta, das 9h às 17h, na Rua Florisbela Rosa da Penha, nº 292, no bairro Braga.