Programa Saúde Escolar ensina higiene bucal aos alunos das escolas do município

Por em 09/08/2017
As Secretarias Municipais de Saúde e Educação de Cabo Frio se enquadraram nas exigências do Programa Saúde Escolar (PSE), do governo federal, e se uniram para colocar a proposta em prática na rede de ensino da cidade. A iniciativa, que tem por objetivo promover a saúde dos alunos, pretende incluir 34 escolas na ação até o final do ano.

A implantação do projeto, que é anual, começou em Cabo Frio no final de junho deste ano e tem por meta alcançar 15 mil alunos. A equipe do programa é formada por três dentistas e uma técnica em saúde bucal. Os profissionais abordam a importância do uso correto da escova e do fio dental com a finalidade de orientar, educar e prevenir contra a cárie e outras doenças de um modo geral.

A equipe utiliza mecanismos como fantoches e vídeos animados para tratar do tema e, assim, prender a atenção das crianças. Após cada palestra, os alunos recebem um kit odontológico composto por fio dental e escova de dente. Para o coordenador de saúde bucal, Alexandre Costa, é fundamental esse tipo de ação ser frequente nas escolas. 

“As crianças passam a adquirir hábitos saudáveis de higiene bucal e acabam transmitindo para toda a família. Elas adoram e chegam em casa ensinando o que aprenderam. Falamos sobre limpeza e escovação diária após as refeições. Isso é educação e saúde”, afirmou.

De acordo com o dentista responsável pelo PSE em Cabo Frio, Francisco de Assis, a finalidade básica do projeto é levar para dentro do ambiente escolar a saúde com o foco na prevenção.

“Quando fazemos a higiene bucal removemos o resto dos alimentos que ficam entre os dentes e com isso a bactéria não tem como se instalar. Por isso devemos estimular a escovação correta e o uso contínuo do fio dental”, alertou.

Segundo ele, o aparecimento das cáries ocorre devido a má higienização bucal, já que estas transformam os restos de alimentos grudados nos dentes em ácidos que, por sua vez, atacam o esmalte do dente,  corroendo-o e provocando a cárie. Para a técnica de saúde bucal, Ana Cristina Sousa, o projeto é fundamental porque abrange várias faixas etárias. 

“Muitos adolescentes não sabem como escovar os dentes e aprendem desde cedo que devem acordar e fazer a higiene bucal, mas esse procedimento é errado. O correto é fazer a escovação após tomar o café da manhã. Além disso, a escova precisa ser macia e de ponta ativa, ou seja, de cabeça pequena. Muitos pensam que é apenas limpar os dentes, mas devemos escovar a língua também. A escovação deve ser feita no mínimo três vezes ao dia e o uso do fio dental uma vez, sendo utilizado sempre antes da escovação”, orientou a técnica.

Para a prevenção de cáries é necessário também se alimentar bem. As crianças precisam evitar alimentos cariogênicos, aqueles que contêm muito açúcar e amido, como doces de modo geral e biscoitos. No lugar desses alimentos preferir frutas, legumes e verduras.