Projeto Postura nos Bairros chega à comunidade do Morubá

08/06/2018

Muito mais que um simples cadastramento de vendedores ambulantes, a chegada do projeto Postura nos Bairros à comunidade Juscelino Kubitschek, popularmente conhecida como Morubá, abre canal direto da população com a Prefeitura de Cabo Frio. Por meio da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade e da Coordenadoria de Posturas, a proposta une moradores, comerciantes e governo na elaboração de um trabalho imediato que proporcionará melhoria na qualidade de vida dos moradores.


SAIBA MAIS:

Posturas e Comsercaf flagram descarte irregular de lixo eletrônico

Horto Municipal recebe doação de óleo vegetal nesta terça (5)

ENTREVISTA | Eduardo Pimenta - Coordenador de Meio Ambiente da Prefeitura de Cabo Frio


O objetivo do projeto era cadastrar os ambulantes que moram no bairro, mas a atuação de representantes municipais ofereceu outra dinâmica à visita. Ao verificarem a situação das Ruas Santa Helena e da Luz, principais acessos à localidade, os gestores acertaram com a Comsercaf para esta sexta, dia 8, o início da retirada das carcaças de veículos, carrinhos de venda de mercadoria inutilizados, entulhos e lixo que estão obstruindo as calçadas e parte das vias.

A presidente da Associação de Moradores, Ana Maria Bartholomeu Gusmão, se encarregou de avisar aos moradores sobre as ações e alertá-los para que a situação não volte a se repetir. “Nunca tivemos a presença de um secretário e de sua equipe aqui na nossa comunidade, trazendo notícias tão boas quanto as que estão sendo dadas, hoje. Agora, vamos aproveitar e conversar com cada morador para que as melhorias permaneçam e que o nosso bairro seja um lugar digno dos moradores que tem”, comemorou.

O secretário de Desenvolvimento, Cláudio Bastos, avalia também a implantação de um projeto social para crianças e adolescentes do local. “O campo que as crianças utilizavam virou um empreendimento imobiliário. Estamos buscando formas de a Prefeitura proporcionar lazer e conhecimento às crianças e adolescentes do bairro. Vamos procurar, também, um local mais adequado para que os carrinhos, mesas e cadeiras usados no comércio ambulante da Praia do Forte sejam guardados com ordem e segurança, pois muitos destes objetos pertencem a moradores de outros bairros, mais distantes. Vamos pensar em um espaço que facilite para todos”, explicou.

Para o coordenador de Posturas, o envolvimento dos moradores é um incentivo para que as ações sejam realizadas da forma mais breve possível. “Já conversamos com os comerciantes locais que se comprometeram a comprar toda a sucata que está nas calçadas e o que for inútil será retirado em parceria com a Comsercaf. O objetivo é que o Morubá volte a ter ruas limpas, transitáveis e, o mais importante, ordenadas”. 

Os ambulantes que por falta de documentação ou outros problemas não conseguiram fazer o cadastramento serão agendados para atendimento durante a próxima semana, na sede da coordenadoria de Posturas.