Projeto de maricultura na Praia do Peró é apresentado ao prefeito Dr. Adriano Moreno


Representantes da empresa hispano-brasileira Mexilhões Sudeste do Brasil – MSB – especializada na produção e venda de moluscos bivalves (mexilhões e vieiras), estiveram, na tarde desta quinta-feira (29), no gabinete do prefeito Dr. Adriano Moreno, para apresentar o projeto de instalação de uma fazenda de maricultura para o cultivo de mexilhões no canto esquerdo da Praia do Peró. Estiveram presentes vereadores, secretários e coordenadores municipais, além de representantes da Capitania dos Portos. O projeto já tem licenciamento ambiental do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e está em fase de final de tratativas com a Prefeitura de Cabo Frio e a Marinha do Brasil.

Os representantes da MSB reafirmaram a intenção de instalar em Cabo Frio não só a fazenda de maricultura, como toda a estrutura de logística para beneficiamento e transporte, envolvendo o Aeroporto Internacional de Cabo Frio e a criação de mais de 2.000 empregos diretos e indiretos.

Segundo o representante da empresa, a intenção da MBS é converter o Brasil em uma referência mundial na aquicultura ecológica, como fez em outras fazendas de maricultura instaladas na região da Galícia, na Espanha. A empresa pretende criar o selo “Mexilhão de Cabo Frio”, que certificará o mexilhão produzido, processado, elaborado e embalado na cidade, com os controles de qualidade total, regulados pela legislação brasileira sobre Denominações de Origem Protegida (DOP), o que permite ao consumidor identificar imediatamente um produto seguro e de alta qualidade.

Para o coordenador de Meio Ambiente da secretaria de Desenvolvimento, Mario Flavio Moreira, todos os cuidados ambientais serão enfaticamente cobrados.

“O Inea avaliou muito bem a questão dos impactos ambientais e não tivemos resistência por parte das colônias de pesca que atuam no local. O projeto é muito bem estruturado e pode formar uma geração de moradores locais capacitada tanto para o manejo quanto para o beneficiamento dos mexilhões. Mas vale ressaltar que todas as licenças e relatórios de impacto ambiental serão cobrados e analisados”, afirmou.

O prefeito Dr. Adriano Moreno afirmou estar animado com o planejamento apresentado, desde que todos os cuidados e licenciamentos ambientais sejam, também, contemplados.

“O incremento à economia local não virá apenas dos empregos diretos e indiretos. Uma empresa assim, instalada aqui, iria fomentar a instalação de indústrias de suporte e a formação de mão de obra, o que significa, também, cursos de nível técnico/universitário, aumento do turismo de negócios e mostraria que Cabo Frio está preparada para cuidar da geração de empregos sustentáveis, já que, na mesma Praia do Peró, temos uma certificação de excelência ambiental”, disse o prefeito.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

DestaqueMeio AmbienteNotícias

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: