Projeto Parentalidade Positiva estará na Escola Municipal Amélia Ferreira




A Escola Municipal Amélia Ferreira vai receber na próxima quinta-feira (4), o projeto Projeto Parentalidade Positiva. O objetivo é unir forças para atender crianças, adolescentes e familiares em sofrimento psíquico, o que gera prejuízos para o desenvolvimento saudável.

A iniciativa envolve o Departamento de Orientação Escolar da Secretaria de Educação e a Coordenação da Criança e do Adolescente (Cogecria), tendo como parceiros  o Programa Municipal de Saúde Mental ( Centro de Atenção Psicossocial – CAPS II,o CAPSI e o CAPS AD) da Secretaria Municipal de Saúde, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a  Superintendência de Políticas  de Prevenção as Drogas. O projeto Parentalidade Positiva é desenvolvido com profissionais de diversas especialidades atuando nas escolas, Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e comunidade em geral.

A Orientação Escolar da Secretaria de Educação faz um trabalho preventivo nas escolas, tendo como um dos principais propósitos cuidar dos alunos e zelar pela garantia dos direitos, dialogando com diversos segmentos. O projeto é desenvolvido de acordo com os diagnósticos feitos em cada unidade escolar, atuando em situações que colocam em risco o aprendizado dos alunos, como bullying, suicídio, automutilação, gravidez precoce, drogas, entre outros. O projeto já passou pelas escolas municipais Nilo Batista, Edilson Duarte, Américo Vespúcio e Talita Pereló.

“O trabalho em rede fortalece as nossas ações. Atuar de maneira preventiva junto às demandas das  escolas é de grande importância para podermos minimizar as dificuldades existentes , assim como  buscar intervenções de acordo com a realidade de cada localidade.”, explica Adriana Nunes, coordenadora-geral da Criança e do Adolescente.

 

 

Assistência SocialDestaque

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: