Saúde realiza pesagem para o Programa Bolsa Família somente até 21 de dezembro


Termina na próxima sexta-feira (21) o prazo para que os beneficiários do Programa Bolsa Família façam a pesagem, uma das condições da ação federal para que os usuários recebam o benefício. O Hospital do Jardim Esperança, PAM de São Cristóvão e de Unamar realizam o procedimento em dias e horários específicos, e quem não se pesar até a data limite pode perder o benefício.

No Hospital do Jardim, a pesagem é feita de segunda a sexta-feira, das 13h às 16h, sendo que às terças o procedimento também é realizado no período da manhã, das 9h às 12h.  No PAM de São Cristóvão o funcionamento é às segundas, das 10h às 12h, e às terças e sextas, das 15h às 16h. No PAM de Unamar a pesagem é realizada às quintas, das 10h30 às 16h. Os moradores dos demais bairros do município devem se dirigir à Estratégia de Saúde da Família (ESF) de abrangência da região onde residem.

Os beneficiários devem se dirigir a uma das unidades de saúde relacionadas acima para o acompanhamento de crianças menores de sete anos, das gestantes e mulheres entre 14 e 44 anos. Segundo a coordenadora municipal do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família em Cabo Frio, Rachel Maia de Azevedo, as exigências são feitas tanto para o beneficiário quanto para o poder público.

“É responsabilidade do governo garantir o acesso e a qualidade aos serviços e, em contrapartida, é responsabilidade das famílias cumprir as condicionalidades previstas na legislação do programa para que não tenham os benefícios bloqueados, suspensos ou cancelados”, explicou a coordenadora.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social (MSD), o Bolsa Família é um programa de transferência de renda condicionada, ou seja, é necessário que os beneficiários cumpram deveres, que são chamados de condicionalidades, em relação à educação e à saúde. O objetivo é melhorar a qualidade de vida de quem é beneficiário do programa.

O pagamento de dezembro do Bolsa Família iniciou na segunda (10) e segundo o MDS mais de R$ 2,6 bilhões serão repassados para 14,1 milhões de famílias em todo o Brasil. O valor médio do recurso é de R$ 186,72 e o programa atende às famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza. Podem fazer parte da ação todas as famílias com renda por pessoa de até R$ 89 por mês; famílias com renda por pessoa entre R$ 89,01 e R$ 178 desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

          

 

DestaqueNotíciasSaúde

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: