Categorias
Destaque Notícias

Cabo Frio busca parceria com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos

Durante reunião, vice-prefeita apresentou lista de demandas para o município.

A vice-prefeita de Cabo Frio, Madgala Furtado, recebeu na tarde desta sexta-feira (29) o secretário estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Bruno Dauaire. O objetivo foi apresentar ao representante do Governo do Estado as principais demandas do município, a fim de buscar apoio estadual para o desenvolvimento de políticas públicas em Cabo Frio.

O encontro aconteceu no gabinete do prefeito José Bonifácio, que em virtude de uma agenda no Rio de Janeiro não esteve na reunião, e contou ainda com a presença da secretária de Assistência Social, Janaína Pinheiro Revelles, do secretário-adjunto de Ações Estratégicas, Rodolpho Campbell e do vereador Davi Souza, entre outros. Na próxima semana um novo encontro acontecerá na capital fluminense para avançar nos assuntos propostos.

Entre as diversas demandas apresentadas ao secretário estadual, destaque para a apresentação do Pacto Estadual de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher. Após o alinhamento entre os órgãos estaduais, o município foi apresentado à proposta que visa firmar o compromisso para o combate de tal violação de direito. Sob os olhares atentos do representante estadual, foram discutidos ainda o apoio para temáticas como combate à intolerância religiosa, políticas e implantação de equipamentos LGBTQI+, defesa da mulher, assistência funerária, Centro Volante de Referência de Assistência Social, entre outros.

Durante a conversa Magdala reiterou os pedidos referentes às demandas de Cabo Frio e agradeceu a disponibilidade do representante estadual.

“Gostaria de agradecer a disposição do secretário Bruno Dauaire, que nos ouviu e se colocou à disposição para ajudar Cabo Frio. No próximo encontro faço questão de estar junto novamente para firmar essa parceria, ajudando Cabo Frio e nossa população”, frisou.

Bruno Dauaire se colocou à disposição para auxiliar Cabo Frio e reiterou a parceria com a gestão municipal.

“O prefeito José Bonifácio está colocando em Cabo Frio um quadro técnico que atende as representatividades, com secretariado dividido entre homens e mulheres, negros, LGBTQI+, ouvindo todos. Todos têm portas abertas comigo, tanto para os assuntos que competem à minha pasta, quanto em relação aos outros órgãos estaduais. Onde puder auxiliar, vamos estar presentes para somar. Na próxima semana vamos nos encontrar no Rio de Janeiro e percorrer os setores pertinentes às necessidades que discutimos hoje”, destacou o secretário.

Categorias
Destaque Governo Notícias

Prefeitura apoia campanha de combate à homofobia nas linhas municipais de transporte

Uma campanha de combate à homofobia estará a partir do dia 1º de dezembro em 56 ônibus das linhas de transportes do município.  O cartaz explicativo alerta os usuários para o fato de que homofobia é crime. A iniciativa é uma parceria entre a Superintendência de Políticas Públicas LGBTQ+ e a empresa concessionária de transportes públicos do município, a Salineira.

As denúncias podem ser encaminhadas por meio do Disque Direitos Humanos 100, Polícia Militar 190, Defensoria Pública (21) 2332-6186, Disque Cidadania LGBT 0800-0234567, na Superintendência, localizada na Avenida Nossa Senhora da Assunção, 15, sala 03, no bairro Passagem, telefone (22) 99225-6758, e-mail superintendencialgbtq@cabofrio.rj.gov .

Alguns ônibus já circulam pela cidade com o informativo apresentando os números de contato para denunciar crimes de homofobia.

Segundo o superintendente Matheus Cardoso, a campanha faz parte de um conjunto de ações que a Superintendência de Políticas Públicas preparou para esse período de grande rotatividade e fluxo de pessoas utilizando o transporte público municipal.

“A ideia é sensibilizar todas as pessoas, tanto para a questão do crime, que é a homofobia, bem como passar para as vítimas, os canais de defesa de direitos da comunidade LGBTI+. Com essa iniciativa inédita, em tempos tão difíceis, acreditamos que ecoaremos a mensagem diariamente que Homofobia é Crime e que as pessoas LGBTI+ tem direitos e devem cobrar sempre que cerceados dos mesmos”, comentou.

A campanha segue até dia 31 de janeiro.