Categorias
Destaque Notícias Saúde

Prefeitura de Cabo Frio prepara programação para o Outubro Rosa

Unidades de saúde vão promover ações preventivas ao câncer de mama e de colo do útero

A partir desta sexta-feira (1º), a Prefeitura de Cabo Frio vai promover, por meio da Secretaria de Saúde, diversas ações de alerta para o Outubro Rosa. A campanha destaca a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero e terá ações de conscientização durante todo o mês. A abertura oficial será das 9h às 12h, na Praça Tiradentes, em frente ao prédio da Prefeitura de Cabo Frio.

Haverá atividades de educação em saúde, orientações sobre a detecção precoce dos tipos de câncer, entre outros cuidados com a saúde. Profissionais também vão realizar aferição de pressão arterial, glicemia capilar e práticas interativas e complementares em saúde, como acupuntura e massoterapia.

Do dia 04 ao dia 08 de outubro, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e de Estratégia de Saúde da Família (ESF) vão oferecer diversas orientações aos moradores das respectivas áreas de abrangência.

“Outubro é um mês de conscientização e ampliação da oferta de cuidado e detecção precoce do câncer de mama e câncer e do colo do útero, então vamos ampliar a oferta de preventivos e agendamento de mamografias nas unidades. Cada moradora que precisar realizar esses exames, deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência”, afirma Cristiane Sampaio, enfermeira da equipe técnica de saúde da mulher do Programa de Atenção Integral à Saúde da Mulher, Criança e Adolescente.

Segundo o Ministério da Saúde, o mês de outubro é conhecido mundialmente como um mês marcado por ações relacionadas à prevenção e ao diagnóstico precoce do câncer de mama. O movimento, conhecido como Outubro Rosa, é celebrado anualmente desde os anos 1990. O objetivo da campanha é compartilhar informações sobre o câncer de mama e, mais recentemente, o câncer do colo do útero, promovendo a conscientização sobre as doenças, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.

O Centro de Saúde Oswaldo Cruz, no Braga, também vai intensificar a campanha de conscientização da importância de se prevenir e diagnosticar precocemente o câncer de mama e de colo uterino. Ao longo de todo o mês de outubro serão oferecidas palestras educativas, coleta de preventivo em livre demanda, exame clínico das mamas e encaminhamento para realização de mamografia, diante ao protocolo ou qualquer alteração no exame.

No dia 04 e no dia 06, a partir das 8h, será realizada uma palestra sobre “Papel da alimentação na prevenção do câncer de mama e do colo de útero”. No dia 4, às 14h, a unidade vai oferecer coleta de preventivo. Já no dia 6, a coleta acontecerá às 9h.

Nos dias 7, 14, 21 e 28, uma palestra com a enfermeira Andréia Flores vai abordar os cuidados com a mama, autoexame, mamografia e mitos/verdades sobre o câncer de mama. Nestes dias a unidade também oferecerá consulta com mastologista.

Nos dias 8, 11, 13, 22, 25 e 27 as moradoras de Cabo Frio também poderão fazer o preventivo. No dia 13, uma palestra com a psicóloga Ana Cristina vai abordar a autoestima durante o tratamento.

A programação do dia 15 de outubro será voltada para as servidoras da unidade. Serão oferecidos serviços de coleta de preventivo às 13h, palestras sobre “O lado emocional durante a descoberta do câncer” e sobre o tema “Mulher cuida de todos e esquece dela mesma”, às 14h, e consultoria de beleza às 15h.

Nos dias 18, 19 e 20, as coletas de preventivo ocorrerão às 9h. O tema “Autoestima durante o tratamento” será novamente abordado, às 10h. Encerrando a programação do Outubro Rosa na unidade, no dia 29, às 13h, será dia de coleta de preventivo e palestra sobre “ O lado emocional na descoberta do câncer”, com a psicóloga Fernanda Ermeninche.

Categorias
Boletim COVID-19 Covid-19 Destaque Notícias Saúde

Boletim COVID-19 [30/09/2021]

BOLETIM CORONAVÍRUS – atualizado em 30/09/2021 – 11:20

A Prefeitura de Cabo Frio divulga, nesta quinta (30), os dados da Covid-19 no município, que está na Zona Laranja de contaminação. 

Observação: nesta lista estão sendo informadas as datas em que ocorreram os óbitos confirmados no boletim de hoje, que estavam em investigação. A confirmação da morte por Covid-19 no boletim só ocorre após a devida investigação da causa do falecimento.

Seguem os dados de hoje:
 

  • Confirmados: 14.410 (14.379 até o dia anterior)
  • Descartados: 16.900 (16.768 até o dia anterior)
  • Recuperados: 12.808 (12.791 até o dia anterior)
  • Óbitos de períodos anteriores confirmados hoje:0
  • Óbitos até hoje: 845
  • Óbitos em investigação: 32 (dia anterior 32)

Datas dos óbitos de períodos anteriores contabilizados no Boletim desta quinta (30/09/2021)

  • Ocupação de leitos para Covid-19 no município:

(Público + Privado)
UPG+UTI: 13/24 = 54% (50% até o dia anterior)
Enfermaria: 10/47 = 21% (23% até o dia anterior)

Público
UPG: 6/14 = 43% (43% até o dia anterior)
Enfermaria: 4/30 = 13% (17% até o dia anterior)

Privado
UTI: 7/10 = 70% (60% até o dia anterior)
Enfermaria: 6/17 = 35% (35% até o dia anterior)

O governo municipal informa que os dados epidemiológicos estão sujeitos à revisão, e disponibiliza seção exclusiva com o conteúdo oficial referente a boletins, notícias, comunicados, notas e informativos sobre a situação do coronavírus no município por meio do link www.saude.cabofrio.rj.gov.br.

Categorias
Destaque Notícias Saúde

Prefeitura de Cabo Frio implanta Sistema Integrado dos Serviços de Hemoterapia

Medida é uma norma exigida pela Anvisa, mas só foi regularizada na atual gestão

Com objetivo de agilizar o processo de identificação e a gestão do ciclo do sangue nas unidades de saúde do município, a Prefeitura de Cabo Frio implantou o Sistema Integrado dos Serviços de Hemoterapia. A iniciativa faz parte de uma das conformidades exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e que deveria ser cumprida há anos pela Agência Transfusional Municipal, mas só foi regularizada pelo atual governo.

Para a implantação do Sistema, a equipe passou por capacitação neste mês de setembro. De acordo com a Secretaria de Saúde, o novo serviço garante benefícios como aumento da segurança dos dados, dos procedimentos executados, otimização do atendimento, rastreabilidade das doações e segurança transfusional.

A nova plataforma é um sistema de Gerenciamento em Serviços de Hemoterapia. Foi desenvolvida especificamente para bancos de sangue e tem como objetivo informatizar todo o ciclo de doação, desde o recebimento do sangue até a distribuição do material, controlando cada etapa do processo. Com a implantação, o município passa a ter acesso de forma ágil e segura ao banco nacional de sangue.

“A informatização dos serviços de hemoterapia na Agência Transfusional permitiu a padronização dos processos. Antes, era tudo no papel. Isso gerava lentidão e dificuldades no atendimento. O novo sistema, integrado com a rede estadual e nacional, chamado Hemote Plus, vai proporcionar o avanço na nossa gestão e melhorias nos serviços prestados à população”, explica Flávia Cunha, diretora administrativa da Agência Transfusional.

A Agência é uma unidade hemoterápica, localizada no Hospital São José Operário, cuja função é armazenar sangue e derivados, realizar exames imuno-hematológicos pré-transfusionais, além de liberar e transportar os produtos sanguíneos para transfusões nos hospitais. A testagem no sangue colabora para a recuperação do paciente evitando desde reações hemolíticas, comprometimento dos rins entre outras reações, que podem, inclusive, levar a óbito.

Por meio da Agência, Cabo Frio é um dos municípios responsáveis pela captação de sangue no Hemolagos, além de realizar a busca por doadores para pacientes internados. Por conta da pandemia, desde agosto de 2020 a coleta é feita com hora marcada, de segunda a quarta-feira, das 8 às 15h, para evitar aglomeração na sala de espera. O agendamento pode ser feito de segunda a sexta, das 8h às 17h, pelo WhatsApp (22) 99774-7988. O Hemolagos fica na Rua Barão do Rio Branco, nº 88, bairro Passagem, Cabo Frio.

Categorias
Destaque Notícias Saúde

Campanha de multivacinação começa nesta sexta (1) em Cabo Frio

Objetivo é atualizar a caderneta de vacinação para crianças e adolescentes até 14 anos

A partir desta sexta-feira (1) Cabo Frio vai participar da Campanha Nacional de Multivacinação. O objetivo é atualizar a caderneta de vacinação de crianças e adolescentes com idade até 14 anos que estejam com esquemas vacinais incompletos. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é vacinar pelo menos 95% das crianças nessa faixa etária. No total, serão oferecidos 16 tipos de vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças, entre elas a poliomielite, meningite, hepatites, HPV, caxumba, rubéola e sarampo, entre outras.

Para colocar a imunização em dia, pais ou responsáveis devem levar as crianças a qualquer um dos 12 postos de saúde disponibilizados para a campanha. Eles funcionarão de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

A Secretaria Municipal de Saúde alerta para a importância da apresentação da caderneta de vacinação para que um profissional avalie quais doses precisarão ser aplicadas, tanto para eventual situação de atraso, falta ou necessidade de reforço. Mesmo em situações de perda do documento, a orientação é para que pais ou responsáveis levem as crianças a um dos postos de saúde listados abaixo.

Para reforçar ainda mais os trabalhos, o Dia D de vacinação foi marcado para o dia 16 de outubro, terceiro sábado da campanha.

MULTIVACINAÇÃO X VACINA CONTRA A COVID

Nesta sexta-feira (1) acontece, em Cabo Frio, a repescagem da imunização contra a covid-19 para pessoas com idade a partir de 12 anos. Parte do público dessa repescagem (12 a 14 anos) também é alvo da Campanha Nacional de Multivacinação.

No entanto, a Secretaria Municipal de Saúde afirma que não será mais necessário dar intervalo de 15 dias entre as doses: a Norma Técnica Nº 1203, emitida pelo Ministério da Saúde na noite desta terça-feira (28), orienta que a vacinação contra a covid-19 e a aplicação dos demais imunizantes do calendário nacional de vacinação poderão ser feitas de forma simultânea, ou dentro de qualquer intervalo.

A Secretaria também informa que os postos de saúde que aplicam a vacina contra a covid-19 não são os mesmos que atuarão na Campanha Nacional de Multivacinação. Também chamam a atenção para a diferença na documentação obrigatória para as duas vacinas: enquanto na multivacinação é preciso apenas levar a caderneta de vacinação, para receber a primeira dose contra a covid-19 é preciso apresentar documento de identidade oficial com foto do adolescente, CPF ou cartão do SUS, e comprovante de residência com endereço de Cabo Frio.

Adolescentes com comorbidade ou alto grau de imunossupressão, devem apresentar, ainda, documentos que comprovem a condição, como cópia de atestados, laudos, prescrições, relatórios médicos e/ou exames complementares. A lista das comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde está no site da Prefeitura (www.cabofrio.rj.gov.br).

Para a imunização contra a covid, todos os menores de 15 anos deverão estar acompanhados do responsável e apresentar o documento de autorização disponível no site da Prefeitura. No caso de impossibilidade da presença do responsável, o jovem deverá estar acompanhado de uma pessoa maior de idade munido da declaração de próprio punho do responsável. A Secretaria Municipal de Saúde recomenda o preenchimento da autorização antecipadamente para agilizar o tempo de atendimento nos postos de vacinação.

POSTOS PARA A CAMPANHA DE MULTIVACINAÇÃO:

1º DISTRITO
• Casa da Criança – ao lado do Hospital Otime Cardoso dos Santos, no bairro Jardim Esperança
• Centro de Saúde Oswaldo Cruz – Rua Florisbela Roza da Pena, s/nº – Braga
• ESF Vila do Sol – Rua 3, nº 246
• ESF Manoel Corrêa – Rua 7, s/nº
• ESF Parque Burle – Rua Budapeste nº 10
• ESF Cajueiro – Rua Machado de Assis nº 15
• ESF Boca do Mato – Rua Rosalina Cardoso da Fonseca nº 200
• ESF Caminho de Búzios – Rua das Hortências Qd. 7 Lt. 37

2º DISTRITO
• UBS Unamar – Rodovia Amaral Peixoto s/nº
• ESF Maria Joaquina – Rua da Harmonia, s/nº
• ESF Angelim – Estrada do Angelim s/nº
• ESF Araçá – Estrada da Agrisa s/nº – Pacheco

POSTOS PARA VACINAÇÃO CONTRA COVID

1º DISTRITO
ESF Jardim Náutilus – Rua Guiana, s/nº
ESF Guarani – Rua Duarte da Costa, nº 37
ESF Jardim Caiçara – Rua Inglaterra, nº 478
ESF Praia do Siqueira/Palmeiras – Travessa Amapá, s/nº
ESF Vila Nova – Rua José Paes de Abreu, nº 510
ESF Jacaré – Rua Samuel Bessa, s/nº
ESF Peró – Rua Olivia Lopes, s/nº
ESF Monte Alegre – Rua Dr. Cardoso da Fonseca, s/nº
ESF Jardim Peró – Rua Paraná, nº 51
ESF Tangará – Rua Castro Alves, s/nº

2º DISTRITO
ESF Florestinha – Rua Espera Feliz, s/nº
ESF Maria Joaquina – Rua da Harmonia, s/nº
ESF São Jacinto – Estrada de São Jacinto, s/nº
ESF Nova Califórnia – Rua das Pacas, Qd B, Lt38
ESF Samburá – Rodovia Amaral Peixoto Km 135
ESF Botafogo- Estrada de Botafogo, s/nº
ESF Angelim – Estrada do Angelim, s/nº, Pacheco
ESF Araçá – Estrada do Araçá, s/nº

Categorias
Destaque Notícias Saúde

Prefeitura de Cabo Frio amplia atenção domiciliar com o Programa Melhor em Casa

Em quatro meses foram realizadas 926 visitas a 118 pacientes

Quatro meses após ser implantado, em Cabo Frio, o Programa Melhor em Casa já atendeu 118 pacientes. De abril a agosto deste ano as equipes coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde, através da Superintendência de Reabilitação, realizaram 926 visitas domiciliares nos dois distritos de Cabo Frio.

Os atendimentos são realizados por duas Equipes Multiprofissionais de Atenção Domiciliar (EMADs), cada uma delas composta por dois médicos, um enfermeiro, quatro técnicos de enfermagem e um fisioterapeuta; e também por uma Equipe Multiprofissional de Apoio (EMAP), composta por nutricionista, fonoaudiólogo, psicólogo, assistente social, dois fisioterapeutas e um técnico de enfermagem.

Segundo o fisioterapeuta e superintendente de Reabilitação, Jay Brasileiro, os números referentes ao atendimento neste mês de setembro ainda não foram fechados, mas somente nesta semana, 51 pacientes estão em atendimento no programa.

“O serviço de atendimento domiciliar, desenvolvido por meio do programa Melhor em Casa, é composto por diversos profissionais da saúde, que realizam atendimento no domicílio das pessoas que necessitam de cuidados de saúde mais intensivos. O acesso ao serviço geralmente é feito no hospital em que o usuário estiver internado, ou ainda por solicitação da equipe de Saúde da Família/Atenção Básica ou da Unidade de Pronto Atendimento (UPA)”, explica Jay Brasileiro.

Ainda segundo ele, o programa trouxe mais qualidade para o atendimento dos pacientes que precisam de cuidados médicos frequentes, evitando assim a internação.

“Os pacientes são admitidos no Melhor em Casa após encaminhamento das UPAs, hospitais e da Atenção Básica. Todos requerem cuidados frequentes, para que a internação seja evitada. Como exemplo, temos as pessoas que fazem a antibioticoterapia intravenosa, e o tratamento de feridas em casos mais avançados. Esses tipos de intervenção precisam de cuidados e acompanhamento médico frequente. Dentro do programa, o paciente recebe o atendimento em domicílio, tendo assim mais qualidade de vida”, afirma o superintendente de Reabilitação.

Categorias
Destaque Notícias Saúde Superintendência LGBTQ+

Cabo Frio promove ação com emissão do cartão do SUS via Superintendência LGBTI+

Inclusão e alteração do nome social foi um dos serviços do Mutirão da Diversidade, realizado nesta quarta-feira (29)

Com o objetivo de descentralizar o serviço, evitando filas e aglomerações, a emissão do Cartão Nacional de Saúde, em Cabo Frio, passou a ser realizada também pela Superintendência LGBTI+. O serviço, realizado através de parceria com a Secretaria de Saúde, já emitiu, desde o início do ano, cerca de 1.362 cartões, incluindo emissões, pedidos de segunda via, inclusão e alteração do nome social no documento. Nesta quarta-feira (29), o atendimento aconteceu na Praça Porto Rocha, no Centro da cidade, através do Mutirão da Diversidade.

Além da emissão do cartão do SUS, o mutirão também teve outros serviços de saúde como aferição de pressão arterial e glicose; além de orientação para retificação de registro de nascimento; orientação jurídica, social e psicológica; agendamento para a emissão de documentos; segunda via de CPF, certidão de nascimento, casamento e óbito.

A ação faz parte da programação do mês da Diversidade Sexual, oficialmente aberto no último dia 23. O objetivo é garantir os direitos e assegurar a cidadania das pessoas que fazem parte da comunidade LGBTI+, e além de serviços de saúde, junta atividades esportivas, culturais, sociais, além de debates sobre direitos da comunidade LGBTI+ entre outros.

“É muito importante ver a união de diversas Secretarias e Superintendências nesse mutirão com a participação de toda a população. Através desta parceria com a Secretaria de Saúde estamos fazendo a emissão do Cartão Nacional de Saúde com a inclusão do nome social. Além de ser muito importante para a população trans, é uma garantia de direito ter seu nome respeitado e incluído no âmbito da saúde”, disse Pedro Rosa, superintendente de Políticas Públicas LGBTI+.

O cartão do SUS é emitido pelo Sistema de Cadastramento de Usuários do Sistema Único de Saúde (CadSUS). O serviço, que é gratuito, pode ser solicitado virtualmente por toda a população através do whatsApp da Superintendência LGBTI+ (22) 99720-2782, ou de forma presencial, na sede da Superintendência. Para isso é preciso apresentar CPF, RG e comprovante de residência com endereço de Cabo Frio. Para os menores de idade que não tenham documento de identificação com foto, o responsável precisa estar munido de documentação própria junto da certidão de nascimento da criança.

A Superintendência LGBTI+ funciona de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 9h às 17h, e fica na Avenida Nossa Senhora da Assunção, sala 03, nº 15, Passagem, no Terminal de Transatlântico.

MUDANÇA DE NOME SOCIAL NO CARTÃO DO SUS

Para o público LGBTI+, a emissão do Cartão Nacional de Saúde realizada pela Superintendência representa inclusão. Isso porque no local o documento pode ser solicitado já com inclusão ou alteração do nome social, uma iniciativa pactuada pelos órgãos e entidades ligadas ao Sistema Único de Saúde (SUS) que visa promover a cidadania, buscando coibir a exposição dos usuários do SUS a situações constrangedoras ou vexatórias.

O nome social é o nome com o qual uma pessoa quer ser tratada, independentemente do motivo, que pode estar relacionado à sua identidade de gênero ou não, e aos registros civis. É dever de todas as equipes de profissionais, e de todos os setores de uma unidade de saúde, tratar a pessoa com o nome e com os pronomes (masculinos, femininos ou neutros) que ela escolher.

“Essa alteração é permitida pelo Ministério da Saúde e tem o objetivo de promover a cidadania sem constrangimentos ou situações vexatórias. É uma forma de reconhecer a identidade de gênero e promover o acesso digno aos serviços de saúde. É mais um motivo de muita alegria podermos realizar mais essa ação na Superintendência”, explicou Pedro Rosa.

O nome social deve constar em todos os registros do serviço de saúde, como cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), documentos, receitas e quaisquer formulários utilizados, com garantia de que a pessoa não seja constrangida ao ter seu nome social confrontado com o nome de registro civil.

Uma das primeiras pessoas beneficiadas com a inclusão do nome social no Cartão Nacional de Saúde foi Laysa Jotha, que conta ter passado por vários tipos de constrangimento ao ser recepcionada em unidades de saúde pela Região dos Lagos.

“Antes era bem complicado e constrangedor. Eu chegava com uma característica totalmente feminina, apresentava meu documento masculino e tinha de falar baixo para a recepcionista me chamar pelo nome que eu gostaria de ser chamada. Por ser uma pessoa engajada na causa, assim que houve a possibilidade dessa mudança eu corri pra ser uma das primeiras contempladas”, afirmou Laysa, moradora de Cabo Frio.

CONTINUIDADE DA PROGRAMAÇÃO

Fechando a programação do mês da Diversidade Sexual, nesta sexta-feira (1) haverá uma roda de conversa on-line com o tema “Processos Depressivos e População LGBTI+: ouvir e cuidar como estratégia para a garantia de direitos”. A transmissão será ao vivo pela página oficial da Prefeitura de Cabo Frio no Facebook.

O mês da Diversidade Sexual é realizado pela Superintendência de Políticas Públicas LGBTI+ em parceria com diversas Secretarias e Superintendências de Cabo Frio, além do Grupo Iguais, Balcão de Empregos do Grande Jardim Esperança e Associação Comunitária dos Moradores e Amigos do Jardim Esperança.

Categorias
Boletim COVID-19 Covid-19 Destaque Notícias Saúde

Boletim COVID-19 [29/09/2021]

BOLETIM CORONAVÍRUS – atualizado em 29/09/2021 – 10:20

A Prefeitura de Cabo Frio divulga, nesta quarta (29), os dados da Covid-19 no município, que está na Zona Laranja de contaminação. 

Observação: nesta lista estão sendo informadas as datas em que ocorreram os óbitos confirmados no boletim de hoje, que estavam em investigação. A confirmação da morte por Covid-19 no boletim só ocorre após a devida investigação da causa do falecimento.

Seguem os dados de hoje:
 

  • Confirmados: 14.379 (14.367 até o dia anterior)
  • Descartados: 16.768 (16.748 até o dia anterior)
  • Recuperados: 12.791 (12.722 até o dia anterior)
  • Óbitos de períodos anteriores confirmados hoje:0
  • Óbitos até hoje: 844
  • Óbitos em investigação: 32 (dia anterior 32)

Datas dos óbitos de períodos anteriores contabilizados no Boletim desta quarta (29/09/2021)

  • Ocupação de leitos para Covid-19 no município:

(Público + Privado)
UPG+UTI: 12/24 = 50% (63% até o dia anterior)
Enfermaria: 11/47 = 23% (30% até o dia anterior)

Público
UPG: 6/14 = 43% (43% até o dia anterior)
Enfermaria: 5/30 = 17% (20% até o dia anterior)

Privado
UTI: 6/10 = 60% (90% até o dia anterior)
Enfermaria: 6/17 = 35% (47% até o dia anterior)

O governo municipal informa que os dados epidemiológicos estão sujeitos à revisão, e disponibiliza seção exclusiva com o conteúdo oficial referente a boletins, notícias, comunicados, notas e informativos sobre a situação do coronavírus no município por meio do link www.saude.cabofrio.rj.gov.br.

Categorias
Covid-19 Destaque Notícias Saúde Status da Vacinação vacinação Covid-19

Cabo Frio terá repescagem para vacina da Covid-19 nesta sexta (1)

Pessoas com idade a partir de 12 anos que perderam o prazo para alguma das duas doses, poderão regularizar a caderneta

Quem mora em Cabo Frio, tem idade a partir de 12 anos, e perdeu o prazo para a primeira, ou para a segunda dose da vacina contra a Covid-19, poderá regularizar a situação nesta sexta-feira (1), dia destinado pela Secretaria Municipal de Saúde para a repescagem. Além disso, esta semana o município também segue aplicando a dose de reforço em idosos e pessoas de 18 a 69 anos com alto grau de imunossupressão, a primeira dose em adolescentes de 12 anos, e a segunda dose da vacina para pessoas que estão dentro do prazo. A vacinação será das 9h às 15h em unidades de saúde específicas (confira a relação mais abaixo).

Para receber a vacina, todos os integrantes do grupo desta semana, sem exceções, precisam apresentar documento de identidade oficial com foto, CPF ou cartão do SUS, e comprovante de residência com endereço de Cabo Frio. Quem tem comorbidade ou alto grau de imunossupressão, deve apresentar, ainda, documentos que comprovem a condição, como cópia de atestados, laudos, prescrições, relatórios médicos e/ou exames complementares. A lista das comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde está no site da Prefeitura (www.cabofrio.rj.gov.br).

Com exceção de quem vai receber a primeira dose, é obrigatório apresentar, também, a carteira de vacinação comprovando que as doses anteriores foram recebidas em Cabo Frio.

Quem está acamado permanece recebendo a primeira, a segunda, e a dose de reforço em domicílio às segundas-feiras, mediante agendamento prévio pelo e-mail acamadoscovid@cabofrio.rj.gov.br. Para isso basta informar nome completo de quem será vacinado, sexo, data de nascimento, CPF, endereço completo com ponto de referência e telefone de contato. Quem recebeu a primeira dose deve enviar a foto do cartão de vacinação.

DOSE DE REFORÇO

Nesta quarta-feira (29) a dose de reforço está sendo aplicada em quem tem 84 anos ou mais; na quinta-feira (30), é a vez dos idosos com 83 anos ou mais, e na sexta-feira (1), idosos com 82 anos ou mais. A imunização será nas unidades que fazem a vacinação contra a Covid-19.

Já as pessoas de 18 a 69 anos com alto grau de imunossupressão recebem a dose de reforço nesta quinta-feira (30). Para elas, a vacina será aplicada no Posto de Atendimento Médico (PAM), no bairro São Cristóvão, e nas Estratégias Saúde da Família (ESF) localizadas nos bairros Monte Alegre, Tangará e Botafogo.

A aplicação da dose de reforço também vai atender pessoas destas faixas etárias que estão em Instituições de Longa Permanência para Idosos.

PRIMEIRA DOSE EM ADOLESCENTES DE 12 ANOS

Quem tem 12 anos está recebendo a primeira dose da vacina nesta quarta-feira (29) e quinta-feira (30). A vacinação desse grupo ocorre nas unidades de saúde que fazem a imunização contra a Covid-19, das 9h às 15h. Todos deverão estar acompanhados do responsável e apresentar o documento de autorização disponível no site da Prefeitura. No caso de impossibilidade da presença do responsável, o jovem deverá estar acompanhado de uma pessoa maior de idade munido da declaração de próprio punho do responsável. A Secretaria Municipal de Saúde recomenda o preenchimento da autorização antecipadamente para agilizar o tempo de atendimento nos postos de vacinação.

SEGUNDA DOSE DA VACINA

A aplicação da segunda dose dos imunizantes AstraZeneca, CoronaVac e Pfizer acontecerá nas unidades de saúde que fazem a imunização contra a Covid-19, das 9h às 15h. Caso a data marcada no cartão de vacinação seja em um fim de semana ou feriado, o morador deve se imunizar no próximo dia útil à data agendada.

DRIVE-THRU EXCLUSIVO PARA SEGUNDA DOSE DA ASTRAZENECA E CORONAVAC

Esta semana, a vacinação no sistema drive-thru, em Cabo Frio, segue exclusiva para atender pessoas que estão no período da segunda dose das vacinas AstraZeneca e CoronaVac. Quem perdeu o prazo também deve comparecer para se imunizar. Os dois pólos de drive-thru funcionam de terça a sexta-feira, das 9h às 15h. Em caso de alerta meteorológico, a vacinação no drive-thru pode ser suspensa.

ONDE SE VACINAR:

DOSE REFORÇO PARA PESSOAS DE 18 A 69 ANOS COM ALTO GRAU DE IMUNOSSUPRESSÃO

PAM de São Cristóvão – Rua Manoel José de Carvalho, 97
ESF Monte Alegre – Rua Dr. Cardoso da Fonseca, s/nº
ESF Tangará – Rua Castro Alves, s/nº
ESF Botafogo- Estrada de Botafogo, s/nº

DRIVE-THRU (APENAS SEGUNDA DOSE DA ASTRAZENECA E CORONAVAC)

Drive-thru – Centro Municipal de Reabilitação – Avenida Henrique Terra, 706, esquina com a Avenida Quatro Estações – Novo Portinho
Drive thru – PAM de Santo Antônio – Avenida Beira Mar, s/nº

DEMAIS GRUPOS DA SEMANA

1º DISTRITO

ESF Jardim Náutilus – Rua Guiana, s/nº
ESF Guarani – Rua Duarte da Costa, nº 37
ESF Jardim Caiçara – Rua Inglaterra, nº 478
ESF Praia do Siqueira/Palmeiras – Travessa Amapá, s/nº
ESF Vila Nova – Rua José Paes de Abreu, nº 510
ESF Jacaré – Rua Samuel Bessa, s/nº
ESF Peró – Rua Olivia Lopes, s/nº
ESF Monte Alegre – Rua Dr. Cardoso da Fonseca, s/nº
ESF Jardim Peró – Rua Paraná, nº 51
ESF Tangará – Rua Castro Alves, s/nº

2º DISTRITO

ESF Florestinha – Rua Espera Feliz, s/nº
ESF Maria Joaquina – Rua da Harmonia, s/nº
ESF São Jacinto – Estrada de São Jacinto, s/nº
ESF Nova Califórnia – Rua das Pacas, Qd B, Lt38
ESF Samburá – Rodovia Amaral Peixoto Km 135
ESF Botafogo- Estrada de Botafogo, s/nº
ESF Angelim – Estrada do Angelim, s/nº, Pacheco
ESF Araçá – Estrada do Araçá, s/nº

Categorias
Destaque Notícias Saúde vacinação Covid-19

Cabo Frio reduz intervalo entre a vacina da Covid-19 e demais imunizantes do calendário nacional

Medida atende a Norma Técnica do Ministério da Saúde e já está valendo

A partir de agora, em Cabo Frio, a vacinação contra a Covid-19 e a aplicação dos demais imunizantes do calendário nacional de vacinação poderão ser feitas de forma simultânea, ou dentro de qualquer intervalo. A mudança atende à Norma Técnica Nº 1203, emitida pelo Ministério da Saúde na noite desta terça-feira (28). Uma Norma Técnica anterior determinava intervalo mínimo de 15 dias entre a vacina da Covid e todas as demais.

No documento, o órgão do governo federal informa, ainda, que a mudança para não mais exigir o intervalo mínimo entre as vacinas covid-19 e as demais em uso no país foi baseada em discussões realizadas no âmbito da Câmara Técnica em Imunização da Covid19.

A mesma recomendação se estende à administração de imunoglobulinas e/ou anticorpos monoclonais, além de soros heterólogos, “à exceção de pacientes que tiveram covid-19 e utilizaram como parte de seu tratamento anticorpos monoclonais específicos contra o SARS-CoV-2, plasma convalescente ou imunoglobulina específica contra o SARS-CoV-2”. Para esses pacientes, o Ministério da Saúde recomenda aguardar um intervalo de 90 dias para receber a vacina contra a Covid.

Com a mudança, a Secretaria de Saúde de Cabo Frio espera avançar tanto na vacinação contra a Covid-19, como em outras que fazem parte do calendário, entre elas a campanha de multivacinação, agendada para começar nesta sexta-feira (1) em todo o país.

Categorias
Destaque Notícias Saúde

Palestra encerrará, nesta quinta (30), a programação do Setembro Amarelo em Cabo Frio

Capacitação, exposição e oficinas marcaram as ações do mês de prevenção ao suicídio

Termina nesta quinta-feira (30), em Cabo Frio, a programação em celebração ao Setembro Amarelo, mês de conscientização e prevenção ao suicídio. O encerramento será às 10h30, com uma atividade em frente ao Centro de Saúde Oswaldo Cruz, no bairro Braga. Na ação, o público poderá participar de uma palestra sobre a temática da campanha, ministrada por psicólogo e assistente social da unidade.

Nesta quarta-feira (29) a programação começou cedo, às 8h, com uma oficina de jardinagem no Horto Municipal de Cabo Frio voltada aos usuários do Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi). Na terça (28) a mesma ação foi voltada aos usuários do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS 2), especializado no cuidado de pessoas com transtorno mental grave ou persistente.

A programação do Setembro Amarelo foi oficialmente aberta em Cabo Frio no último dia 16, com uma roda de conversa promovida pelo Grupo de Ajuda Mútua em Saúde Mental de Tamoios. A ação foi voltada para pessoas que se encontraram sob cuidados da equipe de saúde mental, por questões relacionadas à depressão, ansiedade e tentativa de suicídio, e acontecerá semanalmente com objetivo de compartilhar experiências, e buscar estratégias de enfrentamento às questões psicológicas e emocionais.

Desde então, diversas atividades foram realizadas ao longo dos últimos dias como forma de discutir a saúde mental. Em uma delas a abordagem foi voltada aos profissionais de saúde: a enfermeira sanitarista, especialista em Gestão Pública e Direito da Saúde, Roberta de Sá Monteiro, e a assistente social, especialista em Saúde Pública, Jeanne de Souza Lima, ministraram palestra on-line com o tema “A notificação como fator de proteção a crianças e adolescentes”.

A programação também contou com a inauguração da biblioteca do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) infanto-juvenil, no último dia 23. O evento teve como tema “Existe vida após a arte”, e contou com apresentação artística dos adolescentes e familiares. Na ocasião, profissionais promoveram oficinas de macramé para os pais e responsáveis.

SAÚDE MENTAL EM CABO FRIO

Em Cabo Frio, os cuidados com a saúde mental vão muito além do mês alusivo à prevenção ao suicídio. Entre os atendimentos oferecidos pela Secretaria de Saúde está a Coordenação da Saúde Mental. O setor conta com cerca de 120 profissionais entre psicólogos, enfermeiros, psiquiatras, técnico de enfermagem, cuidadores, fonoaudiólogos, clínico geral e assistentes sociais.

O Programa de Saúde Mental é composto pelos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Cabo Frio possui três unidades: o CAPS Álcool e Drogas (CAPS AD), especializado no cuidado a pessoas com dependência química; o CAPS 2, para pessoas com transtorno mental grave ou persistente; e o CAPSi, para o público infanto-juvenil.

SERVIÇO

CAPS Álcool e Drogas (CAPS AD) – Rua Antônio Duarte Guimarães, 17, Braga
CAPS 2 – Rua General Alfredo Bruno Gama Martins, s/n, esquina com Rua José Maria Gil, Braga
CAPSi – Travessa Vitorino Carriço, Portinho

Categorias
Boletim COVID-19 Covid-19 Destaque Notícias Saúde

Boletim COVID-19 [28/09/2021]

BOLETIM CORONAVÍRUS – atualizado em 28/09/2021 – 09:46

A Prefeitura de Cabo Frio divulga, nesta terça (28), os dados da Covid-19 no município, que está na Zona Laranja de contaminação. 

Observação: nesta lista estão sendo informadas as datas em que ocorreram os óbitos confirmados no boletim de hoje, que estavam em investigação. A confirmação da morte por Covid-19 no boletim só ocorre após a devida investigação da causa do falecimento.

Seguem os dados de hoje:
 

  • Confirmados: 14.367 (14.336 até o dia anterior)
  • Descartados: 16.748 (16.704 até o dia anterior)
  • Recuperados: 12.722 (12.702 até o dia anterior)
  • Óbitos de períodos anteriores confirmados hoje: 0
  • Óbitos até hoje: 844
  • Óbitos em investigação: 32 (dia anterior 33)

Datas dos óbitos de períodos anteriores contabilizados no Boletim desta terça (28/09/2021)

  • Ocupação de leitos para Covid-19 no município:

(Público + Privado)
UPG+UTI: 15/24 = 63% (58% até o dia anterior)
Enfermaria: 14/47 = 30% (12% até o dia anterior)

Público
UPG: 6/14 = 43% (50% até o dia anterior)
Enfermaria: 6/30 = 20% (20% até o dia anterior)

Privado
UTI: 9/10 = 90% (70% até o dia anterior)
Enfermaria: 8/17 = 47% (35% até o dia anterior)

O governo municipal informa que os dados epidemiológicos estão sujeitos à revisão, e disponibiliza seção exclusiva com o conteúdo oficial referente a boletins, notícias, comunicados, notas e informativos sobre a situação do coronavírus no município por meio do link www.saude.cabofrio.rj.gov.br.

Categorias
Boletim COVID-19 Covid-19 Destaque Notícias Saúde

Boletim COVID-19 [27/09/2021]

BOLETIM CORONAVÍRUS – atualizado em 27/09/2021 – 09:34

A Prefeitura de Cabo Frio divulga, nesta segunda (27), os dados da Covid-19 no município, que está na Zona Laranja de contaminação. 

Observação: nesta lista estão sendo informadas as datas em que ocorreram os óbitos confirmados no boletim de hoje, que estavam em investigação. A confirmação da morte por Covid-19 no boletim só ocorre após a devida investigação da causa do falecimento.

Seguem os dados de hoje:
 

  • Confirmados: 14.336 (14.292 até o dia anterior)
  • Descartados: 16.704 (16.631 até o dia anterior)
  • Recuperados: 12.702 (12.669 até o dia anterior)
  • Óbitos de períodos anteriores confirmados hoje: 0
  • Óbitos até hoje: 844
  • Óbitos em investigação: 33 (dia anterior 33)

Datas dos óbitos de períodos anteriores contabilizados no Boletim desta segunda (27/09/2021)

  • Ocupação de leitos para Covid-19 no município:

(Público + Privado)
UPG+UTI: 14/24 = 58% (54% até o dia anterior)
Enfermaria: 12/47 = 12% (26% até o dia anterior)

Público
UPG: 7/14 = 50% (36% até o dia anterior)
Enfermaria: 6/30 = 20% (20% até o dia anterior)

Privado
UTI: 7/10 = 70% (80% até o dia anterior)
Enfermaria: 6/17 = 35% (35% até o dia anterior)

O governo municipal informa que os dados epidemiológicos estão sujeitos à revisão, e disponibiliza seção exclusiva com o conteúdo oficial referente a boletins, notícias, comunicados, notas e informativos sobre a situação do coronavírus no município por meio do link www.saude.cabofrio.rj.gov.br.

Categorias
Destaque Notícias Saúde

Cabo Frio retoma atuação Comitê Municipal Transfusional de Sangue

Instituição do comitê é uma das normas previstas pela Vigilância Sanitária

A partir de agora, as unidades hospitalares de Cabo Frio contam com o Comitê Municipal Transfusional para gestão e distribuição de sangue no município. A reativação do órgão é de extrema importância para o monitoramento e segurança do serviço prestado para os pacientes por meio da Agência Transfusional.

O comitê foi instituído em 2002, quando entrou em vigor a norma da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Depois disso, a única reunião realizada foi em 2018. A situação, segundo o governo municipal, estava em desacordo com a exigência prevista na Resolução RDC nº 343, de 13 de dezembro de 2002, que determina que os serviços de hemoterapia nas dependências do município, por meio da agência, devem constituir um Comitê Transfusional.

A Agência Transfusional é uma unidade hemoterápica dentro do município que tem a função de armazenar sangue e derivados; realizar exames imuno-hematológicos pré-transfusionais; e captar no banco de sangue da cidade, liberar e transportar os produtos sanguíneos para as transfusões os pacientes internados no complexo hospitalar da cidade.

“Instituir comitê é um avanço para a nossa gestão, prestação de serviço e cuidado com os pacientes atendidos pela nossa rede hospitalar. Esse ano começamos a seguir o cronograma e todos os envolvidos estão participando. Por meio do comitê conseguiremos aumentar a segurança transfusional, melhorar as práticas na nossa instituição, otimizar o uso de hemocomponentes, reduzir erros, estar de acordo com as exigências legais, entre outros”, explica Flávia Cunha, diretora administrativa da Agência Transfusional.

A Agência Transfusional está localizada no Hospital São José Operário desde 1996. Ela funciona em parceria com o Hemolagos, banco de sangue da região. Por meio da Agência, o município é responsável pela captação de sangue no Hemolagos, além de realizar a busca por doadores para pacientes internados.

Por conta da pandemia, desde agosto de 2020 a coleta é feita com hora marcada, de segunda a quarta-feira, das 8 às 15h, para evitar aglomeração na sala de espera. O agendamento pode ser feito de segunda a sexta, das 8 às 17h, pelo WhatsApp (22) 99774-7988. O Hemolagos fica na rua Barão do Rio Branco, nº 88, bairro Passagem, Cabo Frio.