Categorias
Destaque Educação Notícias

Rede Municipal de Cabo Frio inicia ano letivo de 2021 com atividades não presenciais

Alunos podem acessar as plataformas da Secretaria de Educação e do Google para ter acesso aos conteúdos pedagógicos

Em Cabo Frio o ano letivo de 2021, nas escolas da rede municipal, teve início nesta segunda-feira (24). Por conta da pandemia do coronavírus, as aulas acontecem de forma não presencial. Para isso, os 30.407 alunos matriculados já têm acesso às atividades em dois ambientes virtuais: na plataforma da Secretaria Municipal de Educação e no Google Sala de Aula. Para quem não tem acesso à internet, foi disponibilizado conteúdo pedagógico na versão impressa. O material pode ser retirado na escola onde a criança está matriculada.

De acordo com a superintendente pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de Cabo Frio, Janeide Gondim, os estudantes podem acessar as plataformas virtuais em qualquer horário do dia. Lá estarão disponíveis as atividades, os links de aulas gravadas e também conteúdos complementares. A escolha da plataforma, segundo ela, depende da realidade da escola e da comunidade

“Já os professores estão atuando no horário de trabalho, realizando a mediação das atividades nas plataformas. Essas mediações são o momento em que o professor terá contato com os alunos, via plataformas digitais. Esse atendimento será em horário fixo, e amplamente divulgado aos alunos e responsáveis”, explica Janeide.

A superintendente orienta que todos os pais mantenham os dados pessoais e os números dos telefones atualizados nas escolas.

“Isso é importante porque a direção dos colégios manterá contato com todos via WhatsApp, garantindo assim a comunicação entre a escola e a comunidade”, finaliza Janeide.

REDE MUNICIPAL AINDA POSSUI VAGAS REMANESCENTES

A rede municipal de ensino ainda possui vagas disponíveis da creche ao 9º ano, para o primeiro distrito. De acordo com a Secretaria de Educação, as oportunidades são remanescentes do processo de efetivação para o ano letivo de 2021. Para matricular o aluno, basta um dos pais, ou responsável, se dirigir à escola mais próxima que atende o segmento que a criança vai cursar.

Em Tamoios, a efetivação da matrícula continua sendo realizada no sistema de lista de espera, em que os pais se inscrevem através do link: https://listadeespera.semecabofrio.rj.gov.br/. Em seguida, a Secretaria de Educação entra em contato para encaminhá-los à escola onde a matrícula será efetivada.

Todas as unidades de ensino da rede municipal estão funcionando de segunda a sexta-feira, das 8h às 13 horas, para efetivar as matrículas para o ano letivo de 2021.

Categorias
Destaque Educação Notícias

Ano Letivo de 2021 da Rede Municipal de Cabo Frio começa na segunda-feira (24)

Aulas retornarão de forma não presencial em todas as unidades escolares

O ano letivo da rede municipal de ensino de Cabo Frio será iniciado na próxima segunda-feira (24). Devido à pandemia, as aulas seguirão no formato não presencial, em que o conteúdo pedagógico e as atividades serão disponibilizadas na plataforma Google.

De acordo com o secretário de Educação, Flávio Guimarães, o material didático que será utilizado foi formulado pela equipe da Secretaria Municipal de Educação, incluindo vídeos para cada etapa do ensino.

Inicialmente, o ano letivo de 2021 seria iniciado no dia 10 de maio. Porém, devido ao agravamento da pandemia, a Secretaria de Educação optou por adiar o retorno das atividades, para a manutenção dos padrões de segurança, tanto para os alunos e os familiares, como para professores e demais profissionais.

“Vivemos uma época sem precedentes, em que todo cuidado é pouco. Optamos por fazer tudo com muito planejamento e segurança. Iniciaremos o ano letivo com aulas não presenciais. Estudamos muito e adaptamos várias possibilidades à realidade da rede municipal de ensino. A partir do dia 24, o aluno vai poder acessar a plataforma e vai encontrar as atividades para a série que ele está cursando, além de outros materiais de apoio, como vídeos e podcast”, explica Flávio Guimarães.

Ainda segundo ele, o aluno que não tiver acesso à internet, ou que tiver dificuldade para imprimir o material, terá acesso às apostilas físicas, que serão distribuídas nas escolas da rede municipal.

“Basta o aluno, ou responsável, se dirigir ao colégio onde o estudante está matriculado para pegar a apostila. E para aqueles que têm acesso a internet, o conteúdo estará todo na plataforma”, afirma.

PLATAFORMA GOOGLE

Para o ano letivo de 2021, a rede municipal de ensino vai usar a plataforma Google Sala de Aula, que vai trazer mais interatividade entre os alunos e professores. Contudo, a antiga plataforma ainda será mantida, com as mesmas atividades, para que aqueles que tiverem dificuldade com o sistema novo, não deixem de ter acesso ao conteúdo.

“Serão colocadas atividades nas duas plataformas porque entendemos que todo o processo de migração para um novo sistema deve ser gradual, até que todos estejam totalmente inteirados da nova plataforma que é a do Google. Nela, tanto os alunos quanto os professores terão à disposição várias ferramentas para desenvolver o conteúdo. Um exemplo são as vídeo-aulas que o professor poderá disponibilizar para os alunos, além de outros vídeos e atividades. Desta forma, sairemos do modelo da apostila simples, para um que vai promover mais interação entre as partes envolvidas”, explica o secretário-adjunto de Tecnologia da Educação, Sandro Henrique.

Ainda segundo ele, as dúvidas serão sanadas pelos professores por meio do formulário Google. Para isso, eles estarão sempre conectados com as plataformas para poderem atender aos alunos.

“O estudante que tiver dúvidas preencherá o formulário e o professor vai responder. Essa integração vai facilitar o ensino e também a integração e comunicação entre ambas as partes”, explica.

Para trabalhar com a tecnologia, a Secretaria de Educação de Cabo Frio realizou cursos de capacitação para os diretores das escolas e para os professores.

“Nossos professores estão sendo capacitados para trabalhar na plataforma. Eles terão todo o suporte para o trabalho, além da segurança e preservação da vida. Estamos trabalhando com muita responsabilidade, para que o retorno das aulas aconteça e seja bom para os alunos e para os professores. Por isso as aulas serão retomadas de forma não presencial, para manter a segurança e a saúde de todos”, finaliza o secretário de Educação, Flávio Guimarães.