Categorias
Defesa Civil Destaque Notícias

Agentes da Defesa Civil de Cabo Frio participam do Projeto Previne

Iniciativa é fruto da parceria entre a Prefeitura de Cabo Frio com o 18º Grupamento de Bombeiro Militar

Agentes da Defesa Civil Municipal e servidores de diversos setores da Prefeitura de Cabo Frio participaram da primeira edição do Projeto Previne, parceria entre o governo municipal e o 18° Grupamento de Bombeiro Militar (GBM). A ação tem como objetivo principal a capacitação dos servidores sobre os protocolos a serem seguidos em casos de adversidades como alagamentos, ocorrência de fortes ventos, entre outras intempéries.

O curso foi realizada na terça (17) e quarta-feira (18), no auditório da Prefeitura, sendo encerrado nesta manhã, com a participação do comandante do 18º GBM, tenente-coronel Torres; do chefe de Gabinete, Pedro José Sá Ferreira Ramos; do superintendente de Defesa Civil, Ângelo Santos; e do vereador Douglas Felizardo. Todos os 40 participantes receberam certificados e estão prontos para se voluntariar para auxiliar a Defesa Civil, em caso de grandes ocorrências.

Para o chefe de Gabinete, Pedro José, o Projeto Previne é importante pois trabalha a integração dos setores da Prefeitura, para melhor atender às demandas de urgência da Defesa Civil.

“A Defesa Civil Municipal é um setor cuja ação pode ser mais efetiva, eficaz e rápida, quando se trabalha com integração intersetorial, com todos falando a mesma linguagem. Além disso, a parceria da Prefeitura com os Bombeiros é muito importante, pois está se aproximando a alta temporada e precisamos estar todos alinhados para podermos receber bem nossos visitantes”, afirma Pedro José.

O comandante do 18º Grupamento de Bombeiro Militar, tenente-coronel Torres, informou que o trabalho da Defesa Civil com o Corpo de Bombeiros é contínuo.

“Este trabalho constante tem sempre que ocorrer. O município deve estar preparado para agir em situações extremas. Além disso, o verão se aproxima e é neste momento que devemos nos preparar. Essa parceria com a Prefeitura de Cabo Frio é muito importante. O prefeito José Bonifácio nos cedeu mais uma sala, no Terminal de Transatlânticos, na Passagem, para que possamos guardar o equipamento do nosso grupamento marítimo. Isso nos dará muito mais efetividade nas ações. Hoje temos mão de obra especializada em salvamento marítimo e receberemos ainda mais equipamentos para melhor atender aos municípios da região”, explicou o coronel Torres.

O superintendente de Defesa Civil de Cabo Frio, Ângelo Santos, destacou que nesta semana foi realizada a primeira etapa do curso do Projeto Previne.

“Agora vamos para as comunidades, capacitar os líderes comunitários, para que eles saibam agir em situações como alagamentos, deslizamentos, ventos fortes ou qualquer outra intempéries. Esse curso é importantíssimo, pois é uma ferramenta para qualificar servidores públicos e líderes comunitários, nas práticas de proteção e Defesa Civil, além de orientar agentes para o posicionamento correto diante de acidentes ou catástrofes naturais”, finalizou Ângelo Santos.

Categorias
Criança e Adolescente Defesa Civil Notícias Obras

Prefeitura de Cabo Frio desocupa edifício irregular na Praia do Forte

Por questão de segurança, cerca de 10 pessoas tiveram que deixar o local e serão amparadas pelo município

Equipes da Prefeitura de Cabo Frio realizaram, esta semana, a desocupação de um edifício localizado na Avenida Macário Pinto Lopes, no bairro Algodoal. A evacuação foi determinada pela Defesa Civil após serem constatadas falhas na estrutura predial, além de diversas outras irregularidades como a falta do “Habite-se”, documento que atesta que a construção está de acordo com as normas estabelecidas pelo governo municipal.

A ação aconteceu na segunda-feira (29). Segundo os laudos técnicos solicitados pela Prefeitura, e realizados no local no início de março, foi determinada a imediata evacuação e interdição para que o proprietário faça os reparos necessários de recuperação da estrutura, correção de fissuras e todas as outras medidas obrigatórias para eliminar os riscos de acidentes. Além de condições estruturais precárias, a construção carece de instalação elétrica adequada e água potável.

“Há anos todos sabem dessa ocupação irregular e, desde que assumimos o governo continuamos a receber as notificações e passamos a fiscalizar com mais rigor. São denúncias de ocupação irregular, obras irregulares dentro do prédio, furto de energia, ligação de água clandestina, entre outras. Por orientação da Procuradoria, a partir do embasamento técnico de um engenheiro, viemos cumprir a decisão de desocupação imediata e interdição”, afirmou Tita Calvet, secretária de Obras e Serviços Públicos.

No momento da entrada das equipes havia cerca de 10 pessoas ocupando dois andares do prédio, sendo uma delas menor de idade. As famílias serão encaminhadas para uma casa de acolhimento provisório, utilizada para proteger indivíduos afastados do núcleo familiar ou famílias que se encontram em situação de abandono, ameaça ou violação de direitos.

“Já conversamos com eles em relação ao recebimento de um auxílio financeiro para ajudar nos próximos passos, principalmente na proteção à criança, que é quem mais sofre nesses momentos. Não vamos desocupar o prédio e deixar as famílias desamparadas”, ressaltou a secretária da Criança e do Adolescente, Betânia Batista.

O edifício é o mesmo que em 2018 foi interditado pela Vigilância Sanitária por funcionar com cozinhas clandestinas em condições insalubres, produzindo alimentos para os ambulantes e barraqueiros que trabalham nas areias da Praia do Forte. Na época, agentes encontraram no local ratos, equipamentos sem condições de uso, além de alimentos estragados e mal armazenados.

Categorias
Destaque Governo

Defesa Civil vistoria imóveis que apresentaram problemas estruturais após chuva

O tempo está firme esta semana, mas o grande volume de chuva na semana passada deixou resquícios. A Superintendência da Defesa Civil de Cabo Frio realiza vistorias em imóveis que, após os dias chuvosos, apresentaram problemas estruturais. Nesta quinta-feira (23), essa inspeção acontece no prédio da Procuradoria Geral do Município, no Braga, onde os funcionários ouviram um estrondo na quarta-feira (22) e rapidamente acionaram o órgão, que isolou a área; e em uma casa na Estrada Velha de Búzios, interditada após o desabamento do segundo andar, deixando uma família desalojada, também na quarta.

Segundo o superintendente da Defesa Civil, Jorge Velloso, os funcionários da Procuradoria estavam trabalhando quando ouviram um barulho e rapidamente acionaram a Defesa Civil. “Ao chegar ao local, a equipe percebeu que o piso do segundo andar apresentava rachaduras, imediatamente evacuou e isolou a área. Nessa vistoria técnica de hoje vamos abrir o gesso e verificar o tamanho dessa rachadura”, explicou.

Já o imóvel da Estrada Velha de Búzios está interditado após o desabamento do segundo andar. O peso dos escombros afetou a estrutura da casa debaixo e a família precisou deixar o local. A equipe foi acionada por volta das 18h20.

“Quando chegamos no endereço informado para verificar a ocorrência, já encontramos o segundo andar em escombros: caiu laje e paredes. Com o peso, a estrutura do primeiro andar também foi afetada.  Nós retiramos a família e os móveis. Oferecemos o abrigo, mas como eles tem um comércio em frente, preferiram ficar lá”, contou o superintendente. O órgão continua de plantão para os chamados de emergência pelos telefones 199 e 99958-0199.

A previsão o Centro Estadual de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN-RJ) para esta quinta é de céu claro a parcialmente nublado e sem previsão de chuva. A temperatura máxima prevista é de 31ºC e os ventos estarão moderados a fortes.

Atualização

A Defesa Civil recebeu 130 ocorrências de sexta-feira (17) até a manhã desta quinta (23). Desde então, sete imóveis foram e permanecem interditados: dois no Jacaré e um no Jardim Peró, dois na Gamboa, um em Tamoios e um no Guriri. Ao todo, 28 pessoas estão desalojadas e dez desabrigadas. A Prefeitura ofereceu abrigo, mas todos optaram em ir para casa de parente, inclusive a família que estava na Casa de Passagem da Secretaria de Assistência Social.

Categorias
Destaque Notícias Tamoios

Resgate de Tamoios realiza 15 atendimentos durante o Carnaval

O Carnaval em Tamoios esse ano foi especial. Pela primeira vez na história, o distrito contou com uma equipe de resgate e salvamento. A boa notícia foi possível graças a uma parceria entre a Prefeitura e o 18º Grupamento de Bombeiro Militar. A base do resgate foi instalada na sede da Guarda Municipal, em frente ao loteamento Long Beach.

Ao todo foram realizados 15 atendimentos entre os dias 2 e 5 de março. Entre as ocorrências estavam acidentes de motocicleta, atropelamento, mau súbito, incêndio, queda de árvore, queda de fio de alta tensão. Todos os chamados prontamente atendidos, pois com uma base de resgate em Tamoios, o tempo e a distância até o atendimento foram reduzidos drasticamente.

A subprefeita de Tamoios, Tamires Carneiro, comemorou o Carnaval tranquilo:

“Graças a essa parceria tivemos um Carnaval tranquilo, sem maiores problemas. O resgate fixado aqui em Tamoios garantiu que todos os atendimentos fossem feitos com rapidez e eficiência, garantindo assim, a saúde e a recuperação dos envolvidos nos chamados”, conta ela. Todas as ocorrências foram encaminhadas para a UPA de Tamoios.

 

Categorias
COMSERCAF Destaque Governo

Prefeitura trabalha na limpeza das ruas após fortes chuvas

Desde a madrugada deste sábado (26), a Prefeitura de Cabo Frio, por meio da Comsercaf, trabalha para amenizar os estragos causados pelas fortes chuvas caídas nesta sexta-feira (25).  Cerca de 300 funcionários da autarquia foram direcionados para intensificar o atendimento nas áreas mais afetadas. A equipe da Defesa Civil foi logo acionada pelo prefeito Dr. Adriano Moreno e está mobilizada para prestar toda assistência à população. Ao todo, até as 3 h da madrugada, foram registradas 26 ocorrências em todo o município.

O serviço de varrição começou cedo e as equipes se desdobram para agilizar a limpeza. Nas ruas foram encontrados muitos restos de sacos de lixo rasgados e objetos como: calotas, placas e para-choque de automóveis. Como o acesso a algumas localidades foi impedido por causa de alagamentos, a coleta de lixo vai se estender até o início da tarde. Caminhões e máquinas auxiliando as equipes na retirada entulhos, inservíveis e objetos que obstruíram as vias.

Duas equipes fazem a desobstrução de bueiros, contando com auxílio de dois caminhões vacol (que fazem sucção) para esgotamento de áreas alagadas. A autarquia também atendeu a chamados para retirada de árvores que caíram, nos bairros Braga, Centro, Jardim Excelsior e São Bento.

“Diversos fatores contribuíram para o alagamento das ruas da cidade, como: maré alta e volume pluviométrico muito acima do previsto. Entendemos que uma força-tarefa era necessária para agilizarmos o atendimento emergencial dando rapidez e eficácia na prestação dos serviços para a população”, explica o prefeito Dr. Adriano Moreno.

De acordo com a Defesa Civil, não há registros de desalojados, mas o morador de uma casa na Boca do Mato foi orientado por agentes a deixar a residência por causa de um deslizamento de encosta, que deixou o muro que cerca o imóvel com risco de desabamento.  O volume de chuva até as 4 horas da madrugada deste sábado (26) foi de 106,8 mm, quantidade normalmente registrada para um mês inteiro. Em Tamoios, choveu 14 mm. Para se ter uma ideia, na última chuva na cidade, o volume foi de 54 mm.

A Defesa Civil informa ainda que o número para ocorrências é o 199.

Sobre a prevenção de alagamentos

A Comsercaf realiza a limpeza de 80 ralos urbanos por dia, de onde são retirados em média, meia tonelada de resíduos. Diariamente, as equipes percorrem as localidades efetuando a manutenção da rede pluvial. Nesta semana, 40 colaboradores, divididos em seis equipes, efetuaram a limpeza na Passagem, Praia do Siqueira, Palmeiras e Parque Burle.

Quando há um alagamento, todos enxergam a importância de uma rede de drenagem eficiente, mas para que isso ocorra, é necessário que a população colabore com o descarte correto do lixo.

Os moradores também podem contribuir com solicitações de limpeza dos ralos públicos por meio do Disk Comsercaf, no telefone (22) 2648-8907. As ligações geram protocolos que ficam documentados e permitem que os solicitantes acompanhem o andamento dos pedidos.