Categorias
Destaque Notícias Saúde

Profissionais de Saúde de Cabo Frio promovem ações sobre os direitos da pessoa com estomia

Iniciativa ocorre em alusão ao Dia Nacional da Pessoa com Estomia

Em homenagem ao Dia Nacional da Pessoa com Estomia, celebrado em 16 de novembro, a Prefeitura de Cabo Frio promoveu diversas atividades de conscientização nesta semana. As ações aconteceram na segunda-feira (22) e na terça (23), no Polo de Serviço de Atenção à Pessoa com Estomia, no Hospital São José Operário.

Idealizadas pelo polo, as atividades contaram com a participação de profissionais que atuam nos cuidados aos pacientes. A equipe, formada por assistente social, psicólogo e enfermeiros estomaterapeutas, abordou temas como os direitos das pessoas com estomia e medidas para a melhoria da qualidade de vida desses pacientes. Houve ainda um café da manhã com sorteio de brindes.

“O Dia Nacional da Pessoa com Estomia tem o objetivo de divulgar informações que contribuam para combater o preconceito contra as pessoas que utilizam o procedimento da estomia. A utilização da bolsa de estomia pode ser necessária em casos como a má formação congênita, tumores intestinais, doença inflamatória intestinal, traumas abdominais, entre outras causas. E a utilização é indicada para pacientes que foram submetidos a um procedimento cirúrgico para a abertura de um orifício, conhecido como estoma, para a saída de fezes ou urina. O tratamento é importante e garante a segurança que esses pacientes precisam. São todos vitoriosos, e fizemos questão de promover esse dia especial para mostrar isso”, disse a enfermeira estomaterapeuta Viviane Paz, coordenadora do polo.

Cabo Frio é o Polo Regional da Baixada Litorânea da Pessoa Estomizada. Por mês, são atendidas cerca de 500 pessoas, em média. Ao assumir neste ano, a gestão atual da Prefeitura identificou que o material enviado pelo Governo do Estado para atender a essa demanda era inferior ao necessário. A Secretaria de Saúde de Cabo Frio regularizou a situação, garantindo os insumos e equipamentos em quantidade suficiente para atender os pacientes.

“Com objetivo de solucionar e atender os pacientes, abrimos um processo anual de registro de preço para complementar a compra dos insumos. Cabo Frio é Polo Regional da Baixada Litorânea, ou seja, atende pacientes de nove cidades, e está atuando em parceria com Estado, complementando os materiais”, explicou o secretário de Saúde, Felipe Fernandes.