Categorias
Cultura Destaque Notícias

Espaços culturais de Cabo Frio proporcionam um mergulho na história da cidade

Exposições e recital de piano são algumas das programações para este fim de semana

Quando chega a sexta-feira, começa a movimentação para saber o que fazer no fim de semana. Em Cabo Frio, ir à praia pode até ser a programação principal, mas a cidade também conta com atividades culturais que vão proporcionar um mergulho pela história do município. A agenda cultural desta semana vai te levar à espaços culturais que trazem histórias que vão desde a formação da estrutura do prédio aos eventos que recebem nos dias atuais.

A imersão começa pela Casa de Cultura José de Dome, mais conhecido como Charitas. O local já foi orfanato, abrigo e atualmente é sede para a Secretaria de Cultura. A edificação é do século XVIII e, em 1979, é tombada pelo INEPAC. As obras de quatro grandes personalidades que se destacaram no município ficam expostas permanentes na casa secular: do poeta e escritor Victorino Carriço; do fotógrafo e arquivista Wolney Teixeira; do pintor francês Jean Guilhaume e do pintor José de Dome.

O local também recebe exposições itinerantes, como a do artista plástico e escultor, Ivan Cruz, que pode ser visitada até sexta-feira (31). A mostra individual “O peregrino da arte” conta com 35 quadros e 04 esculturas em tamanho natural de uma criança em bronze da série “Brincadeiras de Criança”. A exposição pode ser visitada no horário de funcionamento da casa, sábados e domingos, das 15h às 20h, e de segunda a sexta-feira, das 9h às 20h.

“Como filha e coordenadora do projeto “Brincadeiras de Criança” me emociona saber que veremos mais uma vez o Charitas com as obras colorindo a alegrando os visitantes.”, comemorou Ludmila Guerra.

Os salões do casarão ainda recebem lançamentos de livros, palestras e recitais de música clássica, entre outros eventos. Neste sábado (25), às 19h, a apresentação de piano fica por conta do músico baiano Vladmir Cangaussú. A programação faz parte da série Jovens Pianistas, sob a criação e direção artística de Hasenclever da Silva Oliveira e apoio da Secretaria de Cultura. Evento aberto ao público e gratuito, no entanto, os participantes podem contribuir com um valor simbólico, que será revertido para o artista da noite.

Além do Charitas, Cabo Frio possui outro ponto turístico-cultural importante: o Museu de Arte Religiosa e Tradicional (Mart). Inaugurado em 1982, o local sediou durante anos o Convento Nossa Senhora dos Anjos e abrigou frades portugueses e brasileiros, além de uma escola de noviciado.

O prédio do século XVII tem arquitetura franciscana e é considerado um dos marcos da arquitetura religiosa e do período colonial. O acervo é constituído por imagens em terracota e madeira policromada dos séculos 17 e 18. No local é possível admirar os elementos preservados do Antigo Convento.

Além exposição permanente sobre a própria história, está em cartaz a mostra temporária “Terra de Quilombo, Retrato de uma Etnia”. São fotografias de Ricardo Alves que retrata as comunidades remanescentes dos quilombos de Cabo Frio, relatando seu cotidiano, no trabalho, cultura e lazer.

Segundo o fotógrafo, “a fotografia é usada como ferramenta de identificação, promoção, empoderamento e luta contra o preconceito e o racismo, assumindo o papel de instrumento que propõe a reflexão sobre exclusão social, racial e cultural”.

As mostras podem ser visitadas no mesmo horário de funcionamento do Mart, de terça a sexta feira, das 10h às 17h, e aos sábados e feriados, das 14h às 18h. O endereço é Largo Santo Antônio, no Centro. Já o Charitas fica na Avenida Teixeira e Souza, 855, também no Centro.

Categorias
Destaque Turismo

“Caminhos da História” tem semana de atividades com alunos da rede municipal

Desenvolvido pela Secretaria de Turismo em parceria com a Secretaria de Cultura de Cabo Frio e a Universidade Estácio de Sá, o projeto “Caminhos da História” desta semana será especial: até a sexta-feira (19), cerca de 130 estudantes das escolas municipais Professora Talita Hernandes Perelló (Jardim Esperança) e Maestro Rui Capdeville (Guarani) vão conhecer de perto as curiosidades e memórias dos patrimônios de Cabo Frio, com auxílio de historiadores.

Coordenado pela Superintendência de Turismo Histórico e Social da Secretaria de Turismo, o primeiro passeio aconteceu nesta terça-feira (16). No tour, os estudantes conhecem a Casa de Cultura José de Dome (Charitas), o complexo histórico da Passagem, o Forte São Mateus, a Praça Porto Rocha, o Museu de Arte de Religiosa de Cabo Frio (Mart) e a Fonte do Itajuru.

“O mais interessante é a curiosidade das crianças que escutam tudo muito atentamente. Mesmo morando aqui, elas acabam não tendo muita noção sobre a rica história da cidade e, com esse projeto, adquirem conhecimento não só através da fala dos historiadores, mas também vendo de perto o nosso patrimônio físico”, contou um dos historiadores da Superintendência de Turismo Histórico Social, Pablo Magaton.

Implantado em 2017 pela Secretaria de Cultura, o projeto “Caminhos da História” ficou paralisado por alguns meses no governo anterior, mas foi retomado em agosto deste ano pela Secretaria de Turismo com a missão de promover o turismo histórico tanto para moradores quanto para visitantes. Já o projeto com foco nos estudantes da rede municipal começou na última semana com passeio para alunos da Escola Municipal Evaldo Salles (Peró): o sucesso foi tanto que a agenda de outubro e novembro está lotada.

“A grande procura pelo projeto mostra que a semente que plantamos, do amor pela história, já germinou e floresce. É muito gratificante ver professores, alunos, moradores e visitantes com esse desejo pelo conhecimento. E quem conhece, valoriza e preserva”, disse o superintendente de Turismo Histórico e Social, Paulo Cotias.

Escolas interessadas em agendar o passeio devem entrar em contato com a Superintendência de Turismo Histórico e Social por meio do Whatsapp (22) 99951-0293. Escolas particulares também podem participar, desde que assegurem a responsabilidade pelo veículo que fará o transporte do passeio. O agendamento precisa ser feito com antecedência para elaboração dos roteiros, que podem sofrer alterações por conta do tempo. É aconselhável o uso de roupas e calçados confortáveis e, em dias de sol forte, o uso de protetor solar, além de cuidados com a hidratação durante o trajeto.

 

Categorias
Destaque Eventos Notícias

Grupo New Bossa é atração do projeto “Música no Convento” desta quinta (30)

O Museu de Arte Religiosa e Tradicional (Mart) de Cabo Frio realiza nesta quinta-feira (30), às 20h, mais uma edição do projeto “Música no Convento”. O convidado especial desta semana é o grupo New Bossa, que vai apresentar releituras de grandes nomes da música brasileira. O evento é gratuito e aberto ao público de todas as idades.

A banda é formada pelo pelos músicos Lico Alves (violão e voz), Tadeu Uchôa (contrabaixo e vocais), Rafael Sena (teclados e vocais) e Oswaldo Guimarães (bateria e voz). O público vai poder apreciar muito samba e bossa nova, através da releitura de compositores consagrados como Djavan, Ivan Lins, João Bosco, Gonzaguinha, Zé Ramalho, Cartola, Tunai, Beto Guedes, Caetano Veloso, Chico Buarque e muitos outros.

O Mart está localizado no Largo de Santo Antônio s/nº, no Convento Nossa Senhora dos Anjos. O horário de funcionamento é de terça a sexta-feira, das 10h às 17h, e aos sábados e feriados, das 14h às 18h. Para outras informações a instituição disponibiliza o e-mail mart@museus.gov.br. ou pelo telefone (22) 2646-7340.