Categorias
Destaque Notícias Saúde Vacinação Influenza

Campanha contra a influenza, em Cabo Frio, chega à faixa etária de 18 a 30 anos

Quem tomou vacina contra a Covid pode procurar o posto de saúde mesmo após o fim da campanha

Quem mora em Cabo Frio e tem idade entre 18 e 30 anos já pode procurar as unidades de saúde exclusivas para vacinação contra a gripe influenza, e receber a dose do imunizante. Promovida nacionalmente pelo Ministério da Saúde, a campanha começou no dia 14 de abril e segue até o próximo dia 30 de agosto.

Dividida em três fases, a vacinação começou imunizando crianças de até 6 anos incompletos, gestantes, puérperas e trabalhadores da saúde, seguido de idosos e pessoas com comorbidades. Já no dia 14 de julho foi aberta para a população em geral.

As pessoas dos grupos prioritários das primeiras fases da campanha contra a influenza, e das faixas etárias anteriores, que não receberam a dose no período divulgado, devem procurar as unidades de saúde específicas para imunização contra a gripe para receber a vacina. A repescagem acontece todos os dias de vacinação.

Paralelo à vacinação contra a gripe, Cabo Frio está realizando a campanha de imunização contra a Covid-19. De acordo com o informe técnico do Ministério da Saúde, as pessoas devem dar prioridade ao imunizante contra Covid-19, dando pelo menos 14 dias de intervalo entre as doses para fazer a vacinação contra a gripe.

“No momento a faixa etária para imunização contra a Covid e contra a influenza é a mesma. Mas queremos tranquilizar as pessoas para que tomem primeiro a vacina contra o coronavírus, e só depois de 14 dias recebam a dose contra a gripe. Mesmo que o prazo para a campanha nacional tenha terminado, os postos de saúde de Cabo Frio, que são específicos para a imunização da gripe, continuarão aplicando a vacina”, alertou Patrícia Freitas, coordenadora de imunização em Cabo Frio.

Para evitar cruzamento entre os públicos-alvo contra a gripe e contra o coronavírus, o município destacou 12 unidades de saúde para a campanha contra influenza. Eles funcionam de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

ONDE SE VACINAR CONTRA A INFLUENZA:

Na reta final da campanha a unidade da Estratégia Saúde da Família (ESF) do bairro Samburá não terá mais vacinação contra influenza. A alteração tem como objetivo contribuir para logística e qualidade no atendimento prestado para a população. A unidade da Estratégia Saúde da Família de Maria Joaquina passa a atender também a este público.

A vacinação segue nos 12 postos abaixo:

• Casa da Criança – ao lado do Hospital Otime Cardoso dos Santos, no bairro Jardim Esperança
• Centro de Saúde Oswaldo Cruz – Rua Florisbela Roza da Pena, s/nº – Braga
• ESF Vila do Sol – Rua 3 nº 246
• ESF Manoel Corrêa – Rua 7 s/nº
• ESF Parque Burle – Rua Budapeste nº 10
• ESF Cajueiro – Rua Machado de Assis nº 15
• ESF Boca do Mato – Rua Rosalina Cardoso da Fonseca nº 200
• ESF Caminho de Búzios – Rua das Hortências Qd. 7 Lt. 37
• UBS Unamar – Rodovia Amaral Peixoto s/nº
• ESF Maria Joaquina – Rua da Harmonia, s/nº
• ESF Angelim – Estrada do Angelim s/nº
• ESF Araçá – Estrada da Agrisa s/nº – Pacheco

Categorias
Covid-19 Destaque Educação Notícias Saúde vacinação Covid-19

Pessoas com comorbidades de 35 a 39 anos serão vacinadas contra a Covid-19 nesta sexta (4) em Cabo Frio

Município espera concluir a vacinação de pessoas com comorbidades na próxima semana

Além do início da vacinação contra a Covid-19 para profissionais da educação de Cabo Frio que moram na cidade, a sexta-feira (4) também será dia de aplicar a primeira dose da vacina nas pessoas com comorbidades com idade entre 35 e 39 anos.

Como acontece com os demais grupos, a imunização acontece de forma escalonada devido ao envio de vacinas pelo Estado, que permanece de forma gradativa, não abrangendo todas as idades deste público-alvo.

A princípio a vacinação desta sexta-feira seria somente para pessoas com comorbidade com 39 anos. Mas a Secretaria de Saúde decidiu, na manhã desta quinta-feira (3), ampliar a faixa etária atendendo também quem tem 35, 36, 37 e 38 anos. A imunização será nas unidades de saúde específicas para Covid-19, das 9 às 16h.

Quem tem comorbidade deve comprovar a condição de saúde por meio de documentação. No ato da vacinação, o cidadão precisa levar a cópia de atestados, laudos, prescrições, relatórios médicos e/ou exames complementares. Também é preciso levar documento oficial com foto, CPF ou Cartão Nacional do SUS e comprovante de residência com endereço de Cabo Frio.

COMORBIDADES DEFINIDAS PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE

As comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde para prioridade na vacinação são: doenças cardiovasculares, incluindo insuficiência cardíaca, hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva, síndrome coronariana, valvopatia, miocardiopatia e pericardiopatia, doença da aorta, doença dos grandes vasos e fístulas asteriovenosas, arritmia cardíaca, cardiopatias congênitas, próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; diabetes, pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial resistente, hipertensão arterial estágio 3, hipertensão estágios 1 e 2 com lesão e órgão alvo, doença cerebrovascular, doença renal crônica, imunossuprimidos, anemia falciforme, obesidade mórbida, cirrose hepática e HIV.

VACINAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO COMEÇA NESTA SEXTA (4)

Nesta sexta-feira (4) começa a vacinação para os profissionais de educação de Cabo Frio que moram na cidade e atuam nas redes pública (municipal, estadual e federal) e privada do município nos segmentos de educação infantil (creche e pré-escola), ensino fundamental 1 e 2 e ensino médio.

Seguindo o calendário, nesta sexta (4) a será aplicada a primeira dose nos profissionais com idade entre 30 e 59 anos. Quem não puder se vacinar nesta sexta, poderá receber a vacina na próxima terça (8) e quinta-feira (10), junto com os profissionais da educação de 18 a 29 anos.

A vacinação será no PAM de São Cristóvão, no Centro Educacional Professora Marli Capp, nas unidades de saúde específicas para a Covid-19, e também nos polos de drive-thru, das 9 às 16h.

Para se vacinar, o profissional precisa apresentar comprovante de residência com endereço de Cabo Frio, documento de identidade oficial com foto, CPF ou Cartão Nacional do SUS. Será necessário, ainda, entregar a cópia do contracheque com local de trabalho em Cabo Frio e cargo ou comprovante de vínculo ativo com carimbo e assinatura do responsável da escola na cidade.

ONDE SE VACINAR:

1º DISTRITO
ESF Jardim Náutilus – Rua Guiana, s/nº
ESF Guarani – Rua Duarte da Costa, nº 37
ESF Jardim Caiçara – Rua Inglaterra, nº 478
ESF Praia do Siqueira/Palmeiras – Travessa Amapá, s/nº
ESF Vila Nova – Rua José Paes de Abreu, nº 510
ESF Jacaré – Rua Samuel Bessa, s/nº
ESF Peró – Rua Olivia Lopes, s/nº
ESF Monte Alegre – Rua Dr. Cardoso da Fonseca, s/nº
ESF Vila do Ar – Rua Ernesto de Melo, nº 1393
ESF Jardim Peró – Rua Paraná, nº 51
ESF Tangará – Rua Castro Alves, s/nº

  • PAM de São Cristóvão – Rua Manoel José de Carvalho, 97 (somente primeira dose para profissionais de Educação de Cabo Frio que moram na cidade)
  • Drive-thru do Centro Municipal de Reabilitação – Avenida Henrique Terra, 706, esquina com a Avenida Quatro Estações – Novo Portinho (somente segunda dose de AstraZeneca e primeira dose para profissionais de Educação de Cabo Frio que moram na cidade)

2º DISTRITO
PAM de Santo Antônio – Avenida Beira Mar, s/nº
ESF Maria Joaquina – Rua da Harmonia, s/nº
ESF São Jacinto – Estrada de São Jacinto, s/nº
ESF Nova Califórnia – Rua das Pacas, Qd B, Lt38
ESF Botafogo- Estrada de Botafogo, s/nº
ESF Angelim – Estrada do Angelim, s/nº, Pacheco
ESF Araçá – Estrada do Araçá, s/nº

  • Centro Educacional Professora Marli Capp – Rua E, Quadra 15, 20 – Unamar (somente primeira dose para profissionais de Educação de Cabo Frio que moram na cidade)
  • Drive-thru do PAM de Santo Antônio – Avenida Beira Mar, s/nº (somente segunda dose de AstraZeneca e primeira dose para profissionais de Educação de Cabo Frio que moram na cidade)
Categorias
Destaque Notícias Saúde vacinação Covid-19

Prefeitura de Cabo Frio divulga lista de comorbidades da Fase 1 da vacinação contra a Covid-19

Seguindo o calendário do Ministério da Saúde, o município começou a vacinar o grupo de pessoas com comorbidades nesta semana

A Prefeitura de Cabo Frio começou nesta semana a vacinação contra a Covid-19 em pessoas com comorbidades. O Ministério da Saúde, por intermédio do Plano Nacional de Imunização, determinou que a Fase 1 deste grupo deve abranger pessoas com deficiências permanentes cadastradas no BPC, pacientes renais crônicos e com síndrome de down, além de mulheres grávidas e puérperas (até 45 dias) com comorbidades.

Para receber a dose, o cidadão precisa comprovar a condição de saúde por meio de documentação (atestados, laudos, prescrições, relatórios médicos e/ou exames complementares). Também é preciso levar documento oficial com foto, CPF ou Cartão Nacional do SUS e comprovante de residência.

De acordo com o esquema de vacinação em Cabo Frio, as pessoas com sindrome de down de todas as idades e as mulheres de 59 anos com as comorbidades listadas (deficientes permanentes cadastrados no BPC e paciente renal crônico) serão vacinadas na sexta-feira (7), das 9h às 16h, nas unidades de saúde específicas para vacinação da Covid-19.

As gestantes e puérperas (até 45 dias) com comorbidade tiveram um dia exclusivo para se vacinar nesta semana. No entanto, quem não compareceu poderá ser imunizada também na sexta-feira (7).

Categorias
Destaque Notícias Saúde

Prefeito de Cabo Frio faz solicitações em reunião no Ministério da Saúde, em Brasília

No encontro foram abordadas ações necessárias para o Hospital de Tamoios, Hospital da Criança, Centro de Reabilitação e Unidades Básicas de Saúde

O prefeito José Bonifácio e o secretário de Saúde de Cabo Frio, Felipe Fernandes, se reuniram com uma equipe do Ministério da Saúde, nesta quarta-feira (27), em Brasília.

Eles foram recebidos pelo assessor especial Gustavo Machado Pires, e pela equipe técnica do Ministério, com a participação do deputado federal Chiquinho Brazão.

No encontro foi solicitado o credenciamento do Centro de Reabilitação de Cabo Frio pelo SUS, permitindo que a unidade passe a ser um polo regional. Foram solicitados, ainda, recursos para a reforma e aquisição de equipamentos para a reabertura do Hospital da Criança, que também passaria a ser regional. Outro pedido foi para aquisição de equipamentos para a reabertura do Hospital de Tamoios.

O prefeito e o secretário de Saúde de Cabo Frio também solicitaram recursos para a construção de cinco novas Unidades Básicas de Saúde na cidade. Eles foram informados que o Ministério da Saúde já havia enviado recursos, no passado, para a construção de três UBSs. A Prefeitura de Cabo Frio irá averiguar sobre esses recursos enviados anteriormente, para dar andamento aos projetos.