Categorias
Destaque Meio Ambiente Notícias

Cabo Frio terá primeiro Centro de Visitação do Projeto Albatroz no Brasil

Projeto socioambiental terá uma sede no município cabo-friense, que será construída às margens da Lagoa de Araruama

Cenário repleto de belezas naturais e históricas, Cabo Frio será sede para o primeiro Centro de Visitação e Educação Ambiental Marinha do Projeto Albatroz no Brasil, iniciativa patrocinada pela Petrobras. Presente em sete cidades do Brasil, o Projeto Albatroz desenvolve pesquisas para ações de Educação Ambiental junto aos pescadores, aos jovens e às escolas. A unidade de Cabo Frio será a primeira a ter o Centro de Visitação.

No dia 11, o prefeito José Bonifácio recebeu representantes do projeto para conhecer mais sobre as ações desenvolvidas e alinhar parcerias junto à gestão municipal.

A previsão é de que a sede de Cabo Frio seja entregue até o final de 2022. Com área útil de mais de 18 mil m², ao lado do Parque Ecológico Municipal Dormitório das Garças e da Lagoa de Araruama, cedida por meio da Lei Nº 179/2019, o Centro Albatroz terá áreas de recreação, pavilhões de exposições e atividades com o público, prédios com salas para aulas e oficinas com a comunidade, além de Centro Interpretativo com trilha autoguiada, em que os visitantes poderão conhecer mais a região da lagoa e reconhecer as principais espécies de aves que sobrevoam a região.

O Projeto Albatroz nasceu em Santos, litoral paulista, e desde 1990 trabalha pela conservação das espécies de albatrozes e petréis que se alimentam em águas brasileiras. Desde 2014, o Projeto mantém uma base avançada de pesquisa na Universidade Veiga de Almeida (UVA), no campus de Cabo Frio. Por meio da parceria com o Grupo de Estudos da Pesca (GEPesca), coordenado pelo professor Eduardo Pimenta, foi possível ampliar os estudos na cidade. Atualmente, o Projeto mantém bases de pesquisa em seis estados brasileiros.

“A Prefeitura de Cabo Frio é nossa grande parceira, além de apresentar o projeto com mais detalhes, alinhamos laços junto ao governo. O objetivo é que possamos nos inserir nos projetos da Prefeitura, assim como ter a prefeitura próxima. Tivemos ainda a oportunidade de estreitar laços com o prefeito, para que junto à gestão possamos ter base de pesquisa em educação ambiental e visitação turística, que são as metas do Projeto Albatroz em Cabo Frio”, afirma o biólogo Eduardo Pimenta, consultor regional do Projeto Albatroz.

Também estiveram presentes na reunião a fundadora e coordenadora geral do Projeto Albatroz, Tatiana Neves, e os arquitetos responsáveis pelo projeto de construção da sede, André Mafra e Evandro Babu.

Categorias
Destaque Meio Ambiente Notícias

Cabo Frio vai receber equipamentos e capacitação contra vazamento de óleo da Petrobras

A cidade de Cabo Frio vai receber todos os equipamentos necessários para a contenção de vazamentos de óleo, além de capacitação para agentes efetivos da Guarda Marítima e Ambiental, Defesa Civil e pescadores, para pronta resposta em casos de vazamento de óleo. Os equipamentos a serem doados pela Petrobras são redes de contenção de manchas de óleo, equipamentos para a retirada do óleo da água e da areia e embarcações de alumínio para auxiliar no monitoramento.

A doação dos equipamentos foi confirmada no fim da tarde desta sexta-feira (9) em reunião na secretaria de Meio Ambiente de Arraial do Cabo, em que estiveram presentes os secretários de Meio Ambiente de Cabo Frio, Mario Flavio Moreira, de Arraial do Cabo, Arildo Mendes, de Búzios, Fernando Savino Lagoa e do representante da Petrobrás, Rubinei Rodrigues.

A doação dos equipamentos e a realização da capacitação, marcada para os dias 22, 23 e 24 de setembro, em Macaé.  Ficou acertado que, além da capacitação, cada município receberá uma embarcação de cinco metros de comprimento, com capacidade para cinco pessoas e motor de popa de 50 HPs.

A doação ainda é reflexo do último vazamento grave, ocorrido em abril deste ano no Campo de Marlim Leste, que atingiu a costa dos três municípios – Cabo Frio, Búzios e Arraial do Cabo – e que levou o Ministério Público Federal a tomar a dianteira na apuração dos fatos.

“Como já havíamos decidido em reunião anterior, apresentamos a proposta dos equipamentos e da capacitação à Petrobras e, agora, isso virou realidade. Será um grande avanço para Cabo Frio, principalmente porque estaremos recebendo esses equipamentos muito em breve e poderemos ter pessoas capacitadas para dar uma pronta resposta a qualquer caso de vazamento que atinja nossa costa”, afirmou o secretário de Meio Ambiente, Mario Flavio Moreira.

Categorias
Desenvolvimento da Cidade Destaque Meio Ambiente Notícias

Prefeitura aciona equipes da Petrobras e do Inea após aparecimento de óleo na Praia do Peró

Equipes da Petrobras e do Inea que estão na região por conta do aparecimento de manchas de óleo no mar e nas areias das praias de Cabo Frio, Búzios e Arraial do Cabo, foram acionadas na manhã deste sábado (13) pela Coordenadoria de Meio Ambiente da secretaria de Desenvolvimento, após a constatação do aparecimento de “pelotas” na Praia do Peró, inclusive na parte certificada pelo Programa Bandeira Azul.

Como a quantidade de manchas na areia era significativa, a coordenação do Bandeira Azul Praia do Peró achou por bem arriar a bandeira, até que a situação se normalize.

Agentes da Comsercaf também entraram em ação, auxiliando na limpeza, uma vez que o óleo continuou chegando à areia, impulsionado pela maré.

O incidente não impediu que turistas e moradores frequentassem normalmente a praia e não teve reflexos para quiosqueiros ou ambulantes.

“É óbvio que ficamos tristes e apreensivos com o incidente, mas o aparecimento de mais manchas nas praias já era esperado, uma vez que a Petrobras ainda não havia anunciado a contenção total do vazamento. Por mais que o óleo, no estado físico em que se encontra, não cause nenhum dano imediato, população deve evitar o contato e, caso o piche grude na pele, ele sai facilmente com óleo vegetal. Quanto aos danos ambientais, já firmamos acordo com a Petrobras para capacitação dos nossos agentes e a doação de equipamentos para que possamos nos adiantar e iniciarmos uma ação imediata em caso de novas manchas. É uma pena que nossa praia certificada esteja enfrentando esse problema, mas é um incidente que não foi causado por nós e o que podemos fazer é agir com prontidão, como fizemos hoje, para evitar danos maiores”, afirmou Mario Flavio Moreira, coordenador de Meio Ambiente da Secretaria de Desenvolvimento.

Categorias
Desenvolvimento da Cidade Destaque Meio Ambiente Notícias

Cabo Frio vai receber equipamentos e capacitação contra vazamentos de óleo

A cidade de Cabo Frio vai receber todos os equipamentos necessários para a contenção de vazamentos de óleo, além de capacitação para agentes efetivos da Guarda Marítima e Ambiental para pronta resposta em casos como o acontecido no fim da semana passada, em que pelotas de óleo vieram parar nas areias das praias da cidade após vazamento de petróleo no campo de Marlim Leste, na Bacia de Campos.

A decisão foi tomada após reunião, na tarde desta sexta-feira (12) com os procuradores da república Leandro Mitidieri e Leandro Botelho, na sede do Ministério Público Federal, em São Pedro da Aldeia.  A reunião contou com a participação do coordenador de Meio Ambiente de Cabo Frio, Mario Flavio Moreira, dos secretários de Meio Ambiente de Arraial do Cabo, Arildo Mendes, e de Armação dos Búzios, Hamber Carvalho, e de representantes da área jurídica e de operações da Petrobras. Arraial do Cabo e Búzios também receberão equipamentos e capacitação.

A doação dos equipamentos e a realização da capacitação foram sugeridas pelos secretários e referendada pelos procuradores e é referente ao recente vazamento de petróleo que atingiu praias dos três municípios.

“A Petrobras apresentou relatórios de todas as medidas tomadas em relação ao vazamento em cada praia de cada município atingido, mas o Ministério Público achou por bem que a própria empresa se antecipe às possíveis ações penais por conta dos danos causados ao meio ambiente e indenize as cidades atingidas. Como já havíamos decidido em reunião anterior, apresentamos a proposta dos equipamentos e da capacitação, que foi aceita pela empresa e determinado pelo Ministério Público Federal que seja feita de maneira imediata”, explicou Mario Flavio.

Agora, os três municípios vão conversar entre si, a partir da próxima segunda-feira (15) para determinar a melhor data para as capacitações e informar à Petrobras, para que a decisão seja assinada e chancelada junto ao Ministério Público Federal.