Categorias
Cultura Destaque Notícias

Sai o resultado final do prêmio “Evandro Terra”, em Cabo Frio

Ao todo, 96 projetos foram aprovados para apresentações no município com o valor total de R$ 272.380,00

A Prefeitura de Cabo Frio divulgou, nesta sexta-feira (10), a Portaria Secult Nº 5 com o resultado final do Prêmio “Evandro Terra”. A relação dos finalistas está na página 29 da edição N° 342 do Diário Oficial. Ao todo, 96 trabalhos foram aprovados para apresentações no município, nos moldes da Lei Federal Nº 14.017, de 29 de junho de 2020, conhecida como Lei Aldir Blanc. O resultado pode ser consultado por meio do link: http://rj.portaldatransparencia.com.br/prefeitura/cabofrio/?pagina=abreDocumento&arquivo=3FEE04588848

A seleção foi realizada por uma comissão de pareceristas formada por Yuri Vasconcelos, indicado pela Secretaria Municipal de Cultura; Marluce Braz, indicada pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, e Meri Damaceno, indicada pelo Conselho Municipal de Cultura de Cabo Frio.

O proponente aprovado será convocado, através do e-mail cadastrado, para assinar um Termo de Compromisso, que deve ser feito até o dia 17 de dezembro (sexta-feira), além de ter que apresentar, na sede da Secretaria de Cultura, no Solar dos Massa, cópia de alguns documentos.

  • Pessoa Física: Dados da conta bancária do titular para depósito.
  • Pessoa Jurídica: Certidão de Regularidade Federal; Certidão de Regularidade Municipal (ISS); Certidão de Regularidade com FGTS; Certidão de Regularidade com os Débitos Trabalhistas – CNDT; Contrato Social/Estatuto em vigor ou certificado de Microempreendedor Individual; Dados da conta bancária da empresa para depósito.

O proponente que não comparecer no prazo máximo de cinco dias úteis, a contar da notificação por e-mail informado na inscrição, ou não apresentar todos os documentos solicitados para assinatura do Termo, perderá o direito ao prêmio, sendo convocado o suplente conforme estabelecido no Edital.

O prazo do repasse da premiação é de até 10 dias úteis após a assinatura do Termo de Compromisso, e o período de execução dos projetos inscritos e aprovados é de cinco meses a contar do dia de repasse das premiações.

O valor global do edital foi de R$ 272.380,00 para os seguintes segmentos artísticos: artesanato; artes cênicas; artes plásticas; audiovisual; blocos, agremiações carnavalescas, escolas de samba e bandas tradicionais da cidade; cultura afro; dança; expressões culturais populares; LGBTQI+; literatura; música; produção cultural; pesquisas sobre arte e cultura; patrimônio cultural; expressões artísticas não convencionais e infraestrutura técnica.

QUEM FOI EVANDRO TERRA?
Evandro Terra foi um cantor, compositor e professor, criado em família tradicional mineira, (Chiador/MG), mas que adotou Cabo Frio como moradia. Reconhecido nacionalmente, nas décadas de 80 e 90 fez sucesso em todo o país com composições que ganharam as rádios na voz de artistas como Banda Mel, Banda Beijo, Malakacheta entre outras.

Em 1991, o artista, que também animava os carnavais da região e da Bahia junto com o Grupo Terra, foi o vencedor do “Prêmio de Melhor Composição” do carnaval baiano com a música “Salvador pra você”, sucesso interpretado pelo cantor Netinho, à época vocalista da Banda Beijo. Evandro Terra morreu em 10 de janeiro deste ano, aos 66 anos, no Rio de Janeiro.

Categorias
Cultura Destaque Notícias

Prefeitura de Cabo Frio reabre parcialmente o Teatro Municipal para ensaios, reuniões e oficinas

Prédio ainda segue em obras, mas já tem condições de receber pequenos eventos previamente agendados

A Prefeitura de Cabo Frio reabriu, nesta semana, o Teatro Municipal Inah de Azevedo Mureb, no Algodoal. Depois de mais de três anos fechado, o espaço voltou a funcionar, de forma parcial, para a realização de ensaios, reuniões e oficinas, de segunda a sexta-feira. Os artistas que quiserem utilizar o teatro para esses tipos de eventos, podem procurar a secretaria para fazer a reserva, no horário comercial, das 8h às 17 horas.

De acordo com a diretora do Teatro Municipal, Rafaela Solano, apesar do prédio ainda estar passando por reformas e precisar de outras intervenções, já é possível reabrir as portas para que pequenos eventos sejam realizados.

“A reforma do teatro continua e estamos atentos a todos os detalhes, cobrando da empreiteira o cumprimento do que está estabelecido no contrato. Essa obra foi iniciada em 2019 e era para ser executada em 120 dias, mas se arrasta até hoje. Além disso, o prédio ficou por muito tempo sem manutenção, o que agravou o estado de algumas áreas. Mas estamos trabalhando para acertar todas as pendências. A energia elétrica foi religada e com isso foi possível a reabertura do teatro para receber pequenos eventos como reuniões, oficinas e ensaios”, explica Rafaela Solano.

REUNIÕES DO FALA CULTURA

As reuniões das câmaras setoriais do Conselho Municipal de Cultura já estão sendo realizadas no Teatro Municipal Inah de Azevedo Mureb. O objetivo do projeto, intitulado “Fala Cultura” é fomentar a atividade dos segmentos artísticos, tirar dúvidas sobre o cadastramento dos artistas e sobre os editais, além de ouvir as demandas e sugestões de cada grupo.

O primeiro encontro foi o do segmento do Carnaval, realizado no dia 29 de novembro, em que estiveram presentes representantes de Blocos e Escolas de Samba da cidade. Na ocasião, foi debatida a necessidade da realização da reunião de eleição do representante suplente da Setorial.

Nesta quarta-feira (1º) foi a vez do Segmento de Cultura Afro se reunir com a Secretaria Municipal de Cultura. Estiveram presentes representantes do setor e foi debatida a grande importância da participação da sociedade civil no Conselho de Cultura.

“Ainda não temos uma projeção de quando reabriremos o teatro para os grandes espetáculos. Estamos trabalhando sem descansar nesse objetivo, mas por hora, podemos aos poucos retomar as atividades, dando vida e movimentação a este espaço tão importante para a cultura da cidade”, finaliza Rafaela Solano.

Categorias
Cultura Destaque Notícias

Espaços culturais de Cabo Frio proporcionam um mergulho na história da cidade

Exposições e recital de piano são algumas das programações para este fim de semana

Quando chega a sexta-feira, começa a movimentação para saber o que fazer no fim de semana. Em Cabo Frio, ir à praia pode até ser a programação principal, mas a cidade também conta com atividades culturais que vão proporcionar um mergulho pela história do município. A agenda cultural desta semana vai te levar à espaços culturais que trazem histórias que vão desde a formação da estrutura do prédio aos eventos que recebem nos dias atuais.

A imersão começa pela Casa de Cultura José de Dome, mais conhecido como Charitas. O local já foi orfanato, abrigo e atualmente é sede para a Secretaria de Cultura. A edificação é do século XVIII e, em 1979, é tombada pelo INEPAC. As obras de quatro grandes personalidades que se destacaram no município ficam expostas permanentes na casa secular: do poeta e escritor Victorino Carriço; do fotógrafo e arquivista Wolney Teixeira; do pintor francês Jean Guilhaume e do pintor José de Dome.

O local também recebe exposições itinerantes, como a do artista plástico e escultor, Ivan Cruz, que pode ser visitada até sexta-feira (31). A mostra individual “O peregrino da arte” conta com 35 quadros e 04 esculturas em tamanho natural de uma criança em bronze da série “Brincadeiras de Criança”. A exposição pode ser visitada no horário de funcionamento da casa, sábados e domingos, das 15h às 20h, e de segunda a sexta-feira, das 9h às 20h.

“Como filha e coordenadora do projeto “Brincadeiras de Criança” me emociona saber que veremos mais uma vez o Charitas com as obras colorindo a alegrando os visitantes.”, comemorou Ludmila Guerra.

Os salões do casarão ainda recebem lançamentos de livros, palestras e recitais de música clássica, entre outros eventos. Neste sábado (25), às 19h, a apresentação de piano fica por conta do músico baiano Vladmir Cangaussú. A programação faz parte da série Jovens Pianistas, sob a criação e direção artística de Hasenclever da Silva Oliveira e apoio da Secretaria de Cultura. Evento aberto ao público e gratuito, no entanto, os participantes podem contribuir com um valor simbólico, que será revertido para o artista da noite.

Além do Charitas, Cabo Frio possui outro ponto turístico-cultural importante: o Museu de Arte Religiosa e Tradicional (Mart). Inaugurado em 1982, o local sediou durante anos o Convento Nossa Senhora dos Anjos e abrigou frades portugueses e brasileiros, além de uma escola de noviciado.

O prédio do século XVII tem arquitetura franciscana e é considerado um dos marcos da arquitetura religiosa e do período colonial. O acervo é constituído por imagens em terracota e madeira policromada dos séculos 17 e 18. No local é possível admirar os elementos preservados do Antigo Convento.

Além exposição permanente sobre a própria história, está em cartaz a mostra temporária “Terra de Quilombo, Retrato de uma Etnia”. São fotografias de Ricardo Alves que retrata as comunidades remanescentes dos quilombos de Cabo Frio, relatando seu cotidiano, no trabalho, cultura e lazer.

Segundo o fotógrafo, “a fotografia é usada como ferramenta de identificação, promoção, empoderamento e luta contra o preconceito e o racismo, assumindo o papel de instrumento que propõe a reflexão sobre exclusão social, racial e cultural”.

As mostras podem ser visitadas no mesmo horário de funcionamento do Mart, de terça a sexta feira, das 10h às 17h, e aos sábados e feriados, das 14h às 18h. O endereço é Largo Santo Antônio, no Centro. Já o Charitas fica na Avenida Teixeira e Souza, 855, também no Centro.

Categorias
Cultura Notícias

Nova secretária de Cultura de Cabo Frio se reúne com equipe da pasta

Na manhã desta quarta-feira (12), a nova secretária de Cultura de Cabo Frio, Meri Damaceno, se reuniu com diretores dos equipamentos culturais e superintendentes da pasta, no Solar dos Massa. O objetivo foi esclarecer a troca de gestão da secretaria, anunciada na tarde da última terça-feira (11) e falar sobre os projetos para a Cultura no município.

Durante a reunião, Meri falou sobre a importância de se implementar políticas culturais na cidade e manter um diálogo aberto com a equipe e com os artistas locais. Ela  ressaltou que dará continuidade ao trabalho implementado pelo seu antecessor, Fernando Chagas.

“O Fernando pediu exoneração por motivos pessoais e como eu já estava como subsecretária, ele me indicou para ficar à frente da Cultura e dar continuidade aos projetos que iniciamos. Temos uma equipe muito coesa e eu espero dar sequência ao nosso trabalho. Queremos concluir a montagem do Conselho de Cultura e do Instituto Municipal do Patrimônio Cultural (Imupac) para garantir a participação da sociedade civil nas nossas iniciativas”, falou a nova secretária.

Meri se manifestou ainda sobre o estado dos equipamentos da secretaria de Cultura e como pretende recuperá-los.

“Meu objetivo principal é iniciar as obras do Teatro Municipal Inah de Azevedo Mureb e concluí-las até dezembro deste ano, com inauguração prevista para o dia 15 de janeiro, com o Festival de Esquetes (Fesq). Além disso, vamos levantar a situação jurídica dos galpões da Morada do Samba e rever a roupagem dos demais espaços culturais” – explicou Meri.

 

Categorias
Cultura Destaque Notícias

Festejos pelo Dia do Folclore continuam em Cabo Frio

A “Semana do Folclore” continua até sexta-feira com uma programação para atender a todos os públicos. Nesta quinta-feira (23) será a vez da criançada se divertir com contação de histórias, lendas, contos e brincadeiras no Solar dos Massa. Com o tema “Brincando e aprendendo com o Folclore”, o espaço vai receber alunos de escolas públicas de Cabo Frio. A programação começa às 15h.

Na quarta (22), data que se comemora o Dia do Folclore, as atividades resgataram a memória e trouxeram à tona tradições antigas da cidade. A tarde, o prédio da antiga Biblioteca Municipal recebeu personalidades do município para uma roda de conversa para falar sobre como era a Cabo Frio antiga. Mais tarde, o prédio deu espaço à exibição do filme “A Noite dos Tempos”. Às 20h, a Folia de Reis de São Cristóvão invadiu as ruas do Centro com muita música e recordações.

Na sexta-feira (24) o encerramento da programação acontece no Solar dos Massa, com a palestra “Wolney, o Mestre do Olhar”, com o filho do fotógrafo Warley Teixeira, e uma exposição sobre a vida e obra do retratista.

Categorias
Cultura Destaque Notícias

Secretaria de Cultura fecha parceria para beneficiar músicos de Cabo Frio

A Secretaria de Cultura de Cabo Frio acaba de fechar uma parceria com a Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro (Sec Rio), por meio do projeto “Os Sons do Rio”. Os artistas da cidade que possuem um som autoral poderão ter suas músicas anexadas à Deezer (plataforma global de streaming de áudio). Por meio de diversos curadores, serão selecionadas canções dos 92 municípios do Estado.   

 

O mapeamento tem como objetivo apresentar um panorama da música autoral contemporânea em todas as 10 regiões do Estado. Cada playlist terá de 20 a 25 músicas, até duas de cada artista, que serão lançadas no aplicativo no perfil Música.RJ. A prioridade é que os artistas sejam naturais ou radicados em Cabo Frio. “O programa não possui aporte financeiro, mas é uma maneira de disseminar o trabalho dos músicos por meio desse apoio. Mesmo quem já tem alguma canção no aplicativo, vale a pena participar pois vai contar com a divulgação das secretarias de Cultura de Cabo Frio e do Estado” – afirma Matheus Lima, integrante do Corpo Gestor do Teatro Municipal Inah Azevedo Mureb.

 

A curadoria final das playlists do Música.RJ será realizada por representantes do Estrombo, programa de música do Sebrae, do Instituto Gênesis da PUC-Rio e do Instituto Memória Musical Brasileira (IMMUB), além de gestores da Secretaria de Estado de Cultura e integrantes do Conselho Estadual de Política Cultural (CEPC). A curadoria inclui representantes das 10 regiões do Estado. “Quando observamos os artistas mais acessados pelo público no Estado do Rio na plataforma Deezer em 2018, percebemos que a maioria dos artistas não tem relação com o território fluminense. Outro aspecto interessante é a falta de diversidade de gêneros musicais e de artistas iniciantes ou mesmo com carreiras consolidadas, mas pouco conhecidos do grande público. Desejamos estimular mais a curiosidade e oferecer um recorte mais regional” – diz Leo Feijó, subsecretário-adjunto de Cultura do Estado do Rio.

 

Para se inscrever, basta enviar um e-mail contendo a música desejada, ou um link do Youtube ou Deezer e os dados da banda ou músico, para o endereço redemusicarj@gmail.com, até o dia 14 de setembro de 2018. O resultado sai até o fim de novembro.

Categorias
Cultura Destaque Notícias

Secretaria de Cultura promove limpeza da Morada do Samba

A secretaria de Cultura em parceria com a Comsercaf realizou nesta terça-feira (21) a limpeza dos barracões da Morada do Samba, localizada no bairro Praia do Siqueira. A ação foi realizada durante todo o dia por cinco funcionários, com o auxílio de um caminhão. Cerca de 500 kg de lixo foram retirados do local.

 

A limpeza foi solicitada pelo secretário de Cultura, Fernando Chagas, após vistoria realizada no dia 10 de agosto. “Ficamos assustados com o estado do local. Havia muito lixo, bonecos da “Brincareta” e documentos jogados”, afirma Fernando.

 

Os documentos encontrados serão encaminhados para análise do setor Jurídico da Cultura. Já os bonecos danificados vão passar por perícia técnica para analisar se podem ser reparados.

Categorias
Cultura Destaque Notícias

Solar dos Massa recebe abertura da Semana do Folclore

Casa cheia na noite desta segunda-feira (20), para dar as boas-vindas às comemorações pelo Dia do Folclore (22). O Solar dos Massa recebeu o público que assistiu ao filme “Cabo Frio – Década de 40”. Até o dia 24 (sexta-feira) a secretaria de Cultura preparou uma extensa programação para resgatar as tradições e relembrar as figuras ilustres do folclore cabo-friense.

Um coquetel recepcionou os convidados e o Grupo de Câmara, uma orquestra de música Erudita, abriu a noite ao som do “Prelúdio Sonata nº 8” de Corelli e “Eu Te Amo” de Tom Jobim. O Solar dos Massa recebe ainda uma exposição permanente de cartazes ilustrando tradições e personalidades folclóricas de Cabo Frio. “O Folclore é o conhecimento que vem do povo. É o espaço onde mantemos vivas as raízes, o modo de ver, sentir e agir. Até mesmo a música Erudita, já foi popular em alguma época” afirma Fernando Chagas, secretário de Cultura.

Nesta terça-feira (21), no mesmo local, o evento tem início às 15h, com Zarinho Mureb e seus “Cantos e Causos”, e na quarta (22), o tema será a “Cabo Frio que eu Vivi”, onde personalidades vão falar sobre como era a cidade em outros tempos. Ainda no dia 22, às 18h, a antiga Biblioteca Municipal vai exibir “A Noite dos Tempos”, filme do diretor Ricardo do Carmo e fotografia de Lucas Muller. Às 20h, a Folia de Reis de São Cristóvão vai sair da Praça Porto Rocha, em direção à Casa de Cultura e Museu José de Dome, o Charitas.

Nos dias 23 e 24 (quinta-feira e sexta-feira), às 15h, o evento acontece no Solar dos Massa. Na quinta, histórias, contos, lendas e brincadeiras com alunos da rede pública de ensino. Para encerrar a comemoração, na sexta-feira (24), a palestra “Wolney, o Mestre do Olhar”, com o filho do fotógrafo Warley Teixeira, e uma exposição sobre a vida e obra do retratista.

O Solar dos Massa fica na Praça Porto Rocha, no Centro de Cabo Frio.

Programação

20.08 – Solar dos Massa

18h – Exibição do filme “Cabo Frio década 40”.
Em seguida, causos sobre pessoas folclóricas cabo-frienses, com Meri Damaceno

21.08 – Solar dos Massa
15h – Cantos e causos com Zarinho Mureb

22.08 –Solar dos Massa

15h -“Cabo Frio que Vivi” com personalidades de nossa cidade, falando sobre a cidade em outros tempos.

18h – Exibição do filme “A Noite dos Tempos”

Praça Porto Rocha

20h – Folia de Reis

23.08 – Solar dos Massa

15h – Brincando e aprendendo com o folclore.

Histórias, Contos, Lendas, Música e Brincadeiras para alunos da rede pública de ensino.  

24.08 – Solar dos Massa

15h – “Wolney, o Mestre do Olhar” – Exposição e palestra sobre vida e obra do fotógrafo Wolney Teixeira, com Warley Teixeira.