Categorias
Destaque Notícias Secretária Adjunta de Ciência e Tecnologia Semana da Ciência e Tecnologia

Participantes são premiados no encerramento da V Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação

Cerimônia foi realizada na tarde desta sexta-feira (22), no auditório da Prefeitura de Cabo Frio

Com o tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”, foi realizada, na tarde desta sexta-feira (22), no auditório da Prefeitura de Cabo Frio, a cerimônia de encerramento da V Semana Municipal da Ciência, Tecnologia e Inovação. O evento, que começou na quarta-feira (20) teve mesas redondas com debates sobre temas atuais do cenário da inovação na cidade, além de premiações para os participantes e palestrantes.

Presente na solenidade, o prefeito José Bonifácio enfatizou em seu discurso a importância da Semana, que foi instituída em Cabo Frio por meio da Lei Nº 2.953, de 29 de agosto de 2018, e citou a importância da ciência no advento das vacinas, que vêm possibilitando uma melhora gradativa nos números da pandemia da Covid-19 no país.

“Estamos vivendo um momento de descrença da ciência no Brasil. Sempre fomos conhecidos por ser um dos países que mais se destaca nas campanhas de imunização contra todas as doenças contagiosas, e por influência de quem comanda o país no momento, esse destaque se perdeu. Se estamos, aos poucos, da Covid-19, é por muita insistência e graças à ciência que nos proporcionou a vacina. Por isso a importância de celebrarmos este momento, e premiar quem trabalha com ciência na nossa cidade”, declarou o prefeito.

Além do prefeito José Bonifácio, compuseram a mesa o chefe de Gabinete, Pedro José; a professora Yone Nogueira; o diretor financeiro da Alerj, Jânio Mendes; o reitor da Universidade Estadual do Norte Fluminense, Raul Palacio; a vice-reitora, Rosana Rodrigues, e o anfitrião e secretário adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação, Rafael Peçanha, que seguiu a mesma linha do prefeito e destacou o negacionismo como principal problema da ciência no Brasil de hoje.

“Precisamos acreditar e estimular a ciência no país, que infelizmente é vista de maneira negativa, onde, além de não ser estimulada, é deturpada e atacada. Vamos premiar, mesmo com simplicidade, as pessoas que lutam pela ciência na nossa cidade. Estamos aqui para mostrar que Cabo Frio gera produtos científicos inéditos. É apenas o começo, vamos seguir em frente confiando sempre nos nossos cientistas”, afirmou Rafael Peçanha.

Na cerimônia foram premiados com o Diploma Otime Cardoso dos Santos, os palestrantes e participantes das mesas redondas que foram transmitidas ao vivo, e agora estão publicadas no Facebook Oficial da Prefeitura de Cabo Frio, além de cientistas com destaque em diferentes áreas do conhecimento. São eles: Marcelo Tardelli; Alex Bastos; Valéria Quaresma; Roberto Ramos; Raiza Monteiro; Rosana Rodrigues, Anabell del Real Tamari; Luiz Guilherme Scaldaferri; Acioli Junior; Joílton Mendes; Ivan Rollas; Clarice de Souza; Manildo Marcião; Gabriela Avolio e Léo Lupi.

Também agraciada com o Diploma Otime Cardoso dos Santos, a professora Yone Nogueira realizou a entrega da medalha, que leva o nome dela, ao maior destaque de produção científica cabo-friense no ano de 2021, que foi entregue à equipe de criação, administração e pesquisa do setor de pós-covid da Secretaria Municipal de Saúde de Cabo Frio, que é o primeiro da região e do interior do estado do Rio de Janeiro, e se tornou objeto de estudo e pesquisa para produção de artigos científicos.

A Medalha Professora Yone Nogueira foi entregue nas mãos do secretário de Saúde, Felipe Fernandes; da coordenadora de Reabilitação Hospitalar e idealizadora do projeto, Tatiana Ribeiro; da coordenadora de Reabilitação Ambulatorial, Mariana Chapeta; e do superintendente de Reabilitação, Jay Rocha.

Após a cerimônia, os participantes se dirigiram à Praça da Prefeitura e puderam realizar uma observação em um telescópio caseiro, que foi construído com 90% de material reciclável por Wagner Senna, um cientista cabo-friense, entusiasta da Nasa e dos mistérios do espaço.

Categorias
Destaque Notícias Secretária Adjunta de Ciência e Tecnologia Semana da Ciência e Tecnologia

Cabo Frio abre a V Semana da Ciência, Tecnologia e Inovação

Evento acontece até sexta-feira (20) com palestras e debates sobre temas atuais do cenário de inovação na cidade

Teve início em Cabo Frio a V Semana Municipal da Ciência, Tecnologia e Inovação. Com o tema “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”, a solenidade de abertura foi realizada na manhã desta quarta-feira (20) no auditório da Prefeitura. Instituído em Cabo Frio por meio da Lei Nº 2.953, de 29 de agosto de 2018, até sexta-feira (20) o evento terá palestras e debates sobre temas atuais do cenário da inovação na cidade.

Após a execução do Hino Nacional Brasileiro, o secretário adjunto de Ciência e Tecnologia de Cabo Frio, Rafael Peçanha, ressaltou a presença de diversos secretários municipais, vereadores e representantes das instituições de ensino, e destacou a relevância da ciência no atual momento que o Brasil atravessa.

“Nunca foi tão importante ter a ciência em primeiro lugar, principalmente no momento de descaso que o nosso país passa. É importante também reconhecermos as pessoas que trabalham com ciência em Cabo Frio, porque às vezes pensamos que isso é algo que está extremamente acima de nós, tanto geograficamente quanto intelectualmente. Mas temos na cidade pessoas que estão inovando, produzindo e criando produtos científicos, e este evento vem para mostrar isso”, declarou Rafael Peçanha.

Presente ao evento, Léo Lupi, membro do Núcleo de Pesquisa de Geopolítica, Integração Regional e Sistema Mundial do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ, falou a respeito do corte de R$ 600 milhões em recursos de pesquisa da área científica, realizado pelo Governo Federal neste mês de outubro.

“Muito importante aproveitar a abertura deste evento para citar, com muita tristeza, esse corte de 92% da área da Ciência e Tecnologia, que vai prejudicar muito o país e consequentemente as cidades do Brasil. Tenho certeza que mesmo assim, o prefeito José Bonifácio tem todo o empenho para fazer de Cabo Frio uma cidade mais inteligente, com integração cada vez maior das diferentes Secretarias, pensando em uma gestão pública cada vez mais eficiente e inovadora”, disse Léo Lupi.

O chefe de gabinete, Pedro José, esteve presente ao evento representando o prefeito José Bonifácio, e compôs a mesa ao lado de Rafael Peçanha e Léo Lupi. Além deles, a abertura da V Semana da Ciência, Tecnologia e Inovação contou com a presença da secretária de Direitos Humanos e Segurança, Agláia Olegário; do secretário de Meio Ambiente e Saneamento, Juarez Lopes; de Administração, Ruy França; de Mobilidade Urbana, Jefferson Buitrago; de Obras e Serviços Públicos, Tita Calvet; de Turismo, Esporte e Lazer, Carlos Cunha; e da secretária da Melhor Idade, Delamar Sant’Anna. Também marcaram presença os vereadores Jean da Autoescola e Rodolfo de Rui.

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

Ainda nesta quarta-feira, às 18h, será transmitida uma mesa redonda com o tema “A ciência e o mar (primeiro ano da Década dos Oceanos)”, com a participação de Marcelo Tardelli (Mestre em Engenharia Ambiental pelo IFF); Alex Bastos (Doutor em Dinâmica Sedimentar pela University of Southampton com Pós-Doutorado em Geofísica de Alta Resolução no National Oceanography Center); Valéria Quaresma (Doutora em Dinâmica Sedimentar – University of Southampton) e Roberto Ramos (Presidente do Projeto Mar sem Lixo).

Na quinta-feira (21), às 10h, em parceria com a Secretaria de Educação, será realizada uma Feira Universitária Virtual, apresentando as universidades locais aos estudantes de ensino médio e fundamental da rede municipal de ensino, através de vídeos produzidos pelas instituições e publicados no YouTube oficial da Prefeitura de Cabo Frio.

Já na sexta-feira (22), às 10h, no último dia do evento, será transmitida ao vivo, na página da Prefeitura no Facebook, mais uma mesa redonda, desta vez com o tema “Mulheres e Meninas na Ciência”, com a participação de Raiza Monteiro Poggiali (mestra em produção, processos e dinâmicas espaciais e ambientais pela UFJF e coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estácio de Sá); Rosana Rodrigues (Vice-reitora da UENF, doutora em Produção Vegetal pela UENF, com pós-doutorado em Biologia Molecular na University of Florida), Anabell del Real Tamariz (Doutora em Engenharia Elétrica na área de Automação pela Universidade Estadual de Campinas, professora associada da UENF, ex-diretora do Centro de Ciência e Tecnologia da UENF).

Às 15h, será realizado o encerramento oficial do evento no auditório da Prefeitura. Na atividade, haverá a entrega do Diploma Otime Cardoso dos Santos aos palestrantes e participantes das mesas redondas. Além disso, serão homenageados com o diploma, sete cientistas com destaque em diferentes áreas do conhecimento: Luiz Guilherme Scaldaferri; Acioli Junior; Joílton Mendes; Ivan Rollas; Eduardo Pimenta; Manildo Marcião de Oliveira e Gabriela Avolio.

Ainda na cerimônia de encerramento, será entregue a Medalha Professora Yone Nogueira ao maior destaque de produção científica cabo-friense no ano de 2021. A homenagem será à equipe de criação, administração e pesquisa do setor de pós-covid da Secretaria Municipal de Saúde de Cabo Frio, idealizado por Tatiana Ribeiro, fisioterapeuta e coordenadora de Reabilitação Hospitalar. O setor de pós-covid é o primeiro da região e do interior do estado do Rio de Janeiro, e se tornou objeto de estudo e pesquisa para produção de artigos científicos.

Categorias
Destaque Governo Notícias

Coordenadoria de Ciência confirma Semana Municipal de Ciência e Tecnologia

A Coordenadoria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Cogetei) da Secretaria Municipal de Educação, confirmou para outubro a Semana Municipal de Ciência e Tecnologia. O evento será realizado de acordo com o calendário nacional. Responsável pelo fomento e pela criação de iniciativas que promovam o desenvolvimento científico e tecnológico no município, a Cogetei trabalha em parceria com todas as secretarias, órgãos estaduais, federais, entre outras instituições públicas e privadas.

Segundo o secretário de Educação, Claudio Leitão, a Coordenadoria tem importância fundamental para o desenvolvimento do município. “No governo passado, a Cogetei foi colocada de lado e ficou praticamente sem função. É uma coordenadoria que tem importância vital para a construção de tecnologia e inovação e que vai desenvolver tanto o campo da educação quanto outras áreas do município. Então, nós estamos reestruturando e promovendo projetos que nos permitam trazer recursos do Governo Federal para que possamos, de fato, fazer com que a

coordenadoria contribua para a promoção de políticas públicas para o município”, salientou o secretário.

O coordenador-geral da Cogetei, Luiz Felipe de Oliveira Gonçalves, explica que o órgão está em um momento de reestruturação completa, desde a criação de espaço e estrutura de trabalho, quanto à criação de uma nova identidade.

“Nós já construímos um Plano com ações pontuais para 2018, incluindo a Semana Municipal de Ciência e Tecnologia em outubro, acompanhando o calendário nacional. Também realizamos avaliação de convênios e parcerias para o desenvolvimento de atividades, tanto nas escolas como no município. O objetivo da nossa gestão é dar uma nova cara à Ciência e Tecnologia, para além da Educação, pensando em toda a cidade”, afirmou Luiz Felipe.

Segundo o coordenador, o objetivo é incentivar a criação de tecnologia e ciência no município, ultrapassando as fronteiras acadêmicas. Por meio da ampliação dos canais de acesso e criação, Cabo Frio poderá ser inserida entre os municípios que usam a tecnologia para o seu desenvolvimento, fazendo parte do roll das Cidades Inteligentes.

A Cogetei já iniciou a construção de projetos para a cidade, incluindo a captação de recursos para o fortalecimento da Educação e do fazer científico, uma vez que um dos objetivos do setor é incentivar ideias as e criar novas soluções. Além da Semana Municipal de Ciência e Tecnologia, a coordenadoria já estabeleceu parcerias para ações de apoio ao desenvolvimento do cidade. “Vamos trabalhar na perspectiva da

popularização da ciência, para que a sociedade enxergue o fazer cientifico para além do mundo acadêmico. As expectativas para 2019 são muito positivas, já estamos construindo uma agenda que envolve ações para diferentes esferas municipais”, observou o coordenador, Luiz Felipe.