Abrigo temporário é proposta do 2º Fórum Intermunicipal da Rede de Proteção e Atendimento à Mulher, em Cabo Frio

Encontro reuniu nove cidades, que pontuaram o abrigamento como a principal demanda

O abrigamento temporário para mulheres vítimas de violência foi a principal demanda discutida no 2º Fórum Intermunicipal da Rede de Proteção e Atendimento à Mulher, sediado em Cabo Frio, nesta quarta-feira (26). As nove cidades participantes acordaram a elaboração de um documento com a solicitação, que será entregue à Subsecretaria de Políticas para Mulheres do Governo do Estado do Rio.

Participaram do encontro representantes dos municípios de Arraial do Cabo, Armação dos Búzios, Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Iguaba Grande, Quissamã, Macaé, Rio das Ostras e São Pedro da Aldeia.

O 2º Fórum foi uma realização da Superintendência dos Direitos da Mulher de Cabo Frio, órgão da Secretaria Municipal de Assistência Social, que administra no município o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam). De acordo com a coordenadora do Ceam de Cabo Frio, Ludmila Roque, o 3º Fórum será realizado no dia 7 de dezembro, em Campos dos Goytacazes.

“Deliberamos sobre a importância de termos um lugar próprio para o acolhimento das mulheres, administrado de forma integrada e com protocolo construído pelos Ceams da região”, explicou a superintendente dos Direitos da Mulher, Tânia Lopes.

O encerramento contou com apresentação do grupo As Marias da Graça, primeiro grupo de palhaças do Brasil, formado desde 1991. De acordo com Tânia, a apresentação teve por objetivo premiar as profissionais mulheres que lidam, cotidianamente, com a dor, o sofrimento e a violência, com uma atividade cultural.

“Encerrar um dia inteiro de trabalho com um grupo como esse traz leveza para o fim das atividades. Além disso, reforça a importância do bem-estar dessas profissionais, de descobrirem que a gente pode usufruir de um trabalho cultural para nos alimentar e enfrentar a dificuldade que é lidar com a dor de outra mulher”, pontuou ela.

Sobre o Fórum Intermunicipal

A proposta do Fórum Intermunicipal da Rede de Proteção e Atendimento à Mulher foi acordada entre as cidades participantes na primeira edição, sediada em Macaé. A ideia é realizar encontros bimestrais e itinerantes entre gestoras e executoras das políticas públicas para mulheres na Região dos Lagos de forma a discutir a construção conjunta dessas diretrizes.

Além disso, o fórum regular tem como objetivo favorecer o intercâmbio de experiências nos serviços de atendimento, socializar e debater as demandas enfrentadas pelas equipes regionais em relação ao acolhimento/abrigamento para mulheres e seus filhos, seja de forma provisória, preventiva ou, ainda, de média permanência.

Últimas Notícias

NOTA EXPLICATIVA: Nesta página estão detalhados os lançamentos feitos em nome de ANDRE LUIZ NASCIMENTO VIEIRA E OUTROS, no Exercício de 2021 e MARLLON GOMES DA SILVA TEIXEIRA E OUTROS no Exercício de 2022, feitos de modo sumarizado.

Para consulta dos demais pagamentos de diárias clique aqui. Após informar o ano desejado selecione a opção DESPESAS > DIÁRIAS.

Observação: nos períodos anteriores à 2021 os pagamentos desta espécie eram realizados por meio de Processo Administrativo de adiantamento e prestação de contas por força do Decreto 3.297/2005