Atendimento humanizado na saúde de Cabo Frio foi tema de capacitação de servidores

Aprimorar a abordagem para que o usuário seja melhor acolhido é uma das metas a curto prazo da gestão municipal

Para estabelecer uma das metas a curto da gestão da Secretaria de Saúde, o Programa de Educação Permanente em Saúde (EPS) promoveu o treinamento sobre atendimento humanizado. Esse primeiro encontro envolveu a equipe do Posto de Atendimento Médico do bairro Santo Antônio, em Tamoios.

A capacitação foi ministrada pela coordenadora de Educação Permanente, Simone Rangel, que destacou a importância do acolhimento de cada paciente nos serviços de saúde para humanização do atendimento.

“O acolhimento é uma prática presente em todas as relações de cuidado, nos encontros entre trabalhadores de saúde e usuários, no ato de receber e escutar as pessoas, podendo acontecer de formas variadas. Acolher é um compromisso de resposta às necessidades dos cidadãos que procuram nossos serviços de saúde”, explicou Simone.

Além do acolhimento de cada cidadão, a capacitação busca abordar sobre medidas necessárias para estabelecer uma relação de confiança entre profissionais e pacientes, priorizando um atendimento mais empático, sabendo reconhecer e respeitar as diferenças entre as pessoas.

“Esse treinamento tem como objetivo capacitar nosso time de profissionais para que estejam aptos para lidarem com as individualidades e também aprimorar a abordagem junto ao usuário”, conclui Simone.

Últimas Notícias

NOTA EXPLICATIVA: Nesta página estão detalhados os lançamentos feitos em nome de ANDRE LUIZ NASCIMENTO VIEIRA E OUTROS, no Exercício de 2021 e MARLLON GOMES DA SILVA TEIXEIRA E OUTROS no Exercício de 2022, feitos de modo sumarizado.

Para consulta dos demais pagamentos de diárias clique aqui. Após informar o ano desejado selecione a opção DESPESAS > DIÁRIAS.

Observação: nos períodos anteriores à 2021 os pagamentos desta espécie eram realizados por meio de Processo Administrativo de adiantamento e prestação de contas por força do Decreto 3.297/2005