Boletim Gabinete de Gestão de Crise – 1/04


A Prefeitura de Cabo Frio esclarece que o óbito ocorrido em um hospital particular da cidade não é registrado como um dado de coronavírus no município.

Uma mulher de 81 anos, moradora de Arraial do Cabo, veio a óbito em um hospital particular da cidade. Ela deu entrada na unidade no dia 22 de março. A confirmação da causa mortis saiu na manhã desta terça-feira (1°).

De acordo com as diretrizes da Secretaria de Estado de Saúde, a notificação é feita no município de domicílio de cada paciente. Neste caso, deve ser feita por Arraial do Cabo.

Por ser a única cidade da Região dos Lagos a ter hospitais particulares, com exceção de Araruama, Cabo Frio acaba recebendo muitos pacientes de cidades vizinhas.

A Secretaria de Saúde informa que até esta quarta-feira (1°) foram registrados 31 casos suspeitos de coronavírus no município de Cabo Frio.
Destes, nove já foram descartados e os demais aguardam resultado dos testes.

Os exames são feitos no Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels
(LACEN-RJ) que é uma instituição pública de saúde sob gestão da Fundação Saúde do Estado do Rio de Janeiro e vinculada tecnicamente à Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro.

O LACEN-RJ integra o Sistema Nacional de Laboratórios de Saúde Pública –
SISLAB, instituído pela Portaria MS nº 2031/2004, o qual se constitui em um
conjunto de redes nacionais de laboratórios, organizadas em sub-redes, por
agravos ou programas, de forma hierarquizada por grau de complexidade das atividades relacionadas à Vigilância em Saúde – compreendendo a Vigilância Epidemiológica, Sanitária, em Saúde Ambiental e a Assistência Médica.

Comentários Facebook

DestaqueGestão de Crise - CoronavírusNotícias

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE