Brasil vence o 8º Campeonato Pan-Americano de Pesca Submarina, em Cabo Frio, no feminino e no masculino

Brasileiros dominam o pódio garantindo o primeiro lugar em ambas categorias

Com pódio totalmente brasileiro na categoria masculina e o primeiro lugar no feminino, a delegação do Brasil foi a grande campeã do 8º Campeonato Pan-Americano de Pesca Submarina, disputa internacional sediada na costa cabo-friense, que terminou neste sábado (05). Ao todo, foram 27 competidores distribuídos entre Brasil, Estados Unidos, Peru, Argentina e Uruguai que participaram da competição.

A conquista entre as mulheres é ainda mais especial, já que é a primeira seleção feminina de pesca submarina do Brasil, a garantir o ouro na estreia, com o desempenho de Hana Lamar. O segundo lugar ficou a americana Rosibel Molina.

A brasileira Hana Lamar conquistou o ouro na primeira participação do país na categoria feminina

No masculino, o pódio brasileiro foi formado pelo campeão foi Paulo Sérgio Pacheco; a prata ficou com Gabriel Barra e a terceira colocação com Gabriel Santana. A quarta e quinta posições foram garantidas pelo argentino Javier Nuñes e pelo americano Mirco Zanella, respectivamente.

Campeão masculino, o brasileiro Paulo Sérgio Pachecou teve o maior número de peças: 17 no total

O maior peixe foi de Mirco Zanella, um sargo de beiço de 5,260 quilos; e o maior número de peças foi do brasileiro Paulo Sérgio Pacheco com 17 peças.

A classificação final dos países ficou com Brasil em primeiro lugar, Estados Unidos em segundo e a Argentina na terceira colocação.

A cerimônia de entrega dos troféus e medalhas aconteceu no Terminal de Transatlânticos, no bairro Passagem, e todos os atletas receberam medalha de participação. O encerramento oficial foi no mesmo dia, no Clube Náutico de Cabo Frio, na Ogiva.

O evento foi realizado pela Confederação Brasileira de Pesca e Desportos Subaquáticos (CBPDS) em parceria com a Prefeitura de Cabo Frio; a Confederação Mundial de Atividades Subaquáticas Zona Américas; a Confederação Mundial de Atividades Subaquáticas e o Clube Náutico Cabo Frio.

As atividades também contaram com apoio da Marinha do Brasil; Corpo de Bombeiros; Polícia Militar; Inea; Parque Estadual da Costa do Sol e Ministério da Pesca e Agricultura.

Durante a competição, as provas foram realizadas com apoio de 30 embarcações alugadas diretamente com pescadores de Cabo Frio, colaborando para fomentar a economia da cidade. O turismo também foi aquecido, já que o evento reuniu mais de 100 pessoas na organização entre diretores, staff, fiscais e barqueiros. 

*TRADIÇÃO CABO-FRIENSE*

Cabo Frio tem tradição na pesca submarina. Entre diversos outros títulos, Gelson Francisco da Costa, o Gandola, foi campeão Mundial de Caça Submarina no Peru em 1975, e campeão Sul Americano no ano seguinte. Em 2014, ele foi homenageado com uma estátua em tamanho real na Orla Scliar.

Além dele, vários grandes caçadores representaram Cabo Frio em competições, como os irmãos Claudio e Cristina Sherman, Marcílio e Jacó Mureb, Benedicto Mendonça e Lelei. Diversos clubes também foram criados na cidade para a prática da pesca submarina, como o Clube do Canal, Costa Azul Iate Clube e o Clube Náutico de Cabo Frio.

Últimas Notícias

NOTA EXPLICATIVA: Nesta página estão detalhados os lançamentos feitos em nome de ANDRE LUIZ NASCIMENTO VIEIRA E OUTROS, no Exercício de 2021 e MARLLON GOMES DA SILVA TEIXEIRA E OUTROS no Exercício de 2022, feitos de modo sumarizado.

Para consulta dos demais pagamentos de diárias clique aqui. Após informar o ano desejado selecione a opção DESPESAS > DIÁRIAS.

Observação: nos períodos anteriores à 2021 os pagamentos desta espécie eram realizados por meio de Processo Administrativo de adiantamento e prestação de contas por força do Decreto 3.297/2005