Dezesseis anos da Lei Maria da Penha é tema da roda de conversa, em Cabo Frio, nesta quinta (11)

Encontro acontece às 9h, na sede da Assistência Social, no Jardim Esperança

Para discutir os avanços e o que ainda precisa melhorar no enfrentamento à violência contra a mulher, a Prefeitura de Cabo Frio promove uma roda de conversa sobre os 16 anos de implantação da Lei Maria da Penha no país. A atividade acontece nesta quinta-feira (11), às 9h, na sede da Secretaria de Assistência Social, no Jardim Esperança.

A roda de conversa integra a programação do Agosto Lilás, mês de conscientização pelo fim da violência contra a mulher. O encontro dessa semana será mediado pela superintendente dos Direitos da Mulher, Tânia Lopes, em conjunto com a advogada Jolly Cardoso, que integra a equipe técnica do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (CEAM). Todas as atividades são organizadas pela Superintendência dos Direitos da Mulher, vinculada à Secretaria de Assistência Social.

“A programação deste mês é voltada especialmente à lei Maria da Penha para mostrar a importância que ela tem para as mulheres e para o país. É uma lei avançada, progressista e a terceira lei mais completa do mundo em relação à abordagem da violência doméstica. Então, estar no Jardim Esperança conversando com as mulheres sobre a importância delas se pronunciarem, sobre o detalhamento da lei é para que elas façam valer o seu direito e a melhoria da sua vida”, explicou a superintendente dos Direitos da Mulher, Tânia Lopes.

Sobre a Roda de Conversa

Toda semana, desde fevereiro deste ano, a Superintendência dos Direitos da Mulher tem promovido rodas de conversa com temas variados, sejam sobre os serviços prestados pela Secretaria de Assistência Social e o governo de forma geral, sejam sobre temas de relevância para a população.

Até agora, 13 temas foram discutidos nas rodas de conversa como “Direitos das mulheres na área jurídica”, “Impacto e consequências do isolamento social da pandemia nas relações sociais e familiares” e “Quebrando o tabu: o que é pessoa com deficiência?”.

Também já foram discutidos assuntos como “Mulher e trabalho”; “Combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes”; “Esclarecimentos sobre os serviços de convivência”; “O que eleva a sua autoestima?”; “Orgulho autista”; “Atribuições do Conselho Tutelar”, “Planejamento Familiar”, “Arriscar é viver”; “Potencial Coletivo” e “O que é CadÚnico”.

A roda de conversa já contou com a colaboração das superintendências de Políticas Públicas de Prevenção às Drogas; da Pessoa com Deficiência e da Proteção Social Básica, além de equipes do Centro de Saúde Oswaldo Cruz, ligado à Secretaria de Saúde.

SERVIÇO
Secretaria de Assistência Social – Núcleo Jardim Esperança
Endereço: Rua Dimas Teixeira, 191
Funcionamento: segunda a sexta, das 8h às 17h

Últimas Notícias

NOTA EXPLICATIVA: Nesta página estão detalhados os lançamentos feitos em nome de ANDRE LUIZ NASCIMENTO VIEIRA E OUTROS, no Exercício de 2021 e MARLLON GOMES DA SILVA TEIXEIRA E OUTROS no Exercício de 2022, feitos de modo sumarizado.

Para consulta dos demais pagamentos de diárias clique aqui. Após informar o ano desejado selecione a opção DESPESAS > DIÁRIAS.

Observação: nos períodos anteriores à 2021 os pagamentos desta espécie eram realizados por meio de Processo Administrativo de adiantamento e prestação de contas por força do Decreto 3.297/2005