Expansão da Moeda Social Itajuru começa nesta quinta (13) em Cabo Frio, com pré-cadastro de comerciantes

Equipes da Prefeitura vão cadastrar comércios interessados em receber a moeda nos bairros do Monte Alegre, Porto do Carro e adjacências

Vai começar nesta quinta-feira (13) o processo de expansão da Moeda Social Itajuru, em Cabo Frio. A ampliação do programa social abrange os bairros Boca do Mato, Porto do Carro, Vila do Ar e Monte Alegre, incluindo as comunidades da Estradinha e Rainha da Sucata.

Assim como já acontece no bairro Manoel Corrêa, a população em situação de pobreza das novas áreas selecionadas poderá receber um auxílio financeiro mensal, para a compra de alimentos e itens de primeira necessidade. O projeto também promove maior circulação de renda nos estabelecimentos comerciais.

A partir desta semana, equipes da Secretaria de Assistência Social farão o pré-cadastro dos comerciantes interessados em receber a Moeda Social Itajuru. Para se cadastrar, os donos dos estabelecimentos deverão comparecer, nesta quinta-feira (13), das 10h às 15h, na Escola Municipal Professora Catharina S. Cordeiro, que fica na Rua Dr. Cardoso da Fonseca, no bairro Monte Alegre I. Na sexta (14), no mesmo horário, o cadastro será realizado na Escola Municipal Prof. Achilles Almeida Barreto, na Avenida Wilson Mendes, no Porto do Carro.

Na segunda etapa, mais 500 famílias serão beneficiadas com 200 itajurus por mês, o equivalente a R$ 200. Segundo a Secretaria de Assistência Social, os bairros que vão receber a Moeda Social Itajuru foram escolhidos com base em dados e relatórios desenvolvidos por técnicos da Superintendência da Proteção Social Básica, equipe responsável pelo Bolsa Família / Cadastro Único e Centros de Referência e Assistência Social (CRAS).

Para o pré-cadastro, o comerciante deve apresentar a seguinte documentação: CNPJ, comprovante de endereço e dados bancários do estabelecimento comercial; RG, CPF e Título de Eleitor do proprietário do comércio.

De acordo com levantamento realizado pelo Banco Itajuru, instituição criada para gerir os recursos do projeto, até o mês passado pelo menos 224 pequenos negócios da nova área selecionada, como farmácias, quitandas, hortifrutis, padarias, bazares, entre outros, se enquadram nos padrões do programa social.

Segundo a secretária municipal de Assistência Social, Nilza Miquelotti, a expansão do programa vai começar pela região do Porto do Carro e Vila do Ar, onde mais de três mil famílias em vulnerabilidade social estão inscritas nas unidades do CRAS que atendem a região. Ainda segundo ela, o mapeamento das famílias cadastradas já está sendo realizado pelos assistentes sociais do programa.

“Como o objetivo da Moeda Social Itajuru é atender à população mais vulnerável do nosso município, começaremos a expansão por estes bairros, uma vez que hoje temos mais de 3 mil famílias em situação de vulnerabilidade social inscritas no CRAS Monte Alegre I, que abrange essas áreas”, explica Nilza Miquelotti.

FORMALIZAÇÃO GRATUITA

Para abranger ainda mais comerciantes, a Prefeitura de Cabo Frio está oferecendo ferramentas e informações para contribuir com a formalização dos estabelecimentos que ainda não se regularizaram. Por meio da Casa do Empreendedor, que funciona ao lado da Câmara Municipal, no Centro, os proprietários poderão formalizar seus negócios.

PROGRAMA SOCIAL MOEDA ITAJURU

O Programa de transferência de renda foi lançado em 29 de outubro de 2021. Segundo o relatório do Banco Itajuru, já foram consumidos no bairro Manoel Corrêa, desde o lançamento da Moeda até o dia 31 de dezembro de 2021, R$ 258 mil, sendo 90% deste valor em gêneros alimentícios.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.