Orientações aos visitantes do Parque Municipal da Boca da Barra começam neste fim de semana

O Parque Municipal da Boca da Barra é um monumento de grande relevância ecológica, econômica e social para Cabo Frio, abrigando espécies endêmicas da fauna e da flora, e componentes geográficos rochosos de valor científico inestimável. Por esses e outros motivos, o local vem sendo alvo de atenção especial por parte da Secretaria Municipal de Desenvolvimento da Cidade, por meio da Coordenadoria de Meio Ambiente.


SAIBA MAIS:

Prefeitura intensifica ações de proteção ambiental nas praias

Secretaria intensifica ações contra invasões em áreas ambientais

Guarda Marítima e Ambiental resgata golfinho encalhado na Ilha do Japonês


A partir deste domingo (7), por exemplo, serão intensificados os trabalhos junto aos freqüentadores do espaço com o objetivo de levar informações sobre a importância ambiental e histórica, além de orientações sobre o destino adequado do lixo e o uso consciente das unidades de conservação. Esse trabalho será desenvolvido pelos agentes da Coordenadoria do Meio Ambiente, e da Guarda Marítima e Ambiental em conjunto com alunos da Universidade Veiga de Almeida, que estarão todos os domingos dos meses de janeiro e fevereiro de 2018 no local, distribuindo folhetos e aplicando questionários aos visitantes.


O plano de manejo proposto pelo executivo municipal tem como objetivo a conscientização de todos em relação ao ordenamento territorial e às regras de utilização para fins educativos, esportivos, extrativistas e recreativos, com a finalidade de integrar uso e preservação.


Será instalada uma tenda de Educação Ambiental na entrada do Parque com a presença de agentes ambientais e universitários. Na ocasião serão aplicadas entrevistas com objetivo de buscar dados e opiniões que possibilitem conhecer melhor os frequentadores e suas percepções de melhorias para a gestão integrada. Será distribuída, também, uma cartilha com informações sobre usos admissíveis e restrições no interior do parque. No material são apresentadas as belezas da fauna, flora, vestígios da ocupação humana antes do descobrimento do Brasil e curiosidades geológicas.


Também neste domingo (7) acontece o lançamento do primeiro Guia de Aves de Cabo Frio. Será no stand de Educação Ambiental do Parque Municipal da Boca da Barra, localizado na Ilha do Japonês. Trata-se de uma iniciativa inédita que tem como objetivo mostrar algumas aves típicas de Cabo Frio e, com isso, atrair adeptos dessa atividade, um nicho de mercado e um passatempo com milhões de seguidores espalhados pelo mundo.


O guia apresenta 113 espécies residentes, endêmicas e sazonais que têm sítios de reprodução na região circumpolar da América do Norte e Groenlândia – as aves setentrionais –, ou em áreas no sul da América do Sul e Antártida – as aves meridionais.


Na ocasião será realizada uma visita guiada, chamada de passarinhada, por agentes ambientais da Coordenadoria Geral de Meio Ambiente da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade e da Secretaria de Turismo, que promoveram a iniciativa.


Cabo Frio é um local privilegiado para a observação de aves, inserido em meio a um micro clima semiárido influenciado pelo fenômeno oceanográfico da ressurgência, que ocorre na Água Central do Atlântico Sul, com temperatura baixa e alta salinidade.


Por apresentar grande diversidade vegetal, recebeu do Fundo Mundial para a Natureza (WWF) e da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) a classificação de Centro de Diversidade Vegetal de Cabo Frio, um dos 14 centros de alta diversidade indicados para o Brasil. Com o guia, os visitantes poderão localizar e identificar aves da nossa cidade.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.