Pagamento da Lei Aldir Blanc marca início da nova gestão cultural de Cabo Frio

Secretaria de Cultura completou 100 dias de governo com pagamento de auxílio emergencial, programação on-line, e visitação aos equipamentos culturais

Os primeiros 100 dias do atual governo municipal de Cabo Frio foram marcados pelo pagamento de todos os processos da Lei Aldir Blanc, visitas e reestruturação dos espaços culturais, e pela programação tradicional do calendário cultural de Cabo Frio, que devido ao momento atual vivido por conta da pandemia, foi realizada de forma on-line e transmitida pelas redes sociais oficiais da Prefeitura.

Uma das primeiras prioridades da Secretaria Municipal de Cultura foi a conclusão do pagamento da Lei Cultural Aldir Blanc, em fevereiro, beneficiando trabalhadores da cultura impedidos de trabalhar por conta da pandemia.

O andamento dos projetos estava parado desde a gestão passada por falta de assinaturas, erros materiais e ausência de documentos. Também foram elaborados manuais para orientação na prestação de contas e aplicação de marcas.

HOMENAGENS VIRTUAIS

Habitualmente, os primeiros dias de gestão da Secretaria de Cultura são marcados por homenagens, graças à festa da Folia de Reis que é um importante marco cultural realizado todos os anos no dia 6 de janeiro. Este ano, no entanto, devido à pandemia, a celebração aconteceu de forma virtual: um vídeo especial foi preparado com a participação dos grupos tradicionais “Folia de São Cristóvão” e “Folia Estrela Dalva”.

Em parceria com o Ilê Parque São Jorge, também foi gravado o “Presente das Águas”, tradicional homenagem ao Dia de Iemanjá, realizado no dia 2 de fevereiro, que contou com registros emocionantes de manifestação da fé e tolerância religiosa. As duas realizações virtuais contaram com parceria da Secretaria-Adjunta de Comunicação e estão disponíveis na página da Prefeitura de Cabo Frio no Facebook.

VISITA TÉCNICA AO TEATRO MUNICIPAL

Buscando reestruturar os espaços culturais da cidade, a Secretaria de Cultura mapeou os diversos locais que administra, dentre eles o Teatro Municipal Inah de Azevedo Mureb, que está com suas atividades culturais paralisadas há mais de quatro anos.

Em fevereiro o prefeito José Bonifácio e o secretário de Cultura, Clarêncio Rodrigues, receberam o arquiteto Marcos Flaksman, autor do projeto original do Teatro Municipal. Na visita, eles vistoriaram o espaço para verificar as revitalizações necessárias para a retomada do funcionamento do espaço.

“Já começamos a providenciar as medidas necessárias para religação da luz, que é algo necessário, e acredito que em pouco tempo teremos mais alguns detalhes do que precisará ser feito nesse teatro para que possamos reabri-lo”, comentou Clarêncio.

Também nos primeiros três meses de governo foi realizado um estudo técnico que desencadeou no projeto de restauração da Fonte de Itajuru, que deverá ser executado ainda este ano.

AÇÕES EM TAMOIOS

Em Tamoios, a Secretaria de Cultura realizou a primeira edição do “Circulê”, que é uma proposta de descentralização da Biblioteca Municipal Professor Walter Nogueira. A ideia é promover uma biblioteca circulante, levando o acervo de literatura infanto-juvenil para o Parque de Exposições da Fazenda Campos Novos.

Além dos livros, teve também contação de histórias, atividades lúdicas com música e poesia, e incentivo à participação das comunidades quilombolas. Os quilombos Maria Romana, Preto Forro e Espírito Santo fazem parte da programação com venda de artesanatos, culinária tradicional e atividades culturais.

Ainda em Tamoios, foi realizada na Feira Cultural do Pontal Santo Antônio, uma oficina de trança, nagô, laços e crochê, além de apresentação cultural de capoeira, tudo em comemoração ao mês da mulher.

Foram iniciados, também, os preparativos para revitalização e reabertura da Sala Chico Tabibuia. Antes do fechamento forçado por causa da pandemia, o espaço promovia exposições de artistas locais, shows de música e dança, além de sessões de cinema e contos.

RESGATE DO CONSELHO DE CULTURA

Outra ação importante é a retomada do diálogo com os segmentos culturais, e das atividades do Conselho Municipal de Cultura e Conselho Municipal de Patrimônio Cultural. A Secretaria de Cultura vem realizando um trabalho de orientação e apoio técnico e operacional às câmaras setoriais da sociedade civil, que pela primeira vez estão protagonizando a organização das Reuniões Públicas de Eleição das vagas em aberto do Conselho de Cultura (seis eleições ao todo).

30ª SEMANA TEIXEIRA E SOUSA

Fechando os primeiros três meses de realizações culturais, outra grande ação da Secretaria de Cultura foi a 30ª Semana Teixeira e Sousa. Criada por meio da Lei Municipal nº 1106/1991, a atividade homenageia o escritor cabo-friense Antônio Gonçalves Teixeira e Sousa, considerado o primeiro romancista brasileiro.

O planejamento da Semana foi feito de forma participativa, em grupo de trabalho que contou com representantes da sociedade civil e da gestão municipal. Ao longo da programação aconteceram, de forma virtual, oficinas gratuitas, mesas redondas, debates, exposição fotográfica, sarau literário, Fórum de Combate à Intolerância Religiosa e uma cerimônia com entrega da Comenda Teixeira e Sousa, que homenageou membros da sociedade civil por ações de incentivo à cultura do município.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.