Diversos bairros receberam ações motivadas por denúncias de moradores

Agentes da Coordenadoria de Assuntos Fundiários da Secretaria de Desenvolvimento e da Secretaria do Meio Ambiente realizaram nesta quinta-feira (21), uma ação conjunta no combate à invasão de áreas públicas ou de proteção ambiental.  Os fiscais percorreram os dois distritos do município atendendo às denúncias feitas pelos moradores.

No bairro Guriri, o alvo das denúncias foi a Rua 5, incluída na Zona de Amortecimento do Parque Estadual da Costa do Sol (Pecsol), onde foi detectada uma invasão coletiva, com roçada, demarcação de lotes e início de construção. O cercamento foi todo retirado, incluindo piquetes e mourões, e a construção desfeita.

Na outra ponta da mesma Rua 5, na encosta do morro, outro grupo estava agindo da mesma forma, desmatando e demarcando lotes com fins de comercialização.  No lugar havia, ainda, uma ligação clandestina de água e a construção de um barraco.  Toda a ação ilegal foi desfeita pelos agentes municipais.

Já no bairro Montes Brancos, uma pessoa foi flagrada realizando cercamento sobre a restinga. Os agentes apreenderam os materiais de construção e solicitaram a da documentação do imóvel. Na Gamboa, foi desfeito um parcelamento irregular de solo para fins comerciais. A área foi restituída ao município.

Nas Palmeiras, os agentes realizaram o embargo de uma obra que já havia sido questionada judicialmente pelo município, e que já havia sido embargada anteriormente. A área foi interditada.

“Cada ação que nossos agentes conseguem interromper ainda no início, como ocorreu desta vez, impede que os danos ao meio ambiente sejam permanentes ou irrecuperáveis.  Quanto mais ágil for a ação, após a denúncia, melhor para a preservação do nosso ecossistema”, afirmou o secretário de Meio Ambiente, Mario Flavio Moreira.

“A participação da população nas denúncias é crucial para que possamos agir com assertividade.  Nossos agentes estão trabalhando de forma implacável todos os dias para averiguar, autuar e responsabilizar os infratores, com a certeza de que a questão será resolvida em todas as instâncias”, enfatizou o coordenador de Assuntos Fundiários, Ricardo Sampaio.

A população pode denunciar invasões a áreas públicas ou de preservação ambiental pelos e-mails cogeafcabofrio@gmail.com ou secmacabofrio@gmail.com. O anonimato é garantido.

Comentários Facebook

Desenvolvimento da CidadeDestaqueMeio Ambiente

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE