Prefeitura de Cabo Frio apresenta Moeda Social Itajuru em visita de comitiva do governo municipal de Diadema (SP)

Delegação paulista conheceu as sedes do Executivo municipal e do programa, e alguns dos locais onde ele foi implantado

Representantes da Prefeitura de Diadema (SP) estiveram nesta quinta-feira (13) em Cabo Frio para conhecer o funcionamento do Programa Moeda Social Itajuru. A comitiva conheceu as sedes da Prefeitura e da Secretaria de Assistência Social, as instalações da Moeda e dois locais onde o programa está implantado: o projeto-piloto, Manoel Corrêa, e Maria Joaquina, em Tamoios. O grupo também esteve no Tangará, onde será a próxima expansão da moeda cabo-friense.

Integravam a comitiva paulista, a vice-prefeita de Diadema e secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Patrícia Ferreira; a secretária-adjunta de Educação, Vânia Cristina Vieira; o diretor do Departamento de Políticas do Trabalho e Economia Solidária, Marcelo Lucas Pereira; o representante da Secretaria de Planejamento e Gestão, Clóvis Girardi; e a coordenadora do programa da Moeda Social, Mariana Giroto.

O prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio, que estava em um compromisso no Rio de Janeiro, conversou com a vice-prefeita, Patrícia Ferreira, por telefone. Ele agradeceu a visita e convidou-a para o lançamento da moeda no Tangará, no final de outubro. O prefeito também ressaltou a importância de expandir o programa não apenas em Cabo Frio, mas para todo o Brasil.

“Estou muito feliz de vocês estarem em Cabo Frio e estou muito tranquilo porque sei que estão sendo recebidos pela equipe certa. Estamos à disposição para o que a Prefeitura de Diadema precisar porque é mais do que necessário ampliarmos essas políticas para o país. Espero estar presente numa próxima visita”, afirmou o prefeito.

Na sede da Prefeitura de Cabo Frio, os representantes do governo paulista foram recebidos pela equipe do gabinete do prefeito José Bonifácio e, depois, se reuniram com a secretária de Assistência Social, Nilza Miquelotti, na sede da pasta.

“É importante fomentar o comercio local e nosso prefeito tem muito foco em atender o pequeno comerciante, em formalizar os comerciantes informais e os prestadores de serviço, em gerar emprego, porque isso colabora para fomentar a economia local também”, explicou a secretária de Assistência Social, Nilza Miquelotti.

A comitiva visitou alguns estabelecimentos comerciais que aceitam a moeda social no Manoel Corrêa e em Maria Joaquina. O grupo Tambores Urbanos fez uma surpresa para a comitiva e se apresentou na sede da banda. A vice-prefeita, Patrícia Ferreira, que faz parte do Batuque Abayomi, grupo de mulheres percussionistas de Diadema, tocou com o conjunto cabo-friense.

“Tivemos muitas ideias ao conhecer o programa em Cabo Frio. Vamos voltar com muita bagagem e com muita vontade de realizar. A cultura é um instrumento importante para levar o preto da comunidade e da periferia para galgar outros caminhos, para estar inserido na sociedade porque a cultura aproxima as pessoas”, contou, após tocar com banda local e convidá-los para tocar junto com o grupo Abayomi.

Segundo ela, a moeda paulista ainda não tem nome e a prefeitura vai realizar um concurso com a participação da população, que poderá escolher entre cinco opções. A estimativa é de que o lançamento da Moeda ocorra no início de 2023.

Ao visitar o Tangará, próximo local de expansão da moeda, o grupo almoçou no Restaurante e Lanchonete Espaço do Leandro, que já está cadastrado para receber a moeda.

Programa Moeda Social Itajuru

A Moeda Itajuru está em ampliação para o Tangará, que serão a expansão III. As equipes de técnicos e de assistentes sociais estão em fase de formalização dos comércios dos bairros e de seleção das famílias que podem ser beneficiadas com o programa de transferência de renda.

A moeda já é realidade para o bairro Manoel Corrêa, projeto-piloto lançado em outubro de 2021 e que, até setembro de 2022, movimentou 1,2 milhão de itajurus, equivalentes a R$ 1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil reais), para atender 500 famílias.

O programa também está implantado na área que abrange os bairros Boca do Mato, Monte Alegre, Porto do Carro e parte da Vila do Ar, grupo denominado expansão I, para o qual foram transferidos 700 mil itajurus, equivalentes a R$ 700 mil, no período de março a setembro de 2022, beneficiando 500 famílias destas localidades.

Em Maria Joaquina, em Tamoios, expansão II implementada em julho deste ano, o repasse foi de 300 mil itajurus, equivalente a R$ 300 mil, para 500 famílias cadastradas.

Últimas Notícias

NOTA EXPLICATIVA: Nesta página estão detalhados os lançamentos feitos em nome de ANDRE LUIZ NASCIMENTO VIEIRA E OUTROS, no Exercício de 2021 e MARLLON GOMES DA SILVA TEIXEIRA E OUTROS no Exercício de 2022, feitos de modo sumarizado.

Para consulta dos demais pagamentos de diárias clique aqui. Após informar o ano desejado selecione a opção DESPESAS > DIÁRIAS.

Observação: nos períodos anteriores à 2021 os pagamentos desta espécie eram realizados por meio de Processo Administrativo de adiantamento e prestação de contas por força do Decreto 3.297/2005