Prefeitura de Cabo Frio busca R$ 67 milhões para reforma de hospitais

Projetos foram entregues ao Governo do Estado e a reforma da primeira unidade de saúde já está aprovada

A Prefeitura de Cabo Frio está em processo de viabilizar R$ 67,6 milhões para reforma das unidades de saúde do município. Os recursos estão sendo solicitados junto ao Programa de Apoio aos Hospitais Integrantes do SUS (PAHI), e, após todas as etapas, poderão ser utilizados pela Secretaria Municipal de Saúde para investimento ou custeio.

De acordo com a secretária de Saúde de Cabo Frio, Erika Borges, os recursos são aguardados após a elaboração de projetos e o cumprimento dos trâmites burocráticos.

“Colocamos uma equipe de planejamento especializada, em parceria com a Secretaria de Obras, que elaborou as plantas das unidades, para alavancar os processos de captação de recursos, que há muitos anos o município não firmava”, explica Erika.

O primeiro projeto aprovado foi uma verba de custeio na ordem de R$ 3,6 milhões, que está em fase de desembolso. Neste mês de maio, foi aprovado o orçamento de R$ 20 milhões do projeto de reforma do Hospital São José Operário. Esse valor será repassado em duas parcelas e o município aguarda a liberação do primeiro montante para o Fundo Municipal de Saúde.

Ainda está em análise a solicitação de uma verba de R$ 20 milhões para novas etapas de reforma no Hospital Otime Cardoso dos Santos, além de R$ 4 milhões para as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Também está sendo solicitada uma verba de R$ 10 milhões para os Centros de Especialidades, com o objetivo de adquirir e substituir equipamentos.

O município conta, também, com o projeto em fase final de análise do Programa EQUIPAR, de até R$10 milhões para a compra de equipamentos para os hospitais São José Operário e Otime Cardoso dos Santos.

A inclusão destas instituições no programa estadual representa um avanço na gestão municipal, com o objetivo de ampliar o volume de recursos transferidos para a saúde pública de Cabo Frio.

“Estamos trabalhando com afinco para possibilitar a reforma dos hospitais e unidades de saúde, além de aprimorar a qualidade e a capacidade de resolução do atendimento de média e alta complexidade. A aprovação desses recursos é complexa, por isso, é motivo de celebração, pois demonstra organização, lisura e empenho de toda uma equipe. O recurso dará apoio financeiro para construir, reformar, equipar ou mobiliar as unidades”, conclui a secretária adjunta de Atenção à Saúde, Priscila Dantas.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.