Prefeitura de Cabo Frio intensifica campanha para turistas de combate ao mosquito Aedes aegypti

Agentes de endemias atuaram abordando os turistas na principal via de acesso do município

A Prefeitura de Cabo Frio intensificou, nesta sexta-feira (25), a campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika, chikungunya e febre amarela, junto aos turistas que estão chegando na cidade para o feriado de Carnaval.

A ação aconteceu na Avenida América Central, RJ-140, principal via de acesso ao município. Cerca de 80 agentes de endemias atuaram na via abordando os motoristas, principalmente turistas, para falar sobre os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. A iniciativa reforçou ainda sobre os cuidados simples que os moradores precisam ter ao viajar e deixar o imóvel fechado e orientou também quem possui casa de veraneio no município.

“As ações de combate à dengue foram intensificadas no período de pré-carnaval, buscando que cada cidadão tenha consciência e evite ações, como jogar o lixo no chão e garrafas, materiais que podem transformar em criadouros dos mosquitos. Além disso, a campanha traz recomendações às pessoas que vão viajar durante o feriado, para que elas certifiquem que o quintal está limpo e sem focos do Aedes aegypti e também quem tem casa de veraneio, para quando forem embora, manter a casa sem possíveis meios de criadouros”, explicou a coordenadora de Vigilância em Saúde Ambiental, Andreia Nogueira

O setor de Vigilância em Saúde Ambiental, da Secretaria Municipal de Saúde, possui ações permanentes durante todo o ano. Os agentes de endemias percorrem constantemente os bairros da cidade atuando no controle e focos do mosquito e os criadouros predominantes com equipamentos como motofogs que pulverizam repelente natural de citronela, uma planta que possui propriedades insetífugas, mantendo todos os tipos de mosquitos afastados.

A secretária de Saúde ressalta que o combate ao mosquito Aedes aegypiti só é possível por meio de uma atuação em conjunto com a população.

“Cada cidadão tem papel importante nas ações para evitar a proliferação do mosquito, já que grande parte dos criadouros continua sendo encontrada dentro das casas, como vasos e pratos, frascos com plantas, bebedouros de animais, entre outros. A principal missão da população é atuar em conjunto para eliminar possíveis focos como água acumulada no lixo, caixas d’água e outros locais”, afirma a secretária de Saúde de Cabo Frio, Érika Borges.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.