Prefeitura de Cabo Frio prepara agentes para uso de novo larvicida no combate às arboviroses

Material será adotado a partir de outubro para o controle de larvas de Aedes aegypti

A Prefeitura de Cabo Frio, por meio da Vigilância em Saúde Ambiental, órgão da Secretaria Municipal de Saúde, realizou esta semana uma capacitação dos servidores que vão atuar no manuseio do novo larvicida biológico para controle das larvas do transmissor da dengue, chikungunya, zika e Aedes aegypti. O treinamento aconteceu nesta segunda-feira (20). Com nome de Espinosade, o novo material foi distribuído ao município pelo Ministério da Saúde. O objetivo é promover mais eficiência no combate ao mosquito.

O novo larvicida biológico, que irá reforçar as ações de prevenção e controle das arboviroses em Cabo Frio, é formulado em pastilhas com duas camadas, sendo uma efervescente para ação imediata, e outra de liberação lenta para ação residual. A coordenadora de Vigilância em Saúde Ambiental, Andreia Nogueira, explicou o efeito provocado pelo Espinosade.

“São moléculas com ação inseticida extraídas a partir de uma bactéria de solo pelo processo de fermentação. O biolarvicida pode ser adicionado em qualquer lugar que acumule água, e representa mais segurança para a saúde dos agentes, além de ter menor impacto ambiental. A Secretaria de Saúde vem desenvolvendo trabalhos setorizados com acompanhamento dos índices internos de infestação do mosquito e aplicação de larvicidas, além de visitas domiciliares para orientar os moradores”, explicou Andreia.

Outra vantagem do larvicida biológico, em comparação com os produtos tradicionais, está no alto índice de eficiência. Isso porque os inseticidas químicos tradicionalmente utilizados são eficazes somente no combate a uma parte dos vetores. Aqueles que são mais resistentes ao inseticida químico não são afetados.

A capacitação contou com uma palestra explicativa sobre a valorização do trabalho desenvolvido pelos Agentes de Controle a Endemias, realizada pela equipe de Treinamento e Atualização da Secretaria de Estado de Saúde do Rio, Na ocasião foram tiradas dúvidas sobre a aplicação, manipulação e segurança no trabalho para o uso do larvicida que será utilizado a partir do mês de outubro.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.