Prefeitura flagra construções irregulares em áreas de proteção ambiental


Ação foi motivada por denúncias

Agentes da Coordenadoria de Assuntos Fundiários realizaram nesta quarta-feira (25), uma operação para coibir invasões e construções em áreas públicas e de preservação ambiental no segundo distrito. A ação foi motivada por denúncias da população.

No loteamento Santa Margarida, foi flagrada uma ocupação irregular em área pública.  Os agentes conseguiram identificar a moradora, que apresentou documentação de compra e venda do imóvel, possibilitando a identificação e responsabilização do autor do crime.

Na Rua dos Macacos, um morador de uma construção irregular foi intimado para que desocupe o imóvel. Na mesma rua, também foi flagrada construção com parcelamento irregular do solo para fins de loteamento. A obra foi embargada e o responsável notificado para apresentar a titularidade do imóvel.

No Parque do Mico Leão Dourado, os agentes realizaram a retirada de um parcelamento irregular do solo para fins comerciais, na localidade conhecida como Lava Rodas.  Cercas e mourões foram retirados e apreendidos.

Já na Área de Proteção Ambiental da Bacia do Rio São João, no Centro Hípico, foi flagrada a reincidência de um parcelamento irregular do solo. No local, estava sendo construído um condomínio. A obra foi embargada pela Comissão Especial de Fiscalização e Demolição.

“Independente do período de quarentena, a Coordenadoria de Assuntos Fundiários continua fiscalizando as demandas e as denúncias anônimas da população. Todos os agentes estão utilizando equipamentos de proteção contra o Covid-19”, afirmou o Coordenador de Assuntos Fundiários, Ricardo Sampaio.

A população pode denunciar invasões ou construções em áreas públicas ou de proteção ambiental, pelo e-mail cogeafcabofrio@gmail.com.  O anonimato é garantido.

Comentários Facebook

DestaqueNotíciasRegularização Fundiária

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE